GameCon estreia em Brasília e eventos de games crescem no país

Assine nossa newsletter

A cidade de Brasília recebeu, entre os dias 7 e 11 de novembro, a primeira GameCon. O evento voltado para o mundo dos eletrônicos é um marco não apenas para cidade, mas também para o país. Com torneios oficiais de eSport e palestrantes convidados, a GameCon entra em rota de outras feiras nacionais e internacionais, com o objetivo de mostrar o crescimento que a indústria de games tem conseguido. Além disso, é uma oportunidade de aproximar os fãs aos atletas e equipes oficiais do universo gamer.

IMAGE SOURCE: GameCon – Facebook
Esse tipo de feira internacional tem sido comum não apenas no Brasil, mas também ao redor do mundo. Na Alemanha, por exemplo, existe uma versão com um nome bem próximo da que acontece em Brasília, que inclusive serviu de inspiração para a versão nacional. É a Gamescom, que acontece no país europeu desde 2009 e conta com um público na casa dos 310 mil visitantes, em cada edição. O evento tem o título de mais importante da Europa.
Outra feira que não fica para trás é a Tokyo Game Show, que acontece no Japão todo ano. Com cerca de 270 mil visitantes por edição, o evento não fica apenas com torneios e competições oficiais. Por lá, algumas das grandes empresas, como a Nintendo e a Sony, realizam lançamentos de games e outras novidades. O evento acontece desde 1996, e é financiado pelo governo japonês.
No Brasil, além da novata GameCon, o país tem a grandiosa Brasil Game Show, a BGS. Com um público de quase 320 mil na edição de 2017, é considerada a maior feira do mundo de videogames. A edição mais recente contou com mais de 45 empresas do universo gamer, como a Razer, fornecedora de periféricos para gamers, a Sony, dona e criadora do Playstation 4, e a Nvidia, famosa pelas placas de vídeos para computadores e notebooks.
BGS Summit | #BGS2018
Por ser o primeiro ano do evento, a GameCon começou de forma tímida. Apenas alguns torneios foram jogados. Overwatch e CS:GO foram os dois jogos escolhidos para a disputa, porém de grande importância por garantir os vencedores em torneios internacionais. Como destaque, fica o fato de terem acontecidos disputas não só masculinas, mas também femininas. O objetivo é mostrar que o mundo dos games tem espaço para todo tipo de público.
Brasileiros fazem sucesso no exterior com o eSports
Apesar de europeus e norte-americanos dominarem boa parte do cenário profissional gamer, alguns brasileiros conseguiram destaques no eSport. No game CS:GO, por exemplo, existem quatro nomes de maior importância. O primeiro é Epitácio de Melo, o TACO, que atua no time norte-americano Team Liquid e costuma estar sempre entre os finalistas das principais competições oficiais.
Os outros três são antigos companheiros do TACO. Gabriel Toledo, o Fallen, Marcelo David, o coldzera, e Fernando Alvarenga, o Fer, jogaram juntos pela extinta SK Gaming. No entanto, apenas os três continuaram juntos e decidiram apostar em um novo projeto. Com prestígio no cenário mundial, eles conseguiram alguns patrocinadores para reviver a extinta MIBR. Alguns deles são o Tinder, aplicativo popular de paquera online, a Betway, portal de apostas de games online, e a Mountain Dew, empresa estrangeira de refrigerantes. Eles acreditaram no retorno do time brasileiro que fez sucesso no começo dos anos 2000, mas que acabou em 2012. Isso só foi possível pelo histórico vitorioso dos jogadores. Coldezera, por exemplo, já foi eleito o melhor jogador de eSports do mundo em duas ocasiões.
MIBR: O RETORNO
Para manter a tradição, mesmo ainda no eSports, o Brasil tem um representante forte no futebol virtual. Guilherme Fonseca, o GuiFera, foi campeão mundial da PES League 2017, um dos torneios com maior prestígio no exterior. A premiação do atleta foi de US$ 211 mil, cerca de R$ 760 mil. Outros games, como Dota 2, Overwatch e League of Legends, também possuem equipes e jogadores brasileiros em destaque no Brasil e no mundo.
A indústria dos games tem crescido e se consolidado ao redor do planeta. O Brasil, seja com eventos ou então com profissionais, está seguindo esta importante mudança no mercado. Um passo essencial que pode criar diferentes carreiras na área. Seja jogando para se tornar um novo coldzera, ou programando novos jogos para torneios, a indústria parece ter espaço para qualquer um que gosta e quer apostar no futuro dos games.
 

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.