Jornalismo de tecnologia, independente e com credibilidade

CANAL HISTORY APRESENTA 30 ANOS DO ARQUIVO OVNI EXCLUSIVO DE JAIME MAUSSAN EM SUA NOVA PRODUÇÃO ORIGINAL”OS ARQUIVOS SECRETOS”

O HISTORY APRESENTA 30 ANOS DO ARQUIVO OVNI EXCLUSIVO DE JAIME MAUSSAN EM SUA NOVA PRODUÇÃO ORIGINAL “OS ARQUIVOS SECRETOS”

ASSINE AGORA! Não saia sem garantir 30 dias GRÁTIS
A Bits & Geeks leva até você matérias completas e material exclusivo do mundo da tecnologia.

Close this popup

O jornalista e ufólogo mexicano Jaime Maussan abre seus arquivos de mais de três décadas de investigações de OVNIs nesta nova série original HISTORY que expõe evidências impressionantes e contundentes de fenômenos inexplicáveis ​​que cativaram a América Latina e o mundo.

Num formato renovado e dinâmico, Maussan e os especialistas, apoiados nas mais modernas tecnologias, oferecem a cada capítulo novas hipóteses e descobertas sobre os temas mais polêmicos da ufologia.

Para o lançamento desta nova coprodução criada em conjunto com a produtora Betaplus, HISTORY realizou um evento virtual para toda a imprensa latino-americana com a participação de Maussan e Jorge Luis Sucksdorf, produtor da série.

HISTORY estreia “LOS EXPEDIENTES SECRETOS”, uma nova produção original que investiga o fenômeno OVNI na América Latina do especialista em ufologia Jaime Maussan e seu arquivo pessoal de mais de 30 anos de investigação.

Esta nova série original coproduzida por HISTORY e Betaplus apresenta o arquivo de Maussan, que tem investigado o fenômeno OVNI na América Latina como ninguém, e expõe evidências contundentes sobre diferentes casos, fenômenos inexplicáveis ​​e grandes conspirações que envolvem eventos encobertos, testemunhas silenciadas e até provas destruídas.

Para o lançamento desta nova produção, HISTORY realizou um evento virtual na terça-feira, 9 de maio, para a imprensa latino-americana no qual participaram mais de 150 jornalistas que tiveram a oportunidade de ouvir Jaime Maussan ao vivo e conversar com ele, bem como com produtor da série Jorge Luis Sucksdorf.

“É uma honra para mim fazer parte desta série, uma honra que a História o tenha feito. Para mim, mais do que tudo, é deixar isso para o futuro e acredito que está sendo alcançado. Acho que a História vai ser o caminho. Este é um legado. E além de tudo, o que eu quero é deixar o resultado do meu trabalho para outras gerações”, disse Maussan, que falou sobre essa nova produção, contou o que vai tratar cada episódio da série, contou como começou seu interesse pela série. ufologia e, além disso, expressou a necessidade de lançar luz sobre esses arquivos, aprofundando o assunto da comunicação extraterrestre. “Esses seres estão tentando se comunicar conosco de mil maneiras e viramos a cabeça. Nós realmente não queremos notar. Mas quando você olhar para isso junto e ver todas as evidências, ficará realmente chocado com o que está acontecendo”. E acrescentou: “Agora o importante é começar essa troca de ideias, começar uma conversa, um diálogo. Não é loucura, não é ficção científica, é uma realidade que está ao nosso alcance. Então a juventude de hoje, os cientistas, os jornalistas, a mídia, tem que preparar a sociedade para isso. E temos aqueles que podem fazer isso, especialmente astrônomos, cientistas, especialistas, tentando se comunicar. Porque o impacto real virá, não quando for aceito que os alienígenas estão aqui. O impacto real virá quando enviarmos uma mensagem e eles responderem. É aí que a humanidade será muito, muito impactada porque seremos capazes de começar a nos comunicar com outras inteligências. o universo.

Através de um formato renovado e dinâmico, em “OS ARQUIVOS SECRETOS” o famoso ufólogo Jaime Maussan juntamente com os especialistas, amparados pelas mais modernas tecnologias, falarão sobre os temas mais polêmicos da ufologia e tentarão dar respostas às questões que, até hoje, eles ainda são válidos.

Desta forma, a respeito da enorme quantidade de registros e evidências apresentadas a ele por milhares de usuários em todo o mundo, o pesquisador expressou: “Recebemos vídeos todos os dias de pessoas no México, na Argentina, em todos os Estados Unidos e na Europa. E isso nos permite ter uma notícia extraordinária de imagens”. No entanto, esclareceu: “Tenho de ser muito rigoroso naquilo que aceitamos ou não aceitamos. Tudo o que aceitamos tem que ser fundamentado, tem que haver provas. E se não tiver, a gente arquiva, a gente tem. E nesse caso surge algo semelhante que pode ser demonstrado, então eu volto ao caso, os uno e então eles já assumem outro significado”. ”O contato alienígena é a coisa mais difícil de provar. Você tem que ter muitos elementos que mostrem que você está efetivamente se comunicando. Só soube do caso de Billy Meier, sobre o qual falamos hoje, porque houve testemunhos, foram analisados

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar