Com o apoio da B3 Social, {reprograma} lança curso de programação gratuito para meninas entre 14 e 17 anos

Com o objetivo de formar meninas de todo o Brasil em programação, a {reprograma}, startup social paulistana, , acaba de anunciar que, com o apoio da B3 Social, está lançando a segunda edição do curso {reprograma} teens, que é gratuito e 100% online. O projeto é destinado a meninas de 14 a 17 anos, preferencialmente negras e/ou trans.

Etapas

Na primeira etapa do processo seletivo, cerca de 180 meninas serão selecionadas para participar de oficinas, entre 10 e 12 de junho. A oficina terá duração de um dia e introduzirá HTML e CSS. Ao final do dia, as meninas terão aprendido a fazer e colocar o seu primeiro site no ar, para enviar a recrutadores e/ou clientes. 

“No final das oficinas, serão selecionadas 30 candidatas para realizarem o curso de front-end, que tem duração de seis semanas, com início em 30 de junho e finalização no começo de setembro”, explica a CEO da {reprograma}, Mariel Reyes Milk. 

Conteúdo do curso 

As aulas acontecerão em tempo real, durante às tardes de sábado e a revisão das atividades acontecerá às tardes de quarta-feira. Além disso, as alunas terão atividades complementares e plantão de dúvidas – que não serão obrigatórios, mas estarão disponíveis para ajudar no desenvolvimento delas. 

Entre os conteúdos estão:

  • HTML: linguagem de marcação que descreve a estrutura geral de um documento e a ligação – os links – entre os diferentes tipos de conteúdos.
  • CSS: linguagem que adiciona estilo a uma página web – como cores e fontes.
  • Lógica de programação: sequência lógica para construir um programa, os tipos de dados utilizados, repetições, decisões e variáveis.
  • JavaScript: códigos escritos que realizam várias atividades, entre elas atualizar parte de uma página para acelerar a navegação, validar dados de um formulário até permitir usar jogos dentro do navegador.

Requisitos

O projeto {reprograma} teens é destinado a meninas adolescentes, entre 14 e 17 anos, de todo o Brasil. Para participar do curso, é importante  ter acesso à internet e a um computador, A organização, por meio de parcerias locais, oferece também auxílio às alunas que não têm essa estrutura. 

Processo seletivo 

As inscrições encerram no dia 28 de maio. As interessadas devem seguir os seguintes passos. 

  1. Fazer a inscrição pelo link: https://reprograma.typeform.com/to/F5fNUAMb 
  2. Enviar um vídeo de apresentação de no máximo um minuto. A candidata tem até 24 horas, após enviar o formulário de inscrição, para enviar o vídeo. Vale ressaltar que o conteúdo não precisa ser profissional, afinal, o objetivo é conhecer um pouco mais das candidatas. No link, a  seguir, é possível visualizar um exemplo de um vídeo: https://www.instagram.com/p/CCmarKiHvz0/
  3. As aprovadas nessa primeira etapa (envio de formulário e vídeo), passam para a segunda e última etapa, das oficinas. Serão selecionadas candidatas de cada oficina, formando a turma de 30 alunas. A comunicação é feita por e-mail, então é muito importante sempre checar as caixas de entrada e spam para não perder nenhuma etapa. 

Sobre a {reprograma}

Fundada em 2016, pela peruana Mariel Reyes Milk e suas sócias Carla de Bona e Fernanda Faria, a startup social paulista que ensina programação para mulheres, priorizando as negras e/ou trans, por meio da educação, tem o objetivo diminuir a lacuna de gêneros na área de T.I. A {reprograma} possui grandes empresas parceiras como Accenture, Creditas e Facebook, iFood, entre outras. Mais informações no www.reprograma.com.br

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.