Oppo informa que não abrirá filial no Brasil nem dará suporte para celulares vendidos “por canais não oficiais”

144

Alguns canais de mídia reportaram recentemente que a OPPO, a fabricante de smartphones nº 1 da Ásia e nº 4 do mundo, está investindo na abertura de uma filial e uma loja na América Latina. Gostaríamos de esclarecer que isso não é verdade e que as partes envolvidas nessa ação não representam a Guangdong OPPO Mobile Telecommunications Corp., Ltd. (OPPO China). Até o momento, a OPPO China não autorizou nenhuma organização ou pessoa a comercializar seus telefones na América Latina nem nomeou qualquer pessoa como sua representante na região.

Alertamos também os consumidores de que os celulares OPPO China vendidos por canais não oficiais não receberão suporte da empresa, não serão atualizados e não terão direito ao serviço de atendimento ao consumidor. Os distribuidores locais devem ficar atentos ao tipo de suporte oferecido por esses revendedores não oficiais, já que eles serão os únicos responsáveis por eventuais perdas ou danos materiais causados aos consumidores. Para a OPPO China, este tipo de atividade é bastante prejudicial aos consumidores da América Latina.

A OPPO China investe em pesquisa, desenvolvimento, fabricação e venda de dispositivos de comunicação móvel. Segundo o IDC, em 2017, a OPPO classificou-se como a nº 4 do mundo, tendo vendido mais de 111 milhões de unidades. Hoje, mais de 200 milhões de usuários têm smartphones da OPPO China.

Receba novidades

Fundada em 2004, a OPPO China iniciou sua expansão internacional em 2009. Com sede em Guangdong, China, a empresa está presente em 35 países e regiões, oferecendo produtos de ponta e serviços para usuários locais. A principal meta da OPPO China é fornecer serviços e produtos excelentes para consumidores do mundo todo de forma contínua.

Receba novidades
Receba toda sexta-feira as principais novidades do Blog.
Você pode cancelar a assinatura a qualquer momento

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.