Alok doa remix de música para campanha sobre uso de máscara do Todos pela Saúde

Assine nossa newsletter

O DJ Alok, considerado um dos maiores nomes da música eletrônica no Brasil e no mundo, apresentou em sua live no último sábado (2) um remix inédito: uma versão da música “Usar a máscara salva”, cantada por Ivete Sangalo e Luan Santana. Alok abriu mão do cachê e doou o remix da canção que incentiva o uso de máscaras faciais, parte de uma campanha da iniciativa Todos Pela Saúde, aliança de especialistas criada com o objetivo de combater o novo coronavírus e seus efeitos sobre a sociedade brasileira.

“Doar o meu trabalho para uma causa tão nobre como essa é uma honra. Sei da responsabilidade que tenho com o público jovem e fiz questão de aproveitar a live para reforçar a mensagem sobre o uso de máscaras. Precisamos nos conscientizar e nos proteger. E quanto mais empresas pudermos inspirar nessa causa, mais fortes ficaremos no combate ao vírus”, afirmou Alok.

O remix poderá ser acessado pelas plataformas de música do DJ. O show de Alok, feito diretamente de sua casa em São Paulo, teve transmissão ao vivo na TV Globo (músicas iniciais), Multishow, Globoplay e redes sociais.

Assine nossa newsletter

Todos pela Saúde

A campanha de incentivo ao uso de máscaras faz parte da iniciativa Todos pela Saúde, criada com o objetivo de combater o novo coronavírus e seus efeitos sobre a sociedade brasileira. Composta por quatro eixos – informar, proteger, cuidar e retomar – a iniciativa abrange desde orientação e valorização de iniciativas já existente até a compra de equipamentos de saúde, capacitação de profissionais e compra e distribuição de insumos. As informações detalhadas estão em todospelasaude.org.

O Itaú direcionou R$ 1 bilhão para financiar as atividades da Todos pela Saúde. Os recursos aportados estão sendo administrados por um grupo de especialistas liderado pelo médico Paulo Chapchap, doutor em clínica cirúrgica pela Universidade de São Paulo e diretor-geral do Hospital Sírio Libanês. Esta equipe já está definindo ações a serem financiadas, de forma que as decisões estratégicas sejam respaldadas por premissas técnicas e científicas.

Além de Paulo Chapchap, integram o grupo o médico, cientista e escritor Drauzio Varella, o ex-presidente da Anvisa Gonzalo Vecina Neto, o ex-diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde (ANS) Maurício Ceschin, o consultor do Conselho dos Secretários de Saúde (CONASS) Eugênio Vilaça Mendes, o presidente do Hospital Albert Einstein, Sidney Klajner, e o presidente do Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), instituição ligada à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Pedro Barbosa.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.