Jornalismo de tecnologia, independente e com credibilidade

ABRIN 2024: Terceiro Dia do Evento Destaca Estratégias para Equilibrar o Tempo de Tela das Crianças e Promover o Desenvolvimento Infantil

O terceiro dia da programação da feira ABRIN, maior feira de brinquedos do mundo, contou com discussões importantes para a saúde das crianças, além da discussão de alternativas que podem trazer diversão e ao mesmo tempo benefícios para o desenvolvimento infantil.

Na programação do Abrin Talks, com a palestra “Vendendo brinquedos como ferramenta de educação e formação humana”, Juliene Albanesi, fundadora da marca Turminha da Millie, alertou a todos que “as crianças estão sempre nas telas. O problema principal está no que elas assistem nas telas. Qual o tipo de conteúdo que ela consome nessa tela? Temos que produzir produtos, brinquedos, jogos, que auxiliem na formação das crianças, essa é nossa obrigação”. 
 

Anúncios

“A tecnologia é uma realidade e não dá para discutir. Mas, dando um passo trás, é a brincadeira que ajuda a formar e definir a criança. Todo equipamento que está por trás do desenvolvimento pode ser considerado um brinquedo, a tecnologia é apenas uma ferramenta neste processo”, diz Thiago Rebello, CEO do Grupo Ri Happy.
 

Já Cristiane Rodrigues, gerente de marketing da ToyMix, destacou que “não podemos ver a tecnologia e os brinquedos tecnológicos como vilões, ambos se completam. A tecnologia ajuda os brinquedos lúdicos de hoje com atrativos para aproximar as crianças. Brinquedos educativos e pedagógicos também ensinam as crianças na escola e ajudam os pais, que voltam a ser crianças brincando com elas”, completa a executiva.
 

Na exposição de Danilo Salvego, diretor de marketing da Paper Games, “Diversão Telas”, o executivo alerta o público de que a “tecnologia incentiva a criança a se divertir sozinha, elas consomem telas por mais tempo e isso as afastam do convívio e as adoecem”.

Anúncios

De olho na criança do futuro 
 

A ABRIN 2024 também promoveu uma bate-papo entre participantes que falaram sobre suas percepções do “futuro do brincar”. “Para criar um brinquedo, é preciso pensar sempre na personalidade da criança: ela é mais radical? Gosta de imaginar? Ela gosta mais de lógica? Ela é uma tomadora de decisão importante na família, ela influencia a compra de brinquedos na família”, Eduardo Ramos, head de negócios digitais do Grupo Barão. “Estudos já indicam que uma criança em 2030 vai ter capacidade tecnológica muito maior que a de um adulto”, completa Ana Amélia, co-fundadora da Play Pesquisa e Conteúdo Inteligente.
 


Daniel Morimoto, vice-presidente e gerente geral América Latina da Circana (Fotos: Recs Filmes) 

Na apresentação “Tendências de consumo do mercado de brinquedos no Brasil e no Mundo”, Daniel Morimoto, vice-presidente e gerente geral América Latina da Circana, ressalta que “o mais importante para o mercado é a inovação, principalmente para atrair as crianças que buscam por novidades constantemente. Na visão do executivo é preciso ficar atento a outros fatores que podem impactar o mercado de brinquedos no futuro. A diminuição da taxa de natalidade que o mundo enfrenta, o amadurecimento precoce do público infantil feminino e as necessidades de adequação das empresas para atender este novo público que cresce”.
 

Anúncios

Dicas para futuros empreendedores 
 

Para dar dicas na apresentação “Pensando em começar um negócio com brinquedos? – Franquia ou bandeira própria?”, o Abrin Talks contou com a presença de Tamara Braga, consultora de negócios do SEBRAE; Kleber Leal, diretor de marketing, expansão e novos negócios do Grupo Ri Happy; Giuliano Carioca, CEO da YouPlay Group; e a jornalista Fernanda Stica, como mediadora.
 


Kleber Leal, do Grupo Ri Happy, não acredita “em uma disputa entre ter bandeira própria ou ter uma franquia e reforçou como a regionalidade é importante para o desenvolvimento da empresa”. (Fotos: Recs Filmes)

“Franquias são boas para algumas áreas, como serviços. Produtos tem mais amplitude para construir um negócio próprio, o empreendedor precisa estar atento à volatilidade do mercado”, contrapôs Adriano Santos, diretor da BMart Brinquedos. “Ter uma franquia não é tão simples, pode condenar o negócio. Antes de abrir a franquia é importante ter o cuidado de analisar a loja própria porque neste ramo cuidamos de crianças, isso é fundamental”, faz coro Guiliano Carioca, CEO da YouPlay Group.
 

Anúncios

“O cliente precisa saber o que ele quer antes de decidir atuar no mercado. Pessoas com muita criatividade, por exemplo, tem maior dificuldade em seguir franquias. Já para aqueles que precisam de suporte, as franquias são uma opção melhor”, Tamara Braga, consultora de negócios do SEBRAE. “Franquia é um casamento, o franqueador analisa o perfil do candidato, o momento que aquele possível franqueado está vivendo, além de acompanhar melhor a gestão das pessoas”, diz Leal, da Ri Happy.

As possibilidades do papelão para a venda de brinquedos
 

Na parte da tarde, Diego Araújo, gerente comercial e marketing da Mazurky, ministrou no painel “As possibilidades do papelão para a venda de brinquedos”, onde falou sobre a eficiência e a estratégia de utilizar um material reciclável para desenvolver brinquedos lúdicos que ajudam na criatividade das crianças.
 

Clique Para Download

Diego Araújo, gerente comercial e marketing da Mazurky (Fotos: Recs Filmes)
Anúncios

“Brinquedos de papelão permitem a construção de novas personalidades, incentivando o DIY (conceito “faça você mesmo”, na sigla em inglês), que resulta no desenvolvimento da criatividade, coordenação motora e imaginação. Quando um brinquedo com essa proposta chega na casa, a criança tem a expectativa do que ele vai se tornar, e aí ele pode se tornar um foguete, uma casinha, uma mesinha. Ela tem esse auxílio para desenvolver a criatividade e imaginação”, completou Daniel Araújo.

SERVIÇO  

ABRIN 2024 – 40ª Feira Internacional de Brinquedos

Anúncios

Anúncios

Dias e horários: De 03 a 05 de março, das 10h às 20h / 06 de março, das 10h às 18h. 

Local: Expo Center Norte – Rua José Bernardo Pinto, 333, São Paulo – SP 

(Transporte gratuito partindo da Estação Portuguesa/Tietê) 

Site oficial ABRIN 2024 – clique aqui

   

Evento voltado para lojistas e profissionais do setor. Não é permitida a entrada de menores de 12 anos, mesmo acompanhados (exceto lactentes com até 24 meses e influenciadores autorizados pela organização).   

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar