Huawei Cloud ganha mercado e se mantém como 3º provedor do modelo de nuvem IaaS no Brasil, segundo Gartner

Estudo da consultoria Gartner aponta para uma tendência de crescimento exponencial nos investimentos em nuvem em nível global, além da evolução na adoção da tecnologia, que deve deixar de ser apenas um modelo de negócio para se tornar a base da inovação de diversas indústrias. Estas foram as principais conclusões do documento, apresentado nesta quinta-feira, 25, por Henrique Ceci, diretor sênior de pesquisa da Gartner, durante o evento de comemoração de dois anos da Huawei Cloud Brasil.

A pesquisa, que trouxe um balanço do setor e as perspectivas do segmento para 2025, revelou ainda que, entre 2019 e 2020, o market share da Huawei cresceu 0,6 p.p. no modelo de nuvem IaaS – Infrastructure as a Service, termo em inglês para os serviços de nuvem de armazenamento e rede sob demanda – mantendo a marca como a terceira mais utilizada no mercado brasileiro. “A Huawei Cloud foi lançada no Brasil em novembro de 2019. Dois data centers foram colocados em uso e mais de 60 serviços foram adicionados. Atualmente, mais de 250 parceiros se juntaram ao ecossistema de nuvem da Huawei no Brasil, incluindo mais de 180 parceiros de consultoria e mais de 70 parceiros técnicos”, afirmou Sun Baocheng, CEO da Huawei Brasil em seu discurso de abertura.

“De acordo com a pesquisa mais recente da Gartner, a Huawei Cloud se tornou o provedor de serviços de nuvem top 3 no mercado de IaaS e o fornecedor de nuvem de crescimento mais rápido no Brasil. Além disso, trabalhamos na inovação conjunta com nossos parceiros em PaaS e SaaS para fornecer o melhor serviço de nuvem ao cliente”, completou.

Em apenas dois anos de operação no Brasil, a Huawei Cloud segue expandindo a sua capacidade de atuação com duas zonas de disponibilidade no país, que são as áreas de suporte físico da nuvem, com data centers de alta capacidade. Durante o evento, a multinacional apresentou cases de projetos já implementados no país e outros recém-lançados, como o Programa Spark, voltado para impulsionar startups nacionais. “Essa transformação está acontecendo de forma muito rápida, pois o conceito de nuvem está ligado à criatividade e à inovação”, afirmou José Nilo, vice-presidente da Huawei Cloud no Brasil.

Os dados apresentados pela Gartner apontam que os investimentos em modelos de negócios baseados em nuvem, como IaaS (Infraestructure as a Service) e PaaS (Platform as a Service), devem fechar 2021 em U﹩S 1,2 bilhão e podem chegar a U﹩S 4 bilhões em 2025. “Poucos serviços mantêm essa taxa de crescimento consistente depois de tantos anos. Cloud não está relacionada apenas a algumas tecnologias: é também um habilitador para outras tecnologias que podem usar cloud, IA, machine learning, blockchain e plataformas mobile. Não é tecnologia, é enabler, habilitador, conceito importante para entender o futuro de cloud”, explicou Ceci, da Gartner.

O Brasil, no entanto, quando comparado aos países desenvolvidos, apresenta níveis de investimento significativamente mais baixos. Apenas 1% do mercado nacional utiliza serviços de cloud. Em 2021, dos U﹩S 53 milhões aplicados ao mercado de TI, só 6,6% foram para cloud computing. Nos Estados Unidos, por exemplo, país com mais empresas operando em nuvem, esse percentual chega a 16%.

A Huawei está há 23 anos desenvolvendo e trabalhando para a transformação digital do Brasil e acredita no potencial do país para continuar expandindo seus negócios. Durante a celebração de 2 anos de Huawei Cloud, a empresa contou com a presença de clientes e parceiros, além das apresentações de Augusto Nellssen, head de Telecom e Data Center do Itaú, e Luís Felipe Salin Monteiro, CEO da Cateno Gestão de Contas de Pagamento.

“Por meio do Huawei Cloud Ecosystem, oferecemos um serviço diferenciado, com suporte local e uma plataforma que une parceiros de diversos setores para o desenvolvimento conjunto de soluções e serviços, como Smart and Safe City, Carrier IT, IoT, vídeos e finanças”, explica Jose Nilo. São mais de 180 serviços e soluções, entre armazenamento, rede, bancos de dados, migração, segurança e desenvolvimento de aplicativos.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência AceitarLeia mais

Nossa Política de Privacidade.