McDonald’s inaugura o seu primeiro restaurante dentro de games mas que jogo o McDonald’s joga?

Assine nossa newsletter

Recebi aqui na redação o release sobre a presença do McDonalds no Minecraft. E ainda falando que esteve presente na CCXP 2019 e tudo mais, mas não nos enganemo: é só mais uma marca querendo surfar na onda gamer e geek que tem tido um destaque muito grande e claro atenção e verbas publicitárias. Mas será que o McDonald’s está disposto a contribuir para a comunidade ou só colocar um canudinho e sugar?

Pois então vejamos

A marca adotou um posicionamento descolado com o nome Méqui, mas que no final das contas só funciona nas capitais. No interior onde eu moro ainda existe o antigo McDonalds. Além disso recebemos aqui propaganda de promoções que simplesmente não funcionam. A empresa ainda não descobriu publicidade digital com georreferenciamento.

Mas isso é o de menos, talvez o pior problema de ser jornalista e produzir conteúdo para a internet é ter que receber notícias atrasadas. Enquanto as capitais dão notícias dos brindes do McLanche Feliz, para citar um exemplo claro, aqui às vezes uma semana depois da divulgação – tema que interessa muito aos leitores desse blog. Mas depois que todo mundo já deu a notícia, qual a relevância dela?

Outro dia a empresa lançou um molho – o mesmo do Big Mac – e eu achei que o público desse blog gostaria do tema. Mas eu tive que ir numa loja comprar o produto, porque a empresa sequer oferece uma possibilidade de degustação.

O mesmo acontece com os lanches novos. Na hora de enviar o release ele sempre chega, na hora de conhecer realmente o produto, você que tire R$ 50,00 do seu bolso para ainda sim falar de graça da empresa multimilionária.

Se o leitor entendeu que eu disse que o McDonalds, maior varejista de fastfood global e um dos principais players desse setor acha razoável que eu pague para falar de produtos deles de forma gratuitamente o leitor entendeu certo. É exatamente isso mesmo que eu estou falando.

Assine nossa newsletter

Mas nem sempre foi assim

Pois é algum desses meus estimados leitores poderia achar que eu estou esperando demais da empresa e que eu tinha que me contentar estar com o mailing para receber o material da marca, mas nem sempre foi assim.

Por muito tempo a empresa promovia oportunidade de degustação e relacionamento com a marca, além de eventos de experiência. E não se trata de oba oba ou de querer receber presentes ou comida de graça, mas de poder ter condições de poder falar da marca de forma autêntica sem ser intermediado por um release.

E agora a empresa querendo colocar o pé no mundo dos games e geeks me preocupa ainda mais. Com essa postura é impossível pensar que a empresa esteja disposta a dialogar com a comunidade. Mas para isso, de acordo com a própria empresa, ela contratou para falar bem das ações o AuthenticGames, e o perfil S0ldierBr. Mas a cereja de bolo mesmo, é a fala do João Branco, CMO do McDonald’s Brasil:

““Estamos reforçando uma relação que já existe (…)”

Relacionamento é uma mão de via dupla João Branco, coisa que não estamos vendo aqui não. No final das contas unir a empresa ao Minecraft faz muito sentido, uma empresa quadrada, que provavelmente tem um fosso de lava e alguns creepers rondando. E tudo bem, já que a empresa pode sempre ser quem ela quer. Feio mesmo é querer pagar de descolada, gamer e geek. Acredite o leitor: não é.

McDonalds: quadrada e com creepers por perto, no Minecraft.
Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.