Huawei é top 10 de melhores empregadores segundo a Forbes

A Huawei ficou em 8º lugar na lista da Forbes entre os melhores empregadores do mundo. O levantamento foi feito em parceria com a empresa de pesquisa de mercado Statista, considerando uma amostragem de 150.000 trabalhadores de multinacionais em regime integral e parcial de 58 países.

No Brasil, a Huawei conta com mil empregados diretos, e mais de 15 mil indiretos. Os participantes da pesquisa avaliaram, de forma anônima, o quanto estariam dispostos a recomendar seus próprios empregadores a amigos e familiares. Eles também tiveram que avaliar outros empregadores em seus respectivos setores que se destacaram positiva ou negativamente. A lista é composta por 750 empresas que receberam as maiores pontuações.

Também este ano, a Huawei foi reconhecida como uma das empresas Top Employers Brasil, certificação do Top Employers Institute, sediado na Holanda com atuação em 119 países. Essa é a segunda vez que a empresa conquista o prêmio, sendo a primeira em 2020.


Mercado de trabalho

Além dos esforços internos, a Huawei está comprometida com a formação de novos profissionais. Em um contexto no qual o mundo depende da conectividade, as TICs tornaram-se aliadas para quem enxerga nessa área uma oportunidade de crescimento e inserção no mercado.

De acordo com uma pesquisa de mercado realizada pela Teleco, 62% das empresas provedoras de internet, as ISPs, enfrentam dificuldades para encontrar profissionais qualificados para instalação de fibra óptica. Ainda segundo o estudo, 81% das ISPs possuem equipes próprias, ou seja, necessitam investir na qualificação dos profissionais por não encontrarem no mercado. “No Brasil desde 1998, a Huawei quer seguir contribuindo com a transformação digital do país e acredita que o investimento em programas de educação é um dos caminhos. Nos últimos 5 anos, essas iniciativas já formaram mais de 36 mil alunos, e a expectativa é treinar mais 40 mil talentos nos próximos 5 anos”, afirma o diretor de Relações Públicas e Governamentais da Huawei, Bruno Zitnick.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.