Como ser um Creator (blogueiro, youtuber etc) profissional?

Foi este o tema da minha última palestra que realizei a convite do Shopping Pátio Pinda no encontro de blogueiros realizado no último final de semana. Nunca é demais repetir que os shoppings das cidades de Taubaté e Pinda estão dando um show no relacionamento com criadores de conteúdo do Vale estando anos luz a frente de cidades como Jacareí e São José dos Campos que tem 3 grandes Shoppings e praticamente nenhuma iniciativa nesse sentido, que triste né?

IMG_20160528_135405_HDR

Mas enfim estive lá então com uma turma super animada e que tem produzido um conteúdo muito bacana e também com a creator Karina Belarmino que deu um show de simpatia e conhecimento ao compartilha sua experiência de ter largado a carreira na área de TI para se dedicar a um canal onde fala sobre modelagem, costura e moda. Impossível não se inspirar com a história dela.

E a minha missão era compartilhar com os presentes dicas para ser um criador de conteúdo profissional. Eu falei um pouco da minha experiência e conquistas que tenho tido com o blog e também falei sobre os desafios de se tornar profissional nessa área. Há pouco dinheiro e só conseguirá seu espaço quem realmente conseguir se diferenciar e ser relevante na vida das pessoas.

Qual é o seu propósito de vida com o seu canal? Como ele contribui para a vida das pessoas? O que você quer com ele no final de tudo isso? São algumas perguntas importantes para quem ainda está buscando seu caminho nessa área. Dei ainda algumas dicas pontuais:

Como ser um Creator Profissional?

  • Sendo profissional. Se você trabalha 10 horas por dia vai ter 10 horas de retorno. Se trabalha 2 horas o retorno será menor.
  • Sendo ético. Fotos com crédito, texto original, cumprindo horários, fortalecendo o cenário.
  • Sendo diferente. Seu projeto precisa ser único, exclusivo e com identidade própria. A sua cara!
  • Sendo relevante. Você faz mesmo diferença na vida dos seus leitores/assinantes?

Também falei da importância do marketing pessoal e lembrei ainda de bandeiras que eu defendo, como por exemplo, desencanar dos números e tocar seu projeto em cima do que você acredita e como ter um ponto de partida para cobrar seu trabalho como produtor de conteúdo.

  • Engajamento > Visualizações
  • Minutos assistidos > exibições
  • Tempo no blog > Pageviews
  • A comunidade criada em torno de você > que todo o resto.

Presentes e permutas

Quem sou eu pra vomitar regras e acho que nesse caso de presentes e permutas cada um deve ter seu julgo pessoal sobre o tema. Mas é importante que o criador de conteúdo entenda que ele precisa ser remunerado pelo seu trabalho. Há custos envolvidos na produção de conteúdo e que precisam sair de algum lugar e normalmente esse lugar é o investimento publicitário. Então há que se pesar isso na hora de falar ou não de um presente que você recebeu. E aí também compartilhei algumas dicas (e não regras, ok? dicas) :

  • Mantenha uma relação profissional com as marcas.
  • Você quer ganhar só presentes ou quer ganhar dinheiro para comprar os presentes que você quiser?
  • Permuta só funciona quando faz você economizar seus custos.

Não tem mágica: produzir conteúdo de qualidade tem um custo. As marcas querem conteúdo de qualidade

Ou seja se você é remunerado de forma justa, faz um bom conteúdo e que dá resultado para a marca, se a marca tem resultado ela consegue te remunerar e aí a mágica acontece.
Bom essas foram algumas das dicas que eu compartilhei no evento e se tiver mais dicas não esqueça de colocar nos comentários.
E aproveito mais uma vez para agradecer ao Shopping Pátio Pinda por acreditar no meu trabalho.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.