Conheça o GOAT, time de Wild Rift com jogadores consagrados mundialmente

Assine nossa newsletter

Hoje nasce oficialmente o GOAT, um time formado a dedo pelos principais jogadores de jogos mobiles da América Latina, criado para o cenário competitivo do novo MOBA da Riot Games, o League of Legends: Wild Rift. O time traz nomes como o Maick “No Mercy” Barbosa, melhor jogador mobile de 2018 e finalista em 2019 e 2020 no Prêmio Esports BR e Alejandro “SrMusTer” Cabrera, jogador que participou dos principais campeonatos de Vainglory em 2016, 2017 e 2018 e de AoV, onde conquistou 2 vezes o primeiro lugar, em 2018 e 2019, e foi campeão Latino Americano em 2020. Além deles, a equipe também conta com jogadores promissores, como Matheus “ElWindRJ” Braga, Santiago “Mengueche” Freitas e Gabriel “ManoFrizer” Pontes, formando um dos times mais aguardados para o cenário competitivo do game recém-lançado.


Paulo Benetti
, CEO da Outplay e ex-atleta de jogos mobile conhecido como JesuínoFera, trouxe toda sua expertise como jogador profissional, que atingiu patamares mundiais em MOBAs (AoV e Vainglory), e como Diretor LATAM da Nova Esports, onde foi responsável por montar a equipe de Brawl Stars na tradicional organização chinesa de games mobile, para montar o GOAT, trazendo ex-companheiros e pessoas com quem alcançou marcas históricas no esports. Com isso, ele espera que o time se torne referência e pioneiro no desenvolvimento desse novo game, como ele comenta:

“A Outplay é uma empresa focada em gestão de Assets Gamers, focando em pontos como a carreira de influenciadores e jogadores profissionais e o Cidade Alta, o servidor de Role Play. Nosso objetivo é estar presente em segmentos do cenário onde achamos que podemos impactar o mercado sendo um ponto de destaque, uma referência e um diferencial. No Valorant, temos a Slick, no Wild Rift, estaremos presentes com o GOAT. Um time formado com pessoas que já joguei junto e em que confio no potencial. Ainda temos que considerar que temos a promessa incrível que o jogo traz pro mundo dos Esports mobile, principalmente no Brasil. Montamos o elenco mais competitivo possível com o objetivo de levarmos todas as taças para casa e ser pioneiros no desenvolvimento do cenário”, comentou Paulo.

GOAT, nome que vem da abreviação de “greatest of all time”, nasce não somente voltado para um novo jogo, mas com uma proposta revolucionária para seus integrantes, onde a empresa irá cuidar da carreira dos jogadores, com suporte na vida financeira e na imagem como influenciador, focando em dar toda a infraestrutura para se dedicar como jogador e bater de frente com as organizações tradicionais. A ideia do nome “GOAT” vem do fato do elenco ser composto por jogadores que são os melhores do cenário mobile de MOBAs. Todos os jogadores já se encontram no top 10 do ranking do servidor brasileiro.

Conheça os integrantes do GOAT

Maick “NoMercy” Barbosa, 20 anos
O jogador paulistano que conquistou o prêmio de melhor jogador mobile em 2018 no Prêmio Esports Br e esteve entre os finalistas em 2019 e 2020. Com passagens por organizações como Nova Esports, Pain Gaming e Geo Esports, ficou honrado com o convite da GOAT e promete “quero me dedicar a fazer a organização ser uma das mais respeitadas no mundo de esports.”O jogador paulistano que conquistou o prêmio de melhor jogador mobile em 2018 no Prêmio Esports Br e esteve entre os finalistas em 2019 e 2020. Com passagens por organizações como Nova Esports, Pain Gaming e Geo Esports, ficou honrado com o convite da GOAT e promete “quero me dedicar a fazer a organização ser uma das mais respeitadas no mundo de esports.”
Alejandro “SrMusTer” Cabrera, 20 anos
Natural do Uruguai, o jogador disputou a Vainglory League na Coréia com apenas 15 anos em 2016, conquistando o 1o. Lugar na Master League de 2017 e ficando em 5o. Lugar no Mundial disputado em Singapura em 2018, ano em que migrou para o Vainglory e novamente brilhou com o 1o. Lugar na Seasson 2, ficando em 2019 em 12o. Lugar no Mundial, vindo a ficar em 1o. Lugar na Seasson 3 na Austrália neste mesmo ano, se sagrando campeção Latino Americano em 2020. Com passagens pela PaiN Gaming, Red Canid e Nova Esports. Ele comentou que começar na GOAT “E um acumulo de sensações, vou representar uma empresa de um amigo que conheço a mais de 5 anos e sei que vai me apoiar em tudo no que eu precisar com este projeto inovador, com certeza vou dar meu 100% para representar este time”. O jogador que já tem planos de mudar de país, comemora a nova fase comentando que ela já esta mudando até sua rotina para ter uma vida mais saudável. Muster já é o rank 1 do servidor nacional de Wild Rift.

Matheus “ElWindRJ” Braga, 22 anos
O carioca que já passou por organizações como GeO eSports, Nova e Overclock, como jogador de AoV e Mobile Legends é bem direto ao dizer que “meu objetivo na GOAT é crescer profissionalmente” e para isso gosta de assistir ao maior número de jogos competitivos.

Assine nossa newsletter

Santiago “Mengueche” Freitas, 25 anos
O outro uruguaiano do time, ex-jogador de AoV é outro muito feliz em fazer parte de uma equipe montada por um ex-jogador, segundo ele isso dá confiança e comenta que espera grandes mudanças em sua vida pois “literalmente tudo vai mudar pois teremos muitos olhos na gente”. Otaku declarado, ele se vê conquistando o mundo com este passo na sua carreira. Menegueche já se encontra em segundo lugar no ranking do servidor.

Gabriel “ManoFrizer” Pontes, 21 anos
Para o pernabucano entrar na GOAT é uma experiência “diferente de todas que ja teve”. O ex-jogador de AoV, sonha em conquistar campeonatos nesta nova fase. Com passagens pela paiN Gaming e ACE1, ele esta confiante que o time chega forte no cenário do jogo.

Assim como na conhecida versão para PC, o Wild Rift terá equipes de 5 jogadores onde cada um terá uma posição específica no jogo.

GOAT – LOL: Wild Rift

Topo – GOAT ElWindRJ

Jungle – GOAT SrMusTer

Meio – GOAT Mengueche

Atirador- GOAT NoMercy

Suporte- GOAT ManoFrizer

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.