A busca por likes e a erotização de crianças: a gente precisa falar mais sobre isso.

Assine nossa newsletter



A gente precisa mesmo falar sobre a cantoras mirins e a erotizaçaão de crianças.
O problema veio a tona quando um grande youtuber resolveu banir o conteúdo de uma dessas cantoras mirins no canal dele, mas o fato estava aí na nossa cara já.
A menina – de apenas 11 anos – tem postado fotos e participado de clipes com roupas altamente sensualizadas e erotizadas.
É claro que ela não tem culpa alguma e nesse momento nem deve entender direito porque estão falando tanto dela.
Eu mesmo vi várias meninas – é bom que se diga, que se inspiram nela – dizendo “deixa a menina ser quem ela quiser e vestir a roupa que ela quiser”.
Mas será que ela usa mesmo o que quer? E aí claro que o pai dela é a primeira pessoa que deve ser questionada sobre isso, mas eu não acho que seja só culpa dele, mas de uma sociedade focada no vale-tudo-pelo-like que depois vira o que? Dinheiro!
Quem dá dinheiro para que o pai tenha interesse em fazer isso com a menina é tão responsável quanto a família. A indústria que movimenta essa exposição é co-responsável sim.
E essa cultura de busca de likes ainda vai custar a vida e a sanidade mental de muitos jovens. E eu tenho certeza que não estou exagerando.
E vou dizer para vocês que tá cheio desses exemplos aí e pais que erram a mão (é bom que se diga que não dá pra generalizar – tem pais que cuidam disso de um jeito impecável) expondo mais do que deviam suas crianças nas redes sociais em busca de status, reconhecimento, fama e dinheiro desenfreados na maior vibe “vale-tudo”.
Não vale tudo pelo dinheiro não e nós precisamos proteger nossas crianças. Tem como fazer tudo isso de um jeito sadio, mas a gente precisa discutir mais sobre isso e se preocupar mais com isso.

Meus links:
Instagram – https://goo.gl/qXiaYP
Blog do Armindo – https://goo.gl/1PFSPj

source

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.