Modern technology gives us many things.

Caminhos diferentes, o mesmo destino: ESL One BH 2018

80

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Para algumas pessoas o ESL One Belo Horizonte já começou, e não estamos falando da SK Gaming ou da FaZe Clan, e sim de personagens e suas trajetórias que fazem do torneio um espetáculo.

Estamos falando de pessoas como o rio-branquense de 24 anos Kássio César, que já se imagina vendo as melhores equipes de CS:GO do mundo logo em seu primeiro grande torneio presencial. Ele viajará mais de 3 mil quilômetros para conferir de perto um evento da ESL.

“Fiquei sabendo pelas redes sociais que haveria um grande anúncio feito pela ESL Brasil. Quando vi que era o ESL One Belo Horizonte desmarquei todos os meus compromissos para poder comprar o ingresso”, diz Kássio, que também se considera um entusiasta de esports. A sua trajetória nos esportes eletrônicos começou cedo, na época em que as lan-houses estouraram no Brasil.

image002 16 - Caminhos diferentes, o mesmo destino: ESL One BH 2018

Formado em educação física e trabalhando como personal trainer, conseguiu comprar seu primeiro computador que rodava o CS:GO, e a partir daí foi se aprimorando e gostando cada vez mais do jogo. “Quando comecei a jogar, procurava vídeos do Fallen ensinando algumas jogadas. Comecei a melhorar meu jogo e entender o que é ser competitivo dentro dele”, afirma.

Foi assim que Kássio começou a se apaixonar pelo jogo e todo cenário em volta dele. Hoje, se considera um entusiasta dos esports e revela que passará o jogo como uma tradição na família, “Até reduzi o tempo do meu futebol para ver mais as transmissões da ESL Brasil. Hoje, me vejo vendo os próximos jogos da SK Gaming com meu futuro filho”, conclui.

Um campeonato só deixa seu legado quando marca de uma forma inesquecível a vida das pessoas, seja de um espectador ou até mesmo de um jogador profissional. É o caso da Diana Trevisan, mas conhecida como Diana “Mittens”, pro-player de CS:GO que atualmente compete no cenário feminino pela Team One.

Mittens teve a sorte grande de ter um pai e um irmão mais velho que a levavam para as lan-houses do Rio Grande de Sul. Com isso começou a gostar cada vez mais do CS. A paixão foi tanta que começou a aprender a jogar vendo os players profissionais em campeonatos que a ESL organizava. “A partir desse momento percebi o quanto a ESL Brasil já fazia pelo cenário e quão importante é a função dela para o jogo e a comunidade”, afirma.

Diana se considera uma pessoa muito competitiva, e por isso não teve como deixar passar batido essa característica dentro dos esports. “Quando comecei a disputar, montei um time feminino de CS:GO chamado “MK3” para jogar a G3X CUP, um dos primeiros torneios femininos de CS:GO realizados no Brasil”. Mittens representa milhares de mulheres que também estarão em Belo Horizonte acompanhando a SK Gaming, time que a gaúcha de 19 anos alega ser torcedora fanática. “Sou apaixonada pela SK. Como torcedora vibro bastante em todos os jogos. Eles terão a minha torcida em BH”.

É inevitável esboçar o mínimo de ansiedade após saber de todas essas histórias. Agora, imagina para quem passou uma aventura e tanto para conseguir comprar o ingresso. Se você também passou por isso vai se identificar com a história do paraense Gabriel Guimarães.

image004 12 - Caminhos diferentes, o mesmo destino: ESL One BH 2018“Aconteceu um vazamento químico na cidade em que eu trabalho que me impossibilitou de voltar para casa. Já estava conformado que os ingressos se esgotariam. Mesmo assim, quando cheguei em casa tentei comprar e depois de um tempo insistindo efetuei a compra do Weekend Plus, já que o Premium tinha acabado em minutos”, declara.

Com os ingressos em mãos, Gabriel já conta os dias para estar em BH. “Estou muito ansioso para ficar perto das melhores equipes do mundo. É muito legal participar de um campeonato que muita gente trabalhou para acontecer”.

Guimarães se diz fã de jogos de FPS e começou a ter as suas primeiras experiências jogando em consoles. Quando mudou para o computador conheceu o Counter-Strike: Source, jogo que estava bombando na época, e chegou a competir em classificatórias no Pará, sua cidade natal.

Mesmo com apenas 18 anos, ele se sente determinado em mostrar para as outras pessoas que o ESL One Belo Horizonte será um evento esportivo. “Temos que quebrar esse tabu de que esports não é esporte. Quero fazer do evento uma tradição para as futuras gerações da minha família”, conclui Gabriel.

Mas o que Kássio, Diana e Gabriel tem em comum? Todos estarão realizando seus sonhos nos dias 15, 16 e 17 de junho em Belo Horizonte para não só presenciar, mas viver na prática o que é um ESL One, sonho que Renato “Crovax” vive desde de sua primeira ida a uma lan-house em Betim. Hoje, com 29 anos e formado em arquitetura, Renato nunca imaginaria que largaria a profissão para formar a primeira gaming house dedicada ao cenário mineiro de esports.

“Quando fui à ESL Pro League, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, senti na pele a vibração das pessoas que acompanhavam os jogos. Sai de lá decidido a apoiar o cenário a ponto de fundar a minha própria gaming housepara fomentar a cena de Belo Horizonte”, afirma Renato.

image006 3 - Caminhos diferentes, o mesmo destino: ESL One BH 2018

Quando voltou para sua cidade, Crovax fundou a Crovax Gaming em Belo Horizonte pensando no público que gosta de jogar presencialmente com os amigos. Prestes a completar um ano de inauguração, Renato fala sobre os frutos que já colheu nesse breve período de incentivador dos esports. ‘Com o tempo percebi que as pessoas frequentam o lugar não só para jogar, mas também para apoiar as equipes e todo o cenário minero que trabalha para mostrar que também existe uma comunidade no nosso estado”, diz.

Crovax já está com os ingressos comprados para o ESL One Belo Horizonte 2018e não vê a hora de reviver o que sentiu no Ginásio do Ibirapuera. “Tem uma galera de outros estados que já combinaram encontros dentro do ESL One. “Estou ansioso para encontrar pessoas que também acreditam no mesmo sonho que eu”.

Com todas essas histórias já deu para sentir um gostinho do que será essa competição que vai movimentar gamers de todo o país. Com transmissão exclusiva pelo Facebook, o ESL One acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de junho no estádio Jornalista Felipe Drummond, o Mineirinho, em Belo Horizonte, Minas Gerais. O evento não só reunira as melhores equipes de CS:GO do mundo, mas também pessoas que esperaram essa oportunidade para ver de perto seus sonhos concretizados.

Sobre a ESL

A ESL é a maior empresa de Esports do mundo, liderando a indústria através dos jogos eletrônicos mais populares da atualidade, como FIFA, CS:GO, League of Legends, Dota, Starcraft II, Street Fighter, Call of Duty, World of Tanks e muitos outros. A empresa promove inúmeras competições online e offline, operando e realizando competições nacionais e internacionais próprias e de marcas como o Intel® Extreme Masters. A ESL produz desde grandes eventos em estádios, até copas amadoras de base, ligas e sistemas de matchmaking, além de trabalhar na criação de conteúdo ao vivo e original através de plataformas. Também abrange serviços relacionados à tecnologia gamer, gestão de eventos e produção televisiva voltados ao mercado de esports mundial. Além do Brasil, a ESL tem presença global com escritórios na América do Norte, Alemanha, Rússia, França, Polônia, Espanha, China, entre outros. Para ficar por dentro das últimas notícias, siga a ESL Brasil nas principais redes sociais e visite https://www.eslgaming.com.

 

fotos: divulgação/ESL

pinit fg en rect red 28 - Caminhos diferentes, o mesmo destino: ESL One BH 2018

Assine nossa Newsletter
Assine para receber as principais notícias do blog no seu e-mail
Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.

logo_blog_final
Celulares e gadgets com descontos incríveis na Gearbest
Quero desconto
close-image
%d blogueiros gostam disto: