AliExpress usará 80 voos fretados e 9 centros de distribuição automatizados para enviar pedidos para o mundo durante o festival de ofertas “11.11”

encomendas internacionais em tempo recorde.

O AliExpress, marketplace de varejo global do grupo Alibaba, introduziu soluções logísticas inovadoras para reduzir o tempo de entrega de encomendas internacionais durante o festival de ofertas de 11 de novembro, maior data do e-commerce mundial em valores transacionados. Em 2020, o festival movimentou US﹩ 74,1 bilhões.

Os avanços, implementados pela Cainiao, empresa de logística do grupo Alibaba, incluem a modernização de armazéns de seleção na China, a criação de centros de triagem automatizados e a adoção de voos fretados semanais para diversos países, além de uma rede de auto coleta nos países destino e, em alguns casos, a abertura de novos centros de distribuição fora da China. O esforço busca manter o ecossistema do AliExpress como o mais robusto entre os serviços de comércio eletrônico cross-border em todo o mundo.

As novas implementações aceleram significativamente o tempo necessário para separar e enviar compras feitas em lojas chinesas para clientes em todo o mundo. Mercados como o do Brasil, na América Latina, e europeus como Espanha e França, já elevaram, em 2020, sua demanda por compras no AliExpress em um patamar de três dígitos, taxa de crescimento que só pode ser atendida com investimentos massivos em tecnologia e inovação logística.

De acordo com Wang Mingqian, gerente-geral do AliExpress, as melhorias logísticas foram implementadas para atender a demanda excepcional do 11.11, mas serão mantidas após o festival. “Nossos clientes internacionais estão demandando um tempo eficiente de entrega e por meio do uso de novas tecnologias e parcerias estratégicas com empresas de logística, como a Cainiao, atingimos um patamar de eficiência incrível para mercados como o Brasil e a Europa”, afirma Mingqian.

CRESCIMENTO – Em 2020, o número de pacotes recebidos e entregues pelos parceiros logísticos do AliExpress aumentou 100%. Em resposta a essas crescentes demandas, por meio da parceria com a Cainiao, cinco armazéns de seleção e nove centros de triagem automatizados foram estabelecidos na China para que os vendedores pré-estocassem seus produtos à venda no AliExpress. Isso reduziu significativamente o tempo de expedição, juntamente com a implementação de 80 voos fretados por semana para todo o mundo.

O AliExpress agora oferece 10 dias úteis de entrega para pedidos selecionados feitos na Espanha e na França e apenas 5 dias para compras de consumidores na Coreia do Sul. Para consumidores brasileiros, os pedidos feitos na plataforma AliExpress chegam no país em até 7 dias. Contando o prazo necessário para liberação na alfândega e logística doméstica, a entrega até a porta da casa do consumidor ocorre em até 15 dias nas principais regiões metropolitanas.

Desde 2020, o AliExpress e a Cainiao mantêm centros de distribuição e armazéns no exterior para aumentar a capacidade e a eficiência das redes logísticas além das fronteiras, tendência que será reforçada ao longo do próximo ano, com a atualização tecnológica dos armazéns fora da China.

LAST MILE – Para atender à “última milha” uma rede de mais de 20 mil pontos de serviço de auto-coleta foi lançada na Espanha, França, Polônia e Rússia, combinando lockers do AliExpress, alimentados e operados pela Cainiao, e pontos de coleta administrados por parceiros locais. Esses lockers oferecem uma experiência de compra fluida para os consumidores, que podem pegar livre e rapidamente seus pedidos do AliExpress, tratando-se de uma solução prática que oferece mais flexibilidade e segurança. Os lockers ainda não estão disponíveis no mercado brasileiro.

Além das questões logísticas, o marketplace também irá alocar mais recursos para apoiar seu plano de negócios, que possui, como elemento chave, recrutar mais comerciantes locais para a plataforma, melhorar a rede de armazéns no exterior e armários de auto coleta para elevar a qualidade da experiência do cliente. O Brasil é o único país das Américas em que o AliExpress já opera com vendedores locais, permitindo que se cadastrem no marketplace e acessem milhões de usuários brasileiros que usam a plataforma para fazer compras.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.