Jornalismo de tecnologia, independente e com credibilidade

Novo mapa de conectividade da TelCables Brasil vai melhorar o desempenho online dos games

O novo mapa de conectividade regional implementado pela TelCables Brasil, provedora de serviços de rede e soluções digitais, responsável pela operação local da Angola Cables, vai trazer mais estabilidade, segurança e velocidade para os gamers brasileiros que jogam online. Em junho, a TelCables Brasil iniciou suas atividades em Brasília, com a inauguração de um Ponto de Presença (PoP), que cria novas rotas para o tráfego de dados e de informações.

ASSINE AGORA! Não saia sem garantir 30 dias GRÁTIS
A Bits & Geeks leva até você matérias completas e material exclusivo do mundo da tecnologia.

Close this popup

Com isso, o PoP de Brasília desempenhará um papel importante na conectividade do Brasil, ligando as capitais do Centro-Oeste e do Norte do País à região Nordeste e resto do mundo, via Fortaleza, onde está localizado seu Data Center Tier III, o AngoNAP; e ao Sudeste, conectando-as a São Paulo e Rio de Janeiro. 

Com isso, os gamers que utilizam a rede da TelCables Brasil estão se conectando aos principais servidores de games localizados em São Paulo com taxas de latência abaixo de 30 milissegundos (ms), que é considerado o ideal para jogar sem travamentos.

De acordo com o Video Game Tracker, monitoramento feito pela própria TelCables Brasil em sua rede, os jogadores do Estado de São Paulo conseguem jogar Fortnite (Epic Games) com latência de 1 ms; Call of Duty (Activision) com 1,3 ms; Free Fire (Garena) com 1,5 ms ou 2 ms, dependendo do servidor utilizado; Counter-Strike e DOTA (ambos da Valve) com 1,7 ms e 1,8 ms, respectivamente; Valorant e League of Legends (ambos da Riot Games) e Overwatch (Blizzard) com 2 ms; PUBG (Krafton) com 2,5; e Minecraft (Mojang) com 3,4 ms.

Com a implementação do PoP de Brasília, os jogadores do Centro-Oeste também poderão jogar partidas muito mais rápidas e estáveis. Ainda segundo o Video Game Tracker, os jogadores de Brasília podem acessar os servidores de São Paulo com uma latência de 21,5 ms; já os de Goiânia acessam com uma latência de 24,3 ms.

Para se ter uma ideia dessa velocidade, dados disponíveis no Mapa de Qualidade da Internet, publicado pelo Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) em 21 de julho, apontam que a latência média do Centro-Oeste é 35,02 ms.

“Com a criação desse novo mapa de conectividade, conseguimos oferecer alternativas aos nossos clientes gamers, fugindo das rotas congestionadas, pois podemos direcionar o tráfego de dados via Centro-Oeste e Norte”, explica Frederico Oliveira, Líder Global de Engenharia da Angola Cables. “Nossa engenharia é capaz de direcionar as informações de um jogo pela rota Brasília-Manaus-Fortaleza, onde está nosso Data Center, e de lá para São Paulo ou o resto do mundo, evitando travamentos e lags” completa.

O mapa 

O novo mapa de conectividade regional que está sendo implementado pela TelCables Brasil faz parte dos planos de expansão da empresa, que, por meio de parcerias, está levando infraestrutura de telecomunicações e soluções digitais para as regiões Centro-Oeste e Norte do País. Essa capacidade toda é ofertada regionalmente aos ISP’s locais (provedores de Internet).

Além de Brasília, ainda serão inaugurados mais cinco Pontos de Presença em Goiânia, Cuiabá, Belém, Manaus e Campo Grande, que representam um aumento de capacidade global de rede, do ponto de vista de backbone, de, aproximadamente, 300 Gb. 

“Nossa estratégia de expansão baseia-se em agregar mais Nós de Conteúdo e Pontos de Presença à nossa infraestrutura, melhorando a capilaridade e a cobertura de rede”, explica Oliveira. “Por isso, estamos constantemente buscando formas de criar e otimizar novas rotas e a garantir a eficácia para redes de conteúdos, domínios de gaming e serviços de clouds”, completa.

Foco nos gamers

Essa ampla infraestrutura liga o Brasil a mais de 20 países nos cinco continentes por meio de 30 Pontos de Presença, 66 Datas Centers e seis mil acordos de peering, com ligações diretas e indiretas às redes de distribuição de conteúdo e publishers de games.

Como coparativo, os servidores de World of Warcraft e Diablo IV (Blizzard), Apex Legends (Respawn Entertainment) e Rainbow Six Siege (Ubisoft) estão localizados, principalmente, nos Estados Unidos, na Europa (com destaque à França e Alemanha) e na Ásia (Hong Kong e Tóquio).

Além disso, os provedores que utilizam a Internet fornecida pela infraestrutura da TelCables Brasil podem contar com o IP Gamer, um serviço voltado para o crescente e cada vez mais consolidado mercado gaming. Esse produto permite ligações estratégicas prioritárias e diretas (peering/PNIs) para os principais servidores de games na Europa, América do Norte e Ásia, além de redução de latência, jitter e perda de pacotes. Com este serviço, os ISP´s podem entregar aos usuários brasileiros, melhorias na experiência de jogo em até 20%.

Também está disponível a segurança contra-ataques DDoS, que consistem em bombardear redes e servidores com solicitações até que fiquem lentos ou caiam. Recentemente, servidores de Diablo IV e Overwatch 2 sofreram esse tipo de ciberataque.

Sobre a TelCables Brasil    

A TelCables Brasil é uma provedora de serviços de rede e soluções digitais, sendo a operação local da Angola Cables, multinacional de TIC internacionalmente estabelecida e classificada* como a operadora número 31 do Mundo  

  

A TelCables Brasil possui uma oferta de serviços Cloud e de integração, redes IP e data centers integrados, que fornecem conectividade de acesso direto, abrangente e de baixa latência para os maiores IXPs, operadoras Tier 1 e provedores de conteúdo global.     

     

A TelCables está a ampliando a sua rede nacional de pontos de presença interconectados, levando a fibra para Brasília, Goiânia, Cuiabá, Campo Grande, Belém, Manaus. Essa nova rede se ligará ao Rio de Janeiro, São Paulo, Santos, e à Fortaleza. De Fortaleza, aos grandes cantos do globo, usando os cabos submarinos Monet (ligação US), SACS e WACS (ligação Sul-Sul Brasil Singapura) da infraestrutura global da Angola Cables, como o Data Center AngoNAP Fortaleza, o maior Tier III (localizado no Ceará), e o PIX que hoje já é o terceiro colocado em tráfego de dados no IX-CE (o segundo com mais tráfego do Brasil), ligando desde o Brasil a mais de 66 Data Centers Mundiais, mais de 30 PoPs Mundiais e dando acesso a mais de 6000 acordos de Peering no Mundo.  

*The Center for Applied Internet Data Analysis (CAIDA) 2022.     

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar