Tecnologia | Games | Filmes & Séries | Geek
Banner KTO

LinkedIn alcança o marco de 75 milhões de usuários e usuárias no Brasil: mais de 60% da força de trabalho nacional possui um perfil na rede

O LinkedIn, a maior rede social profissional do mundo, anuncia que ultrapassou o marco de 75 milhões de usuários no Brasil, o que representa uma penetração de 60% na força de trabalho. Com um crescimento médio anual de quase 15%, o país é o terceiro maior mercado em número de usuários, ficando atrás somente dos Estados Unidos e da Índia. 

Esse momento está alinhado com outras conquistas globais, como o recente marco de 1 bilhão de usuários(as) globalmente e o registro de uma receita anual global que ultrapassa US$15 bilhões.

Anúncios

“No Brasil, 150 mil novos usuários se juntam à plataforma semanalmente, evidenciando nosso crescimento contínuo. Reconhecemos que cada um deles tem uma jornada única e confia no LinkedIn para impulsionar seu sucesso profissional. Essas trajetórias enriquecem constantemente o mercado de trabalho brasileiro, fomentando diversidade e inovação”, comenta Milton Beck, Diretor Geral do LinkedIn para América Latina e África. “Na plataforma, temos uma grande representatividade de profissionais ingressando no mercado, além de trabalhadores de linha de frente. A base de usuários brasileira vem principalmente dos setores de serviços profissionais, manufatura, serviços administrativos, varejo e educação”, explica.

A Geração Z no LinkedIn e o impacto no mercado de trabalho

Atualmente, a Geração Z (nascidos entre 1997-2012) é o público que mais cresce na plataforma. Em 2010, eles representavam apenas 2,5% dos(as) profissionais na rede e, hoje, são 40% dos perfis, um pouco atrás dos Millennials, nascidos entre 1981-1996, (51%), mas significativamente à frente da Geração X, nascidos entre 1965-1980, (8,9%).

Anúncios

“A proporção de profissionais da Geração Z na plataforma do LinkedIn é mais expressiva do que sua representação na população brasileira, o que é extremamente relevante para nós. Nosso mercado é o segundo maior país em número de usuários(as) dessa faixa etária, estamos atrás apenas da Índia (41%) e na frente até mesmo dos Estados Unidos (20%). Esperamos que a Geração Z seja o maior público dentro da plataforma nos próximos cinco anos”, explica o executivo.

Essa grande representação da Geração Z também se reflete no mercado de trabalho. Um exemplo disso é que, de acordo com um levantamento do LinkedIn,  38% dos profissionais que atuam em hospitais e serviços de saúde fazem parte dessa faixa etária que engloba as pessoas da Geração Z. Elas ainda estão fortemente presentes no setor de varejo, onde representam 37% do total dos trabalhadores  e no atendimento ao consumidor, com uma penetração de 36%, ambos considerados cargos de ‘linha de frente’.

O destaque dos trabalhadores linha de frente

Anúncios

De 2010 para 2024, a presença de profissionais que atuam diretamente com o público, em áreas que extrapolam o ambiente corporativo em funções chamadas ‘linha de frente’ aumentou em 112% na plataforma – atualmente, 47% dos usuários estão envolvidos em cargos desse tipo. 

Hoje, existem 237 mil perfis de enfermeiras(os), 140 mil mecânicos(as), 106 mil garçonetes/garçons, 25 mil maquiadoras(es) e até mesmo mais de 500 palhaços profissionais que utilizam a plataforma para terem mais sucesso em suas carreiras. 

Os usuários brasileiros estão espalhados por todo Brasil, e mais da metade estão fora do eixo Rio-São Paulo. 

Anúncios

Conteúdo e networking no LinkedIn

Segundo uma pesquisa do LinkedIn, 65% dos(as) usuários(as) utilizam a rede para se candidatar a empregos no Brasil, com mais de um quarto (27%) afirmando que a plataforma é a principal ferramenta que utilizam para essa função. No entanto, reconhecem que os benefícios da rede também incluem: sentir-se conectado à sua rede profissional e se manter atualizado sobre informações do mercado de trabalho, com o LinkedIn sendo a primeira opção dos brasileiros que querem consumir conteúdos sobre desenvolvimento e networking.

