Jornalismo de tecnologia, independente e com credibilidade

26º Cultura Inglesa Festival traz mostra de cinema com programação gratuita


Tradicionalmente conhecido pelos amantes de cultura e arte, o Cultura Inglesa Festival (CIF) é um evento gratuito e aberto ao público, promovido pela Cultura Inglesa, instituição que tem como missão promover o ensino do inglês e da cultura britânica no país.

ASSINE AGORA! Não saia sem garantir 30 dias GRÁTIS
A Bits & Geeks leva até você matérias completas e material exclusivo do mundo da tecnologia.

Close this popup

No intuito de fomentar a educação por meio da arte e da cultura, o CIF acredita na importância de democratizar o acesso do público em geral a diversas linguagens artísticas. Com uma extensa programação versátil, variada e multidisciplinar, o evento traz, este ano, uma mostra inédita de 12 filmes, a serem exibidos na Cinemateca Brasileira, de cineastas britânicos revolucionários das décadas de 50 e 60, que misturaram neorrealismo, linguagem experimental e personagens anti-heróis.

Há tempos, cinéfilos dão especial atenção para essa década específica da sétima arte. Não à toa, ganharam os olhos de críticos de cinema do mundo. São autores que ousaram na fotografia cinematográfica, como Godard e Truffaut na França; Wim Wenders, Herzog e Fassbinder na Alemanha; Milos Forman, Věra Chytilová e Frantisek Vlácil na Tchecoslováquia; e Glauber Rocha, Nelson Pereira dos Santos e Joaquim Pedro de Andrade no Brasil.

Entretanto, poucos voltaram suas atenções para o Cinema Novo Britânico. Pensando nisso, a organização do CIF, em parceria com a Cinemateca Brasileira, traz esses 12 longas de cineastas que contestaram o estereótipo do cinema britânico anti-intelectual e apresentaram temáticas sociais.

A curadoria conta com títulos como Almas em Leilão, de Jack Clayton, indicado a oito Oscars; Se…, de Lindsay Anderson, marco da cinematografia britânica na época da contracultura dos anos 1960; Tudo começou num sábado, de Karel Reisz; e Uma Gota de Mel, de Tony Richardson, exemplo clássico de um gênero cinematográfico britânico chamado de Kitchen Sink, que partia de um estilo de realismo social para representar a classe trabalhadora. Ao lado de Lindsay Anderson e Karel Reisz, Tony Richardson, diretor de Odeio essa mulher, é o mais conhecido realizador do Free Cinema, um movimento britânico atrelado a uma “consciência social”.

Para completar, a mostra será acompanhada de um minicurso, também realizado na Cinemateca Brasileira, que traça reflexões sobre o “Cinema Novo Britânico” (“British New Wave”) do ponto de vista de sua contribuição para o realismo cinematográfico no período do pós- Segunda Guerra Mundial. O curso será dividido em quatro aulas: “1 – O Free Cinema dos anos 1950”; “2 – O Cinema Novo Britânico dos anos 1950 e 1960”; “3 – Reverberações na televisão: Ken Loach”; e “4 – Reverberações na música: dos Beatles ao Artic Monkeys”. Ministradas por Cecília Mello, professora no Departamento de Cinema, Rádio e Televisão (CTR) da Universidade de São Paulo (USP), as aulas serão gratuitas e presenciais aos sábados e domingos, das 16h às 18h (aula 1) e das 15h às 17h (demais). Ainda será emitido um certificado para quem comparecer em ao menos três sessões. As inscrições para o minicurso devem ser realizadas aqui.

Cine CIF

E a programação de cinema não para por aí. Além da mostra do Cinema Novo Britânico, o 26º Cultura Inglesa Festival apresenta o Cine CIF. Também em parceria com a Cinemateca Brasileira, serão exibidos quatro filmes selecionados por enquete nas redes sociais. Trata-se de filmes populares para toda a família, incluindo aventura, criaturas fantásticas, expedições no espaço e pets fofos. Esta seleção surpresa e participativa pode ser consultada na plataforma digital do festival.

Além das mostras de cinema, o Cultura Inglesa Festival conta com uma programação extensa que inclui shows, espetáculos de dança, teatro e poesia, além de oficinas, permeados por debates e diálogos sobre temas da atualidade. As atrações serão presenciais, híbridas e outras totalmente digitais. Também será disponibilizado um conteúdo on demand, na plataforma digital oficial do 26º CIF, inclusive de apresentações presenciais que serão posteriormente incluídas.

