Estive em SP a convite da TP-Link para a apresentação ao mercado brasileiro da sua linha de telefones Neffos. Sim você não leu errado mas eu também achei que tinha lido quando recebi o convite para o evento.

A TP-Link tem uma boa penetração na casa das pessoas por conta dos roteadores para a internet e então na primeira lida você não associa celulares com a empresa. Mas quando você leva a discussão para o campo da conectividade faz sentido.

 

E aí então foi apresentado o destaque do dia o Neffos X1 com a promessa de ser mais quem um celular mas uma plataforma para Internet das Coisas. Com a popularização de dispositivos conectados em casa a empresa entende o aparelho de telefone como a conexão mais óbvia entre os humanos e os dispositivos conectados. E de fato é. Mas sobre isso falaremos mais a frente.

Hands-on no X1 

Como sempre vamos evitar ficar no “tecniques” e nos números técnicos (mas se você quiser mais detalhes técnicos tem aqui) e focar no que realmente interessa para você. A pegada do celular é muito boa e dá tranquilamente para usar com uma mão só. A minha primeira impressão e que eu achei um absurdo de bom  é o acabamento do X1, apesar de não ter um design ultra arrojado ou inovador, nessa linha intermediária parece até um celular premium com metal e curvas suaves. Cabe tranquilamente no bolso e me pareceu ser bem resistente às chaves e moedas nos bolsos e bolsas.

O hardware dele dá conta das principais aplicações do mercado e apesar de não ter usado o celular para contar para vocês – este é só um primeiro hands-on – me parece dar conta até de rodar alguns games mais pesados. Se há uma possível crítica nesse equipamento seria o uso de processadores MediaTek, mas sinceramente, para o usuário comum do dia-a-dia acho que isso não faz muita diferença, ficando para o campo das discussões mais técnicas e usuários heavy-user e lembrando que trata-se de um celular de linha intermediária.

Leia também  Coca-Cola Brasil anuncia nova estratégia que unifica as três versões de Coca-Cola

Preço

O preço é um absurdo de bom e parece fazer parte da estratégia de penetração de mercado da TP-Link. A linha Neffos poderá ser encontrados em grandes varejistas a partir da segunda quinzena de maio, com preços que variam entre R$ 849,99 e R$ 1399,99 de acordo com as configurações dos aparelhos.

Por conta disso acaba ficando uma relação custo-benefício muito atraente uma vez que com cerca de R$ 1.400,oo você tem um aparelho robusto e com aparente boa durabilidade, além de carregamento rápido (de acordo com a marca em meia hora é possível ter meia carga da bateria).

 

Estratégia de lançamento

A empresa conta com um alinhamento global, ou seja, segue todas as peças que estão sendo usadas mundialmente e fazendo quando necessário as adaptações para o Brasil. Diferente de outras marcas que fazem pesados investimentos em mídia a empresa pretende apostar no relacionamento com a mídia especializada e na capilaridade com parceiros que já garantem a presença da marca TP-Link hoje no país em milhares de pontos de vendas. É uma abordagem bem arrojada e acaba sendo um dos principais diferenciais da linha Neffos.

Mas e a conectividade?

Nesse ponto foi onde senti mais falta de uma inovação. Ao usar o aparelho não vi nenhum programa que criasse uma interface de Internet das coisas ou um APP que facilite conexões WiFi ou ainda algum extrinha que reforçasse a linha Neffos como de fato uma grande solução para ser um aparelho que conversa com a casa conectada.

Claro que isso pode vir numa atualização do futuro mas seria uma firula ou extra que se apresentado nesse momento poderia ter de fato mostrado ao mercado a que veio.

Leia também  OEX lança powerbank ultrafino

Mas e aí Armindo vela a pena ter um Neffos X1?

Mesmo no modelo mais simples o Neffos X1 é um senhor aparelho, bem robusto e pronto para rodar as principais aplicações usadas hoje. Com design premium e que salta não só aos olhos como ao toque os preços de lançamento são altamente atrativos. Por outro lado por ser uma marca nova (mesmo sendo apresentado ao Brasil ele já foi lançado pela empresa em 2016, mas de forma bem modesta para sentir o mercado) ainda não tem tempo de uso e uma base de usuários para saber como aparelho se comporta no médio prazo além de não ser ainda obviamente uma marca conhecida.

Então se você não se importa em testar novas marcas e procura um celular com uma relação custo X benefício altamente interessante o Neffos pode ser para você.