Tecnologia | Games | Filmes & Séries | Geek
Banner KTO

Animação nacional ‘Tromba Trem’ tem estreia antecipada para o feriado de 7 de setembro

Tenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A animação ‘Tromba Trem’, de Zé Brandão, chega às telas dos cinemas nesta quarta, 7 de setembro, feriado da Independência do Brasil, com distribuição da Manequim, novo selo da Vitrine Filmes. O longa é uma produção da Copa Studio (“Irmão do Jorel”), inspirada na série homônima de sucesso, e traz uma aventura inédita do elefante Gajah e seus amigos, além de novos personagens e uma trilha sonora original. Lançada em 2010, a série já foi exibida em mais de 20 países, e no Brasil, já marcou presença na TV a cabo (Cartoon), TV aberta (TV Brasil) e no streaming (Netflix).

“A principal diferença da série de TV e do filme ‘Tromba Trem’ está no roteiro. A gente queria que fosse uma história que falasse por si só, para que mesmo pessoas que não conhecem a série pudessem desfrutar. A gente redesenhou tudo, foi uma nova missão, os personagens ganharam mais tridimensionalidade. A série é mais um entretenimento casual e o filme foi o tempo inteiro pensado como um grande evento que pudesse ser curtido em família”, conta o diretor Zé Brandão, um dos fundadores da Copa Studio, produtora de outros sucessos como “Irmão do Jorel” e “Historietas Assombradas para Crianças Malcriadas”.

Anúncios

“Tromba Trem” conta a história do elefante Gajah que cai de um dirigível e perde a memória. No filme, Gajah vira celebridade da noite para o dia, e se lança numa carreira meteórica, mas tão rápido quanto chega ao estrelato, se tornará o principal suspeito de misteriosos raptos. Gajah vai contar com os amigos do trem a vapor para solucionar o caso: a tamanduá vegetariana Duda e uma colônia de cupins que acha que é de outro planeta. Tanto a série quanto o filme são protagonizados por animais, e os criadores tiveram o cuidado de incluir diversas espécies endêmicas na América Latina, como capivara, calango, jacaré, jaguatirica, entre outros.

A animação conta com as vozes originais de Roberto Rodrigues como Gajah, Maíra Kestenberg como Duda, Elisa Lucinda como a Rainha dos cupins, Caito Mainier como o gorila Silas, Marisa Orth como a jaguatirica Mirella, apresentadora e empresária de celebridades, e o humorista Ed Gama como o Calango Leso. A produção buscou atores de diferentes partes do país para imprimir diferentes sotaques regionais à história, o que reforça o caráter 100% nacional da produção. “Acredito que uma das coisas mais brasileiras que o filme tem é o vocabulário, quando o roteiro é escrito em português, o Brasil já está nos mínimos detalhes”, explica Brandão.

“Tromba Trem” foi a primeira série de animação autoral da Copa Studio e a chegada aos cinemas é um marco para a produtora. O longa conta com patrocínio do Fundo Setorial do Audiovisual e da Rio Filme, órgão que integra a Secretaria de Governo e Integridade Pública da Prefeitura do Rio.
 

Anúncios

Trilha sonora original

As nove canções originais foram feitas especialmente para o filme. “A ideia é que músicas não só ajudem a contar a história mas que também possam ser ouvidas num clipe ou numa playlist”, explica o diretor. As letras são de autoria de Felipe Barros, Thiago Facina e Zé Brandão. Entre os intérpretes se destaca Tony Gordon, vencedor de The Voice 2019, que canta “100 toneladas”. A direção musical é assinada por Felipe Barros, também responsável pela série, e Ruben Feffer, de “Irmão do Jorel”.
 

Trajetória

Anúncios

A série“Tromba Trem” foi lançada no Brasil em 2010, e já foi veiculada na TV a cabo (Cartoon), TV aberta (TV Brasil) e no streaming (Netflix). Já foi distribuída para 20 países pela empresa inglesa Cake Entertainment e passa em diversos territórios, como em toda América Latina, em alguns países da Europa como Itália e Grécia. “‘Tromba Trem’ passa ao mesmo tempo em Israel e nos países do Oriente Médio, acho bacana como às vezes um desenho brasileiro consegue se comunicar com países que não se comunicam bem. A animação tem um aspecto bacana de universalidade e mostra como o TT realmente expandiu suas fronteiras”, conta o diretor.
 

Jogo

Após o lançamento do filme nos cinemas, a produtora Copa Studio lançará um jogo para celular e tablet, um puzzle que foca nos personagens cupins. O jogo é inspirado em clássicos dos anos 1990 como “Lemmings” e “The Mistery Machine”, e tem como desafio salvar a rainha Cupim das formigas em diferentes mapas.
 

Anúncios

Sinopse: Gajah, um elefante sem memória, é alçado ao status de celebridade do dia para a noite, e acaba se afastando de seus velhos companheiros de viagem no Tromba Trem. O estrelato dura pouco pois ele acaba se tornando o principal suspeito de misteriosos raptos. Desvendar o mistério só será possível com a ajuda dos amigos pré-fama: um grupo de obstinados cupins moradores de uma colônia e Duda, uma empolgada e inocente tamanduá vegetariana.