Confira a programação completa da mostra de cinema do 26º Cultura Inglesa Festival:

Mostra Cinema Novo Britânico

18/05 – 17h: Almas em Leilão (Room at the Top)

Sinopse: Um homem ambicioso e de família pobre consegue um emprego no norte da Inglaterra. Ele planeja se casar com a filha do homem mais rico da cidade, contudo se apaixona por uma mulher mais velha e casada.

Direção: Jack Clayton, 1958, 117 min

Classificação: 16 anos

18/05 – 19h (Sessão ao ar livre): O Mundo Fabuloso de Billy Liar (Billy Liar)

Sinopse: Um jovem preguiçoso e irresponsável trabalha numa funerária e vive no seu próprio mundo da fantasia, tomando decisões imaturas, contando mentiras e afastando seus amigos e familiares.

Direção: John Schlesinger, 1963, 98 min

Classificação: 14 anos

19/05 – 17h: Se… (If…)

Sinopse: Uma sátira da vida escolar inglesa, o filme segue um grupo de alunos que preparam uma revolução em um internato masculino.

Direção: Lindsay Anderson, 1968, 111 min

Classificação: 14 anos

19/05 – 19h: A Mulher que Pecou (The L-Shaped Room)

Sinopse: Uma jovem francesa descobre estar grávida e então se muda para uma pensão miserável em Londres frequentada por pessoas que vivem à margem da sociedade. Ali, ela pensa em abortar, enquanto estabelece vínculos com os outros hóspedes.

Direção: Bryan Forbes, 1962, 126 min

Classificação: 16 anos

20/05 – 16h: Curso Cinema Novo Britânico

Aula 1: O Free Cinema dos anos 1950

20/05 – 18h: Uma gota de mel (A Taste of Honey)

Sinopse: Uma adolescente grávida deve se virar sozinha quando sua mãe omissa se casa novamente e abandona a filha, deixando a garota apenas com um novo amigo para ajudá-la.

Direção: Tony Richardson, 1961, 101 min

Classificação: 14 anos

20/05 – 20h: A Solidão de uma Corrida Sem Fim (The Loneliness of a Long Distance Runner)

Sinopse: A história de um jovem rebelde de classe trabalhadora que que vai para reformatório depois de um roubo mal sucedido. Lá consegue privilégios por meio de sua destreza como corredor de longa distância, que é aproveitada pelo diretor da instituição para tentar conquistar o campeonato entre reformatórios.

Direção: Tony Richardson, 1962, 104 min

Classificação: 14 anos

21/05 – 15h: Curso Cinema Novo Britânico

Aula 2: O Cinema Novo Britânico dos anos 1950 e 1960

21/05 – 18h: Odeio Essa Mulher (Look Back In Anger)

Sinopse: Um universitário desiludido e furioso de classe trabalhadora tem uma esposa de classe mais alta. Ele terá que lidar com seu rancor contra a vida e os valores da classe média.

Direção: Tony Richardson, 1959, 98 min

Classificação: 16 anos

21/05 – 20h O Criado (The Servant)

Sinopse: Um homem rico se muda para Londres e contrata um criado para cuidar da casa. Aos poucos, ele manipula seu patrão e o coloca em uma posição de subserviência, invertendo a dinâmica das relações de poder anteriormente estabelecidas.

Direção: Joseph Losey, 1963, 116 min

Classificação: 14 anos

25/05 – 17h: Como Conquistar as Mulheres(Alfie)

Sinopse: Um charmoso e egocêntrico galanteador de mulheres que busca apenas o prazer se vê obrigado a questionar seu comportamento, solidão e prioridades.

Direção: Lewis Gilbert, 1966, 114 min

Classificação: Livre

25/05 – 19h: A Mulher que Pecou(The L-Shaped Room)

Sinopse: Uma jovem francesa descobre estar grávida e então se muda para uma pensão miserável em Londres frequentada por pessoas que vivem à margem da sociedade. Ali, ela pensa em abortar, enquanto estabelece vínculos com os outros hóspedes.

Direção: Bryan Forbes, 1962, 126 min

Classificação: 16 anos

26/05 – 17h: Se… (If…)

Sinopse: Uma sátira da vida escolar inglesa, o filme segue um grupo de alunos que preparam uma revolução em um internato masculino.

