Começou 2018 desempregado? Veja o que eu te diria para te ajudar se estivéssemos frente-a-frente

946

Começo de ano eu fico com o coração apertado de saber que você assim como outros 12 milhões de outros brasileiros estão desempregados. É muita gente.

É preciso colocar nessa conta as novas leis trabalhistas que devem flexibilizar as relações de trabalho e colocar o uso da CLT e da carteira registrada em segundo plano. Vamos ter cada vez mais uma distinção entre ocupação e emprego formal. Também precisamos entender que as empresas se modernizaram e otimizaram processos. Lean, Seis Sigma, 5S´s: tudo isso resultou no longo prazo em empresas que produzem mais com muito menos pessoas. Além disso há a automação. Um só robô pode evitar a contratação de várias pessoas. E esse cenário tende a aumentar. Muito em breve as empresas precisarão de menos vendedores, balconistas, garçons e toda gama de profissionais que podem ser substituídos por processos eletrônicos.

Imagine um restaurante que você chega, faz seu pedido num tablet e espera. Ou um fastfood no shopping que faz seu pedido pelo celular, espera sua senha e retira do balcão.

Mesmo que você não goste, esse cenário vai acontecer, então ou você se adapta ou terá ainda mais problemas para se re-colocar em 2018.

Mas até agora só dei más notícias e não te ajudei. Então agora vamos para a parte boa. Toda esse cenário também trás boas perspectivas.

Talvez o emprego do jeito que você conhece não exista mais

Será que você estudou para valer a reforma trabalhista e entendeu mesmo como o mercado vai se comportar nesse ano?

Não adianta brigar comigo nos comentários. Não fui eu quem redigiu nem aprovou a reforma. Eu só estou querendo alertar você para o fato de que goste você ou não ela vai mexer na sua vida e você precisa saber como. Entender as regras do jogo empodera você na hora de negociar ou descobrir novas oportunidade de emprego.

Quando eu era jovem meus avós acham um orgulho de você já ser registrado (que era ter uma marcação na carteira de trabalho) – era quase uma meta de vida. Talvez isso esteja com os dias contados e ei – de novo – não sou eu decretando o término dela e nem comemorando. Só estou dizendo que pode ser que é bem provável que essa coisa do “registrado” fique num passado próximo e mais uma vez se você entende as mudanças consegue estar mais preparado para elas.

Só ficar reclamando nas redes sociais não adianta. Você precisa agir.

E então nesse novo cenário como você vai se comportar?

Vão surgir novas oportunidades. Você está preparado mesmo para elas?

A economia de fato dá indícios de melhora. Fecham portas aqui, abrem portas lá. O mercado de trabalho é assim e se surge uma nova máquina na indústria é porque alguém desenvolveu aquilo ali e ela vai precisar de manutenção.

Estudar uma nova técnica, um novo idioma. As prefeituras das cidades ou das capitais tem oferecido vários cursos gratuitos para a população. Você já fez um deles?

Se você está lendo esse artigo é bem provável que tenha algum acesso à internet. Pare de ficar vendo bobeiras, ou imagens motivacionais e use esse mesmo pacote de dados que você tem aí para estudar e fazer um das centenas de cursos disponíveis de forma gratuita na internet.

Chegue para a seleção cheio de novos diplomas, mostre que estudou e tem se esforçado para mudar.

A tecnologia também traz novas oportunidades

Nesse momento jovens estão ganhando bem produzindo conteúdo para a internet, professores estão vendendo cursos online e tendo remunerações bem maiores que teriam numa escola.

Aprender programação de computadores, edição de vídeo, criação de conteúdo para internet. Há uma gama de novas oportunidades surgindo todos os dias na internet enquanto você fica usando as redes sociais somente para curtir e compartilhar conteúdo.

Use as redes ao seu favor.

“Ah Armindo eu não tenho nenhuma aptidão para tecnologia”. Mas você já tentou mesmo? Pra valer? Comece buscando um dos vários tutoriais gratuitos disponíveis no Youtube e leve o estudo a sério.

Vai por mim o estudo é uma das principais ferramentas que você tem para mudar seu cenário nesse momento.

Invista numa aptidão diferente sua

Você faz bolos deliciosos, é bom de artesanato ou gosta de coisas ligadas à beleza? Invista nisso! Não é nenhuma vergonha sair de um emprego formal na indústria – por exemplo – para virar boleiro ou manicure ou eletricista residencial ou qualquer outra atividade remunerada.