Conteúdos informativos – publicações que focam em compartilhar conhecimento – estão ganhando ainda mais força, contando com o dobro de engajamento que as demais. Para fomentar ainda mais o compartilhamento de conhecimento na rede, desde 2012 a rede conta com os Top Voices, profissionais especialistas em determinadas áreas que produzem conteúdo inovador. No Brasil, há Top Voices desde estrelas de novelas de TV a profissionais da Geração Z.  Entre eles estão: o economista Ricardo Amorim (+2,9 milhões de seguidores), a atriz Taís Araújo (+300 mil seguidores) e a empreendedora Maite Schneider (+93 mil seguidores).

Anúncios

“O LinkedIn é onde profissionais de diferentes áreas e níveis se reúnem para compartilhar informações, ideias e expertise, além de ajudarem uns aos outros a se tornarem mais bem sucedidos. Hoje, são quase 50 milhões de profissionais acessando a rede todas as semanas para buscar oportunidades, manter conexões e aprender”, explica o Diretor Geral.

O avanço da Inteligência artificial

A aposta do LinkedIn para o próximo ano é investir no uso da Inteligência Artificial Generativa. Ao implementar essa tecnologia em seus produtos, a rede espera que os profissionais possam dedicar mais tempo às partes mais humanas de seus trabalhos. Entre as novidades disponíveis no Brasil estão: artigos colaborativos, sugestões de mensagens de perfil e de mensagens diretas. Outras novidades estão previstas para os próximos meses.

Anúncios

Os resultados globais são positivos, onde 70% das sugestões feitas pela IA foram acatadas pelos(as) usuários(as). Além disso, dados do LinkedIn mostram que 90% dos profissionais que utilizaram as inovações disseram que a busca por emprego ficou mais fácil, enquanto 74% dos(as) recrutadores(as) dizem ter economizado tempo em suas atividades. O LinkedIn Premium, versão paga da plataforma e que conta com as principais ferramentas de IA, teve um crescimento de 25% em relação ao ano anterior e agora representa um negócio anual de US$1,7 bilhão. 

“Olhando para o futuro, vemos que 38% dos executivos no País acreditam que essa tecnologia criará novas funções em suas organizações nos próximos dois anos. A ascensão da IA já está redefinindo nossos modelos de trabalho e, no LinkedIn, acreditamos que ela tem o poder de criar oportunidades para muitos profissionais”, explica Milton Beck.

75 cursos gratuitos no LinkedIn Learning 

Anúncios

Para que os 75 milhões de usuários possam se sentir ainda mais parte desse marco e impulsionar ainda mais sua trajetória profissional, o LinkedIn está disponibilizando 75 cursos gratuitos com foco em desenvolvimento de carreira, comunicação, negócios e ferramentas digitais em sua plataforma LinkedIn Learning. Os cursos estão disponíveis gratuitamente até o dia 02/12/2024 e podem ser acessados clicando aqui.

Como usar o LinkedIn?

Pensando em melhorar ainda mais a experiência de novos e atuais usuários do LinkedIn, a plataforma também está disponibilizando diversos vídeos criados por usuários brasileiros sobre como aproveitar melhor a rede. Os vídeos incluem dicas sobre como completar seu perfil, construir sua rede, explorar notícias, contribuir com um artigo, candidatar-se a um emprego e publicar conteúdo no LinkedIn. Para acessar, basta clicar aqui.

Sobre o LinkedIn

O LinkedIn é a maior rede social profissional do mundo. Estamos presentes em mais de 200 países e contamos com mais de 1 bilhão de usuários, sendo deles 75 milhões de brasileiros. Ajudamos a conectar os profissionais do mundo a oportunidades de emprego e a transformar a forma com que as empresas contratam, divulgam suas marcas e vendem. Nossa visão é criar oportunidades econômicas para todos os usuários do mercado de trabalho.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar