Pense numa plantinha bem frágil mas com uma flor linda e ela só precisa de uma coisa: que você a regue todo dia. Sim todo dia de manhã você deve ir lá com seu regador, jogar uma quantidade de água que baste para deixar a terra molhadinha e pequenas gotículas de água nas pétalas.

Dia após dia fazendo isso e por algum motivo você esquece. Um dia, depois o outro e no terceiro pluft a flor não está mais lá. Você tinha um compromisso lembra? Regar todo dia.

Relacionamentos são assim. Todo dia precisam ser regados. Sim pense num namoro que você teve ou noivado ou casamento ou ficante… É só deixar de regar um pouco e as pétalas começarão a cair. E em alguns casos de forma irremediável.

Nessas horas eu adoro buscar o significado das palavras.

relacionamento
substantivo masculino
  1. 1.
    ato ou efeito de relacionar(-se).
  2. 2.
    capacidade de manter relacionamentos, de conviver bem com seus semelhantes.

De acordo com o site Origem da Palavra relacionamento:

vem de relação, que vem do Latim RELATUS, particípio passado de REFERRE, “levar consigo, apresentar, relacionar”; forma-se esta por RE-, intensificativo, mais FERRE, “portar, levar”.

E aí já podemos estabelecer dois conceitos muito importantes quando falamos de qualquer tipo de relacionamento um é o fato de “levar consigo” ou seja quem se relaciona leva um pouco do outro em si e o segundo é o sentido de continuidade. Relacionamento é algo que pressupõe movimento e constância. Continuidade.

Mas não estamos falando sobre qualquer tipo de relacionamento

Sim estamos falando sobre relacionamento com influenciadores e como marcas podem tirar proveito desse relacionamento. Sim o termo está na moda, no corredor do café e nas redes sociais. E anote aí já já vem uma leva de gurus que vão falar várias asneiras sobre marketing e influenciadores e métodos milagrosos para você aproveitar ao máximo essa onda. Vou poupar seu dinheiro.

Outra coisa que eu tenho visto com uma frequência absurda são marcas que batem no peito e falam para os quatro cantos que se relacionam com influenciadores.

Mas na verdade são marcas que fizeram uma ação de relacionamento e por conta disso acham que você lhes deve confiança, carinho e gratidão eterna bem como publicações infinitas gratuitas para as marcas. E adivinhe não é bem assim.

A primeira constatação óbvia é que uma ação isolada e tão somente uma ação. Não pressupõe continuidade e como já vimos relacionamentos são exercícios diários de troca.

A segunda parte importante dessa discussão é que não há almoço grátis. Todo relacionamento quer você goste de saber disso ou não é baseado em interesse. Sim a marca se relaciona com um influenciador porque quer beber de sua comunidade e influência com essa comunidade.

Já o influenciador tem algum benefício em estreitar o relacionamento com  a marca senão ele simplesmente não faria. Sejamos adultos. É uma boa troca em que em tese todo mundo ganha, ou deveria ganhar. Se isso não acontecer para um dos dois lados, adivinhe. Pois é acabou relacionamento.

Relacionamento é construção de confiança

Vejo algumas marcas que são assim. Levam você para um evento, mandam um produto e pronto já acham que estão fazendo relacionamento. E ainda ficam perplexas quando isso não rola assim. Quanta ingratidão algumas dizem.

O influenciador também tem que regar sua relação, mostrando seus interesses e fazendo seu papel no relacionamento. É que me faz ter confiança ao indicar um produto ou fazer uma certa crítica a outro. Relacionamentos maduros as vezes precisam de DR´s e é preciso ter maturidade para isso. Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença até que a próxima crise vos separe.

Não há almoço grátis e sempre, anote aí no seu caderno, seja você um creator ou uma marca, sempre haverá uma contrapartida esperada.

Sustentabilidade financeira

Sei que várias empresas tem o maior medo de ouvir o termo relacionamento a longo prazo porque o segundo pensamento que virá é: isso é difícil, demorado e custa caro. Mas não se trata mais de uma escolha, e sim de uma regra de jogo que mudou. E convenhamos, e eu vivo batendo nessa tecla, relacionamento com influenciadores é algo que existe desde o surgimento da função das Relações Públicas. Pergunte a um profissional dessa área e você vai se espantar.

O relacionamento de longo prazo com influenciadores no começo pode até custar caro mas com o passar do tempo a credibilidade e o capital social criado fatalmente se converterão em lucros para a empresa. Por quanto tempo a Xuxa foi garota propaganda da Monange e o Carlos Moreno da Bombril?

Já tem cursos nessa área como os maravilhosos do youPIX Hub e profissionais especializados nesse tipo de ação e várias assessorias de imprensa e Relações Públicas que fazem isso de forma primorosa.  Desculpe mas não tem mais desculpa pra errar nisso.

Falando por mim

Sempre me espanto com marcas que acham que estão fazendo uma caridade ou algo muito excepcional quando na verdade muitas das vezes estão fazendo algo bacana e pronto. E ainda fazem muito pouco.

Também acho graça quando não percebem o valor do meu público como algo que não se vende. É hoje o meu maior patrimônio e algo muito maior que qualquer mimo possa comprar.

Mas também guardo comigo bons exemplos de empresas que acabei virando advogado da marca, não por fator financeiro, mas por conhecer a fundo seus processos e pessoas por trás da marca. E que sempre que possível me esforço para estar com elas. E fico sinceramente feliz quando estamos juntos. É algo difícil de fingir.

Quando falamos de relacionamento – não esses superficiais de apenas um dia – mas de lances duradouros e sinceros a gente precisa falar menos e agir mais.

E não adianta sair por aí gritando sobre algo que na verdade você não faz. Cada vez menos há inocentes e amadores nesse universo, sabia?