Direção: Lindsay Anderson, 1968, 111 min

Classificação: 14 anos

26/05 – 19h: Tudo Começou num Sábado (Saturday Night and Sunday Morning)

Sinopse: Um jovem operador de torno mecânico trabalha em uma fábrica à contragosto e passa seus finais de semana bebendo e jogando. Ele vive em relacionamentos com duas mulheres, sendo que uma delas é casada com seu colega de trabalho e está grávida de seu filho e a outra exige que haja um compromisso sério.

Direção: Karel Reisz, 1960, 89 min

Classificação: 18 anos

27/05 – 15h: Curso Cinema Novo Britânico

Aula 3: Reverberações do Cinema Novo Britânico na televisão: Ken Loach

27/05 – 18h: Up the Junction (Up the Junction)

Sinopse: Três mulheres operárias no sul de Londres na década de 1960 lidam com família, amizade, romance, sexo e aborto.

Direção: Ken Loach, 1965, 75 min

Classificação: 16 anos

27/05 – 20h: Cathy Come Home (Cathy Come Home)

Sinopse: Um jovem casal enfrenta problemas financeiros devido ao rígido e problemático sistema de bem-estar de seu país.

Direção: Ken Loach, 1966, 75 min

Classificação: 16 anos

28/05 – 15h: Curso Cinema Novo Britânico

Aula 4: Reverberações do Cinema Novo Britânico na música: dos Beatles ao Arctic Monkeys

28/05 – 18h: Kes (Kes)

Sinopse: Um menino de uma família de classe baixa e problemática sofre abusos e humilhações em casa e na escola. Ele consegue fugir dessa dura realidade quando encontra um pequeno falcão e decide treiná-lo.

Direção: Ken Loach, 1969, 110 min

Classificação: 12 anos

28/05 – 20h: O Pranto de um Ídolo(This Sporting Life)

Sinopse: Frank Machin é um minerador ambicioso que consegue se tornar uma estrela de rúgbi no time dirigido por seu chefe. Apesar do sucesso no campo, ele sente um vazio crescente em sua vida enquanto sua angústia interior começa a se materializar através da agressão e brutalidade. Ele tenta então conquistar uma mulher na esperança de encontrar uma razão para viver.

Direção: Lindsay Anderson, 1963, 134 min

Classificação: 16 anos

Sobre o Cultura Inglesa Festival (CIF)


O Cultura Inglesa Festival é um evento organizado pela Associação Cultura Inglesa São Paulo para a promoção democrática e acessível de atividades culturais, artísticas e educativas relacionadas à língua inglesa e à cultura britânica a um público amplo e diverso.

O festival se destaca pelo seu viés sociocultural refletido na gratuidade, acessibilidade e diversidade presente em sua programação, além de desempenhar um papel relevante na diplomacia cultural entre Brasil e Reino Unido e na valorização da cultura brasileira em sua capacidade de dialogar com outras culturas, linguagens e estéticas.

Em 2023, o CIF chega à sua 26ª edição consolidando o formato híbrido inaugurado um ano antes, com eventos presenciais, e conteúdo exibido on demand em plataforma digital exclusivamente concebida para o festival.

Sobre a Cultura Inglesa

Com quase 90 anos de tradição, a Cultura Inglesa é uma instituição voltada para o ensino do idioma inglês. Em março de 2021, a marca consolidou sua posição no mercado de ensino de línguas ao anunciar a unificação de suas operações nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Santa Catarina, Espírito Santo, Goiás, Tocantins e Rio Grande do Sul, além do Distrito Federal. Na ocasião, a Cultura Inglesa também ampliou sua presença no ensino online com a plataforma Hyper English.

Com a conclusão da integração das operações, a instituição somará 121 unidades espalhadas pelo País. A Cultura Inglesa propõe uma experiência digital e imersiva de aprendizado do inglês, por meio de cursos oferecidos no formato presencial e remoto, com aulas ao vivo pela internet, além de oferecer um programa bilíngue intracurricular para escolas regulares.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar

30 dias grátis - Inscreva-se Agora!

Vagas limitadas para a comunidade exclusiva! Receba promoções antecipadas, conteúdo premium e muito mais. Inscreva-se agora para garantir seu lugar entre os privilegiados.

Seus dados não serão comercializados ou compartilhados.

Obrigado por assinar!

ASSINE AGORA! Não saia sem garantir 30 dias GRÁTIS
A Bits & Geeks leva até você matérias completas e material exclusivo do mundo da tecnologia.

Close this popup