Empresas oferecem tecnologias que ajudam a trabalhar de forma remota em tempos de Corona Vírus.

Assine nossa newsletter

Não dá pra tampar o sol com a peneira o CoVid 19, ou o novo Corona Vírus, está entre nós e uma das possibilidades para ajudar a conter essa pandemia é fazer as pessoas se encontrarem menos.

Falando de uma forma bem sutil: coloque seus funcionários para trabalhar em casa. A maioria das empresas é resistente a isso justamente por conta da cultura organizacional e gestores que tem uma necessidade quase patológica de ver sua equipe ali presencialmente.

Mas acredite: a tecnologia pode ser uma grande aliada para você nesse momento. E nem é preciso gastar muito, mas investimentos um pouco maiores podem trazer soluções definitivas e que se pagam em pouco tempo.

Mandar um executivo para China, por exemplo, pode chegar facilmente a R$ 5.000,00 somente falando de traslados. Se formos colocar diárias, hospedagens pode facilmente chegar a R$ 10.000,00. Em um ano sem essas viagens, uma empresa pode criar ambientes que simulam a presença humana através de equipamentos de transmissão de áudio e vídeo.

E até sem nenhum investimento é possível usar o melhor da tecnologia para que equipes trabalhem de forma remota. É o caso da Microsoft que liberou uma versão gratuita do Microsoft Team. A ferramente oferece chat, chamadas de vídeos e trabalhos colaborativos.

O TeamViewer também pode ser uma alternativa permitindo até controles remotos de equipamentos e equipes de suporte podem resolver problemas como se estivessem ali. Há licenças que custam cerca de R$ 80,00 e já ajudam times pequenos a trabalhar.

O TeamViewer sempre foi conhecido como uma plataforma de acesso e suporte remoto, mas nem todos os clientes costumavam usá-lo diariamente como uma ferramenta de home-office. Agora, com a crise do coronavírus, os usuários que já usavam a ferramenta estão solicitando a expansão do licenciamento”, diz Finn Faldi, Presidente da TeamViewer Américas.

Vídeo e áudio num só equipamento

Uma simples webcam com microfone podem até ajudar mas recentemente a Intelbras lançou duas interessantes soluções para essa área de teleconferência. Se a necessidade é deixar as empresas conectadas em áudio o CAP 100 USB é a solução ideal. Super portátil , é ideal para quem precisa de mobilidade e mais qualidade de áudio.

Se a necessidade é algo mais completo e que envolva vídeo também a solução ideal é o EVC 300 USB: em uma só torre áudio e vídeo e ainda você pode usar para ouvir música entre uma reunião e outra.

Assine nossa newsletter

Impressão e digitalização remotos

A Brother possui várias soluções que unem impressão e digitalização que podem ser adaptados para trabalhos 100% remotos isso porque são equipamentos que se conectam diretamente a uma rede wifi. É o caso da DCP-T510W que possui tanques de tinta, scanner e total conectividade.

Dá pra digitalizar, imprimir e enviar documentos, ou enviar documentos digitalizados no local para impressão remoto. São várias possibilidades.

Foca na qualidade do som

Muitos executivos reclamam da qualidade do áudio nesse tipo de trabalho remoto, principalmente entre filiais sejam nos mesmos países ou em outras nações. Para esse tipo de necessidades a empresa especializada em áudio Shure tem soluções surpreendentes. Ontem eu estive numa demonstração no escritório da empresa em São Paulo e conheci o conceito do som invisível.

Modernos sensores conseguem identificar o áudio do ambiente e você pode falar de forma natural virando o corpo para todos os lados e sem precisar falar perto de um microfone propriamente dito: a captação do áudio está ali no ar.

E pra entender mais dessa solução eu falei com a Taís Ribeiro que é gerente de vendas da Shure. Ela me explicou que os produtos da empresa se conectam nas principais soluções de videoconferências online e também com diversos equipamento.

Uma dessas soluções é o dispositivo MXA910 – uma placa de 60×60 cm que é instalada no teto – e então mais de uma centena de cápsulas de microfones podem ser configuradas para captar as conversas de cada pessoa presente na sala. “Essa tecnologia garante que independente de onde as pessoas estejam presentes na mesa, elas vão ser captadas da mesma forma. Assim você tem a mesma qualidade da fala de uma comunicação presencial”, me explicou a Taís.

Esse tipo de equipamento é indicado para ambientes criados para esse tipo de atividade e independe do tamanho da empresa, uma vez que como falamos acima, uma microempresa que faz muitas viagens ao exterior, ao economizar em viagens pode ter acesso a um equipamento de ponta e que pode se pagar no médio prazo. Arquitetos podem ainda contar com variações de cores e até um suporte mais personalizado em casos específicos de customização para que de fato o áudio fique o mais harmônico possível nos ambientes.

A tecnologia nessas horas é uma das melhores proteções para proteger a saúde das pessoas sempre em primeiro lugar e a saúde dos negócios também. Todo mundo ganha.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.