Vergonha é você aí passando dificuldades e sem dinheiro no banco (ou pior com a conta negativa). Todo mundo tem mais de uma competência e todo mundo pode ganhar dinheiro com ela.

Eu sou professor universitário e já vi vários alunos bancarem parte das despesas de estudo vendendo bolo de pote, trufa, brigadeiro. Uma vez vi um grupo de três alunos abordar de forma paciente centenas de alunos num corredor oferecendo guloseimas. Pense todo dia essa jornada de parar um por um para oferecer. Não é fácil. Mas a venda surgia. E o dinheiro no bolso também.

E sabe o que eu acho disso? Eu fico feliz e orgulhoso de ver a moçada se mexendo e garantindo um futuro melhor em cada pote. Você pode ficar aí passando de seleção em seleção sem nunca ter sido chamado ou buscar algo totalmente novo para a sua vida.

Será que empreender é para você?

Vários gurus vão dizer para você que a melhor alternativa é o empreendedorismo. Mas pode ser que isso não seja para você e ei tudo bem. Não se sinta pressionado.

Vá ao Sebrae várias vezes, faça cursos gratuitos. E por favor fuja de fórmulas mágicas que vão fazer você ganhar dinheiro rápido. Só há uma pessoa que ganha dinheiro com essas fórmulas e acredite que é bem provável que não seja você.

Empreender no Brasil é muito difícil principalmente por causa da nossa política tributária. Você sabe o que é política tributária? Se a sua resposta for não, cuidado ao empreender. Vá procurar ajuda no Sebrae. Ela é gratuita e vai te ajudar a decidir se empreender é para você.

Se até agora o que você fez não deu resultado tá na hora de mudar

E se você chegou em 2018 com a sensação de que já mandou centenas de currículos, participou de dezenas de seleções e até agora nada deu certo pode ser que você precise mudar. Há uma diferença enorme entre persistir e insistir.

Eu costumo dizer que tem muita gente que “morre” batendo numa parede de concreto esperando conseguir sair de uma sala fechada do que tentar a outra parede do lado que é feita de isopor. Era só virar o lado e pronto a saída está ali, mas a pessoa quer morrer insistindo em algo que não claramente não está funcionando.

Isso vem muito desses gurus milagreiros que dizem que se você fracassou é porque você não tentou o bastante. Insistir numa atitude errada ou num caminho errado também não faz o menor sentido. Pense nisso.

Mudar não é fácil, mas vai por mim, vai ser cada vez mais necessário. Mesmo que você consiga seu novo emprego amanhã não há nenhuma garantia que você irá ficar nele.

E eu já disse que eu recomendo que você estude?

Tenho 42 anos, pedi demissão duas vezes em grandes emissoras de TV para fazer o que eu gosto e acredito. Não foi fácil e ainda não é. Mas todo santo dia eu dedico pelo menos duas horas do dia para estudar e eu não tenho dúvidas que é isso que me deixa de pé no mercado até hoje e ser reconhecido como uma referência na minha área de atuação.

Eu acredito muito no fato que você pode virar o jogo em 2018, mas não para te alegrar ou para ter mais cliques e comentários felizes. É porque eu acredito que todo mundo tem algo realmente muito bom para contribuir ao mundo e ser remunerado por isso. Então eu não acho que você esteja desempregado. Só acho que ainda não achou uma solução para essa equação.

Eu acredito que todo mundo tem algo realmente muito bom para contribuir ao mundo e ser remunerado por isso.

Use uma ferramenta de busca de emprego

Ferramentas digitais são ótimas opções para você buscar emprego. Você consegue buscar sua vaga de interesse e o sistema de encarrega do resto. Alguns tem uma mensalidade baixa e chegam até a oferecer um período grátis de teste. As vezes nesse período você já consegue sua vaga e não precisa gastar com mais nada.

começou 2018 desempregado? veja o que eu te diria para te ajudar se estivéssemos frente-a-frente - pinit fg en rect red 28 - Começou 2018 desempregado? Veja o que eu te diria para te ajudar se estivéssemos frente-a-frente

Leia também  Como o celular Samsung S7 Edge e a Gear 360 me ajudaram na Trip do Armindo em João Pessoa

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.