CBCS anuncia em coletiva números e fala sobre os desafios de fazer um campeonato 100% remoto.

Assine nossa newsletter

Em uma coletiva de imprensa a CBCS falou sobre os desafios que enfrentou ao fazer um campeonato totalmente online por conta do coronavírus e o desafio que isso trouxe para toda equipe e por enquanto de acordo com a organização deve ser mantido esse formato. Foi a primeira empresa da america latina a fazer um broadcast de uma estrutura 100% remota.

Mesmo assim a organização pretende inaugurar um novo estúdio com uma infra maior e melhor para as transmissões.

Os números refletem o sucesso do campeonato. Houve um aumento de audiência de 41% e as interações nas redes sociais praticamente dobraram nesse período.

Também foi citada a entrada da Lenovo como segunda patrocinadora junto com o Banco do Brasil. Nós falamos sobre investimento aqui no Blog do Armindo.

Além disso dois times conseguiram vender naming rights (quando uma marca assina o nome da equipe).

Patrocínio e marcas

Eu perguntei ao Pedro Sanchadiretor de eSports do CBCS, sobre como tem sido a visão das marcas para patrocinar esse tipo de campeonato.

Assine nossa newsletter

Ele me falou que há ainda algumas barreiras porque o CS é um game violento, mas que algumas marcas como Banco do Brasil tem apoiado, além da Lenovo que é uma marca já endêmica (ou seja nativa já do ambiente de games) e que esse interesse das marcas tem aumentado na busca por informações e sobre como funciona todo esse universo.

Porém, ainda de acordo com ele, apesar do crescimento dos números, ainda há muito para evoluir nesse sentido, já que é um projeto que foi montado para uma visão de cinco anos.

The Conquest

A próxima temporada do CBCS será o #TheConquest.

Sobre o CBCS
Fundado em 2019, o CBCS é o principal Campeonato Brasileiro de CS:GO. O torneio é resultado de uma parceria do Esporte Grupo Globo e a DCSet Group e está em sua segunda temporada.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.