Hall Of Shame da Brasil Game Show 2019 e o mais do mesmo de Playstation e Xbox

Assine nossa newsletter

Assim como todo ano eu falo dos destaques da Brasil Game Show eu também falo das coisas que eu não gosto.

Leia também o nosso Hall of Fame da Brasil Game Show 2019

E eu só consigo fazer isso porque ofereço a vocês uma cobertura independente do evento há seis anos e claro sempre levando em conta que trata-se da minha opinião e que o leitor e claro as marcas tem total direito de discordar.

Dito isso vamos ao nosso Hall of Shame da BGS 2019

1º Playstation e Xbox

Sem dúvidas são os maiores estandes já anos, mas também os que fazem sempre o mais do mesmo. Ano após ano tem lá o mesmo estande, as mesmas estações para jogar e o mesmo esquema de atendimento e atrações. Além disso são as empresas mais fechadas e uma postura meio que “fiquem felizes por estarmos aqui”.

2º Youtube Gaming

Assine nossa newsletter

Eu até comemorei o fato do Youtube voltar ao evento com um stand de peso, mas parece que eles guardaram o último estande e trouxeram de volta para a BGS num espaço bem caótico e que não está a altura das centenas de pais e mães que tinham que esperar sem nada o que fazer numa fila monótona. Os jovens amam os Youtubers, falta agora o Youtube amar esses jovens.

3º Magazine Luiza

Totalmente descontextualizada no evento a Magalu não conseguiu se conectar com a vibe gamer do evento e parecia um varejista tradicional que colocou uma roupinha gamer pra tentar colar, coma comunidade. Mas não colou.

4º ASUS e a ROG (Republic of Gamers)

Eu acho que a intenção era apresentar a marca OG (Republic of Gamers) mas não foi o que aconteceu. Eu mesmo cheguei do evento e sai com o mesmo conhecimento da ROG: nenhum.

5º CD Projekt

É estranho falar de uma empresa que não estava lá como sendo algo não legal do evento, mas com o hype nas alturas para Cyberpunk 2077 era de se esperar que a empresa fizesse algo com o público brasileiro. E a ausências desse grande lançamento para mim foi um epic fail.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.