Tecnologia | Games | Filmes & Séries | Geek
Banner KTO

Maníaco do Trianon: Novo episódio de ‘Perícia Lab’, do AXN, relembra a investigação de um dos serial killers mais famosos do Brasil

Na década de 1980, a cidade de São Paulo se tornou palco de uma série de assassinatos misteriosos. As vítimas eram homens solteiros, com ótima reputação e que tinham entre 30 a 60 anos. Todos foram mortos da mesma maneira e com requintes de crueldade. Embora a semelhança seja grande, uma característica específica deu rumo à investigação: eles eram homossexuais não assumidos. No novo episódio de ‘Perícia Lab’, série de true crime nacional do AXN, que vai ao ar na próxima segunda-feira (08/04), às 22h55, os peritos Ricardo Salada e Telma Rocha recontam a história de um dos serial killers mais notórios do país, o Maníaco do Trianon.
 

Com a investigação, a polícia de São Paulo foi surpreendida por um termo que não era tão difundido no Brasil, o assassinato em série. Ao analisar os casos, encontraram-se semelhanças específicas entre as vítimas, mas uma das mais relevantes era o modus operandi, ou seja, a assinatura do criminoso. Afinal, todos os homens foram encontrados amarrados com uma espécie de corda feita com tecidos. O padrão das mortes era repetitivo, por estrangulamento.
 

Anúncios

No episódio de Perícia Lab, Telma e Salada recebem voluntários e fazem experimentos que poderiam auxiliar na descoberta do assassino, como a diferenciação de tipo de nós. “Tudo numa cena de crime tem informação. O nó me traz informações, então vou poder definir em algumas situações se tem um autor ou mais de um autor do crime pela diferença do nó”, relata o perito Ricardo Salada. “No caso do Maníaco do Trianon, além de amarrar, várias vítimas dele estavam com o teor alcoólico muito grande, próximo das 8 gramas por litro”, ressalta Telma Rocha, demonstrando que além das cordas, os homens foram mortos de modo vulnerável, após serem embriagados.
 

O pontapé final da investigação foi através do local de semelhança entre os crimes, que

ocorreram na intermediação da Avenida Paulista e, mais especificamente, no Parque Trianon, conhecido por ser um tradicional ponto de prostituição. A investigação definiu que o suspeito era um garoto de programa e as vítimas, que não eram abertamente homossexuais, contratavam o assassino no sigilo, eram enganadas e mortas.
  Perícia Lab é uma coprodução entre a Sony Pictures Television e a Mood Hunter. A série vai ao ar toda segunda-feira, às 22h55, no AXN, e segue com o comando de André Ramiro, ator e apresentador, famoso por seu papel em “Tropa de Elite”.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar