Microsoft Cloud for Sustainability oferece novas ferramentas digitais para automação da contagem de carbono

O trabalho de redução das emissões de carbono tornou-se uma prioridade global que requer ações focadas e urgentes por todos nós, tanto de forma individual como coletivamente. A Microsoft está comprometida em contribuir para esse esforço e está anunciando hoje a disponibilidade da visualização pública da Microsoft Cloud for Sustainability.

“Nossos clientes nos dizem diariamente que o gerenciamento de dados é um dos maiores pontos de dor em sua jornada de sustentabilidade. Experimentamos isso em toda a Microsoft, enquanto trabalhamos para alcançar nossos próprios compromissos de nos tornarmos negativos em emissões de carbono, positivos em água e zero em desperdício até 2030. Logo percebemos que precisávamos reunir nossas equipes globais de Ciência de Dados e Meio Ambiente com nossas equipes de Engenharia e Produtos para construirmos juntos novas e melhores tecnologias digitais, não apenas para nós mesmos, mas para nossos clientes. Essa foi a origem da Microsoft Cloud for Sustainability”, comentou Brad Smith, Presidente da Microsoft.

A Microsoft Cloud for Sustainability utiliza todo o poder da Nuvem Microsoft. É uma solução de Software como um Serviço (SaaS) empacotada que se conecta a fontes de dados, acelera a integração de dados e a criação de relatórios, fornece uma contabilidade precisa das emissões de carbono, mede o desempenho na busca das metas e permite insights inteligentes para que as organizações possam tomar ações mais eficazes em torno da sustentabilidade. Embora seja hoje a principal solução de gestão de emissões, no futuro ela suportará também a gestão de água e resíduos.

A Microsoft Cloud for Sustainability ajuda as organizações a avançar nos três processos críticos que precisam ser integrados para o alcance de seus objetivos de sustentabilidade.

O primeiro é o registro das emissões de carbono. A Microsoft Cloud for Sustainability automatiza a coleta de dados por meio de conectores que podem eliminar uploads manuais através de conexões quase em tempo real às fontes de emissões. Você pode configurar suas conexões de dados a partir de um catálogo de conectores existentes e provedores de dados operacionais, como soluções de negócios, provedores de energia, ferramentas de viagem, parceiros comerciais, IoT e telemetria de sistemas. Ele utiliza um modelo de dados comum para quebrar silos de dados entre fontes de emissões, acelerando a integração de dados e a criação de relatórios.

O segundo é a criação de relatórios de carbono. A Microsoft Cloud for Sustainability oferece a capacidade de analisar, visualizar e relatar seu consumo de recursos, o impacto ambiental e o progresso da sustentabilidade, tanto para executivos como para reguladores e o público em geral. Ele fornece visualizações de dados e dashboards para a criação de uma linha de base, o rastreamento do seu consumo e a medição do desempenho em relação às suas metas. E todos os dados podem ser facilmente exportados para relatórios públicos.

A terceira é a redução das emissões de carbono. A Microsoft Cloud for Sustainability foi projetado para fornecer insights e recomendações práticas que ajudem a reduzir as emissões e melhorar os processos de negócios. Você pode definir e rastrear metas incrementais e de longo prazo diretamente conectadas aos seus dados. Scorecards e insights ajudam você a se manter no caminho certo e garantir que a organização esteja no caminho que atinja as metas. O modelo de dados comum permite comparar seu progresso com pares que também estão usando a Microsoft Cloud for Sustainability. E ela ajuda a identificar possíveis lacunas no cumprimento dos requisitos regulatórios.

De acordo com Brad Smith, o trabalho para medir o carbono não é um objetivo final separado ou completo. É, de fato, uma base crítica para estratégias eficazes de redução de carbono e um passo em direção a um futuro sustentável. Ele é parte do que a Microsoft oferece de forma mais ampla, através de nossa nuvem, criando a capacidade de os clientes desenvolverem melhores ativos de dados e usarem melhores ferramentas digitais para conectar toda a organização – desde as linhas de frente até a sala de reuniões – para prever tendências e fazer mudanças proativamente na busca das metas de sustentabilidade, juntamente com outros objetivos de negócios.

Com a chegada da 26ª Conferência das Partes em Glasgow – ou COP26 – para compartilhar ambições de emissão líquida igual a zero, ficou claro que o mundo precisa ainda mais do que apenas promessas. Uma questão central em Glasgow se concentrará no que será necessário para alcançar resultados reais e sustentáveis. Na Microsoft acreditamos que a resposta vem em três partes.

  • Primeiro, não podemos controlar o carbono a menos que possamos medi-lo. Todos devemos falar a mesma língua e medir as emissões de carbono e a remoção de forma consistente e precisa. Em suma, devemos adotar uma abordagem padronizada para a contabilidade de carbono.
  • Em segundo lugar, todas as empresas precisarão adotar novos padrões de contabilidade de carbono e usá-los para registrar e relatar suas emissões de carbono.
  • Terceiro, não podemos medir nada em escala a menos que possamos automatizar o processo. Precisamos de uma nova tecnologia digital para criar as ferramentas e construir um novo ecossistema para conectar fontes de emissões e permitir uma nova geração de relatórios de carbono, mais precisa e barata.

A Microsoft está focada em cada uma dessas etapas. Como parceira principal da COP26, usaremos nossa voz para incentivar novos padrões de contabilidade de carbono, e implementaremos estes padrões para atingirmos nossos próprios compromissos. E estamos avançando com inovações tecnológicas e investimentos, incluindo a Microsoft Cloud for Sustainability.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.