Ficha técnica:

Animação, DCP, Cor, 94min, RJ, 2021

Anúncios

Direção: Zé Brandão

Roteiro: Débora Guimarães, Lucas Pelegrineti, Pedro M. Vieira, Zé Brandão

Produção Executiva: Vivian Amadio, Zé Brandão

Anúncios

Direção de Animação: João MacKay

Design de Personagens: Tassi Magalhães

Direção de Arte: Fabio Sanches

Anúncios

Storyboard: Lucas Pelegrineti

Direção de Voz e Casting: Melissa Garcia

Direção Musical: Felipe Barros, Ruben Feffer

Produção Musical: Ruben Feffer, Zé Ruivo

Canções: Felipe Barros, Thiago Facina, Zé Brandão

Produtores Associados: Felipe Tavares e Rodrigo Soldado

Elenco: Roberto Rodrigues, Maíra Kestenberg, Elisa Lucinda, Marisa Orth, Luca de Castro, Hugo Souza, Beto Vandesteen, Caito Mainier, Ed Gama

Sobre o diretor Zé Brandão:
Zé Brandão é sócio fundador do Copa Studio, uma das maiores empresas de desenhos animados da América Latina, duas vezes indicada ao Emmy Kids International. É produtor, autor e diretor da série e do filme “Tromba Trem”. O desenho já foi exibido em mais de 20 países, e o filme, que marca sua estreia como diretor de longa-metragem, será lançado no dia 7 de setembro. Brandão já havia atuado em animações para o cinema: foi supervisor de animação de “Xuxinha e Guto Contra os Monstros do Espaço”(2005), de Moacyr Góes, e diretor de animação de “Turma da Mônica em uma Aventura no Tempo” (2007), de Mauricio de Sousa, Rodrigo Gavas e Andre Passos, e de “Historietas Assombradas – O Filme” (2017), dirigida por Victor-Hugo Borges, também inspirado na série de TV de sucesso.

Na TV, Zé Brandão destaca-se como produtor executivo e roteirista da série “Irmão do Jorel”, de Juliano Enrico, campeã de audiência no Cartoon Network e vencedora de diversos prêmios internacionais, como o “Quirino Awards” e “Prix Jeunesse Iberoamericano”. Assina a produção executiva de outras três séries de animação: “Ico Bit Zip” (NatGeo Kids), “As Microaventuras de Tito & Muda” (Discovery Kids) e “Tuiga” (ZooMoo). É coordenador do projeto “Estúdio Escola de animação” que está em sua oitava edição, ministrando cursos de animação gratuitos no Rio de Janeiro.”

Sobre a produtora Copa Studio:
Copa Studio é um dos estúdios de animação mais abrangentes da América Latina com duas indicações consecutivas ao Emmy Internacional e mais de cem horas de conteúdo produzido em onze anos, incluindo sete séries de animação originais no ar em todo o mundo, como Irmão do Jorel (Cartoon Network), Ico Bit Zip (National Geographic Kids), As Microaventuras de Tito e Muda (Discovery Kids) e Historietas Assombradas Para Crianças Malcriadas (Cartoon Network). O Copa Studio também oferece atendimento em animação digital 2D de alta qualidade, com clientes como Cartoon Network, Fox, Discovery Kids, Globo, Hasbro e Netflix.

Sobre a distribuidora Manequim Filmes:
A Manequim é o novo selo da Vitrine Filmes para a distribuição de filmes comerciais com um perfil de público mais amplo. O line-up conta com os lançamentos de “Alemão 2”; “Nosso Sonho”, cinebiografia de Claudinho e Buchecha; “O Meu Sangue Ferve por Você”, cinebiografia de Sidney Magal; “Tromba Trem”, animação do mesmo estúdio de “Irmão do Jorel”; “A Porta ao Lado”, de Julia Rezende; e muito mais.

A Vitrine Filmes, em dez anos de atuação, já distribuiu mais de 160 filmes e alcançou mais de 4 milhões de espectadores. Entre seus maiores sucessos estão ‘O Som ao Redor’, ‘Aquarius’; e ‘Bacurau’ de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Outros destaques são ‘A Vida Invisível’, de Karim Aïnouz, representante brasileiro do Oscar 2020, ‘Hoje Eu Quero Voltar Sozinho’, de Daniel Ribeiro, e ‘O Filme da Minha Vida’, de Selton Mello. Entre os documentários, a distribuidora lançou ‘Divinas Divas’, dirigido por Leandra Leal e ‘O Processo’, de Maria Augusta Ramos, que entrou para a lista dos 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional.

Além do cinema nacional, a Vitrine Filmes vem expandindo o seu catálogo internacional ao longo dos anos, tendo sido responsável pelo lançamento dos sucessos “O Farol”, de Robert Eggers, indicado ao Oscar de Melhor Fotografia; “Você Não Estava Aqui”, dirigido por Ken Loach, e premiado com o Oscar de Melhor Filme Internacional 2021: ‘DRUK – Mais uma rodada’, de Thomas Vinterberg.

Tenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar