Perdigão lança salsichas com adição de Vitamina A, Ferro e Zinco

Perdigão, marca líder em vendas de salsichas no Brasil, está lançando uma nova linha de salsichas com adição de Vitamina A, Ferro e Zinco. O item foi desenvolvido com base em um estudo realizado pela consultoria RG Nutri sobre as carências nutricionais dos brasileiros. As novas salsichas contêm os principais micronutrientes apontados como os mais deficientes na alimentação do brasileiro em todas as faixas etárias e que sejam aplicáveis a fortificação em alimentos cárneos. Com isso, a marca busca elevar ainda mais a qualidade de seus produtos, cujo consumo cresceu 20% nos últimos dois anos, segundo dados da Nielsen.

O alto consumo de salsichas reflete uma realidade em muitos lares brasileiros: o produto é uma importante fonte de proteína para muitas famílias e valorizado pela versatilidade e pela facilidade no preparo. “As proteínas de acesso, como a salsicha, muitas vezes são a única fonte de proteína de toda uma família em uma refeição. A principal contribuição de Perdigão com este produto é democratizar o consumo de vitaminas e minerais, utilizando produtos que já fazem parte da rotina de muitas famílias.” diz Fernanda Credidio, gerente de marketing de proteínas de acesso e empanados Perdigão.

Fonte de proteína, as novas salsichas Perdigão não tiveram alteração de preço, textura ou sabor. “As embalagens também continuam as mesmas. Incluímos apenas um selo que destaca quais nutrientes foram adicionados ao produto, o que contribui para uma alimentação mais nutritiva e que dê força para toda a família. A salsicha é o primeiro de uma série de produtos Perdigão a contar com adição de vitaminas e minerais.” completa Fernanda.

Receba novidades

As novas salsichas Perdigão com adição de Vitamina A, Ferro e Zinco estão disponíveis em todo o Brasil nas versões tradicional (‘Hot Dog’), frango e Viena em embalagens de 12 unidades e à granel nas versões tradicional, frango e tradicional sem corante em embalagens de 3kg e 5kg.

Carências nutricionais do brasileiro

Em 2016, Perdigão patrocinou uma pesquisa sobre as principais carências nutricionais da população brasileira nas diferentes fases da vida. O estudo, conduzido pela consultoria RG Nutri, identificou que brasileiros de todas as classes sociais sofrem com diversas deficiências nutricionais em todas as fases da vida. Os principais nutrientes que esta população apresenta consumo insuficiente e que são viáveis para fortificar alimentos cárneos são: Ferro (responsável pelo transporte de oxigênio para as células e respiração celular), Zinco (auxilia na função imunológica) e Vitamina A (favorece a formação e crescimento de ossos e órgãos).

O estudo revela ainda que a carência de nutrientes, especialmente na fase de crescimento, pode trazer sérias consequências, como aumento na taxa de mortalidade, prejuízo ao desenvolvimento humano, capacidade mental reduzida e crescimento inadequado. Não menos perigosas, as deficiências em adultos e idosos podem causar aumento da vulnerabilidade a infecções, redução na produtividade e aumento do risco de doenças, como osteoporose e anemia.

Receba novidades
Receba toda sexta-feira as principais novidades do Blog.
Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Comentários estão fechados.