Tecnologia | Games | Filmes & Séries | Geek

O bem-estar mental no treinamento diário dos atletas também importa

Muitas vezes, os esportistas são submetidos a diversos tipos de pressão, sobretudo atletas mais conhecidos e que, evidentemente, conseguem atrair mais atenção e expectativa dos fãs. Dessa maneira, é quase impossível não pensar na parte mental de um atleta.

Anúncios

Por vezes, o aspecto da saúde mental é sobrepujado por outros “mais importantes”, tanto quanto a parte física e técnica. Afinal, quando visamos não só o nosso desempenho no esporte, mas longevidade, há respaldo científico que só ter uma das qualidades aprimoradas, é visto como negativo de diversas formas.

Ainda, devemos lembrar que é o psicológico que controla o físico. É assim em nossas vidas e não é diferente com os atletas, independentemente da posição que eles ocupem. Dessa maneira, é importante analisar o treinamento de atletas para além: Visando sua saúde mental dentro e fora do jogo.

Quais as maneiras corretas de tratar psicologicamente um atleta?

Treinamento psicológico é a prática de desenvolver habilidades mentais como autoconfiança, motivação, controle emocional, comunicação e concentração para ajudar atletas a alcançarem bem-estar e alto desempenho. Estudos na psicologia do esporte nos últimos 20 anos têm demonstrado que atletas mais confiantes, motivados, comunicativos e concentrados lidam melhor com o estresse, mantêm melhores relações com companheiros de equipe e técnicos, e por isso, têm um melhor bem-estar e desempenho tanto em competições como em treinos.

Anúncios

Dentro do treinamento psicológico, várias técnicas são comumente empregadas para aprimorar a força mental dos atletas. Algumas dessas técnicas incluem o controle de ansiedade, o estabelecimento de metas, a visualização mental e a auto fala. Quando praticadas de maneira adequada e com regularidade, essas técnicas podem tornar-se a essência do que caracteriza um atleta com força mental.

Gestão de pressão

Gerir a pressão psicológica inerente à profissão é também algo de suma importância na vida dos esportistas. O assédio sofrido por quem desempenha esse tipo de atividade costuma ser muito acentuado. Para se ter uma ideia, os fãs podem ter acesso a tudo que os atletas fazem dentro ou fora de campo.

Essa pressão aumenta ainda mais quando se trata de grandes competições, que costumam ter uma cobertura completa da imprensa especializada e também de serviços que analisam diretamente os resultados das partidas, como o site NetBet apostas esportivas. Esse tipo de serviço traz várias análises estatísticas relacionadas a performance dos jogadores, o que tende a aumentar bastante a pressão e, com isso, afetar o desempenho.

Anúncios

Diferentes técnicas, tais como a respiração controlada, exercícios de relaxamento e visualização de situações de pressão, são adotadas por atletas para gerir o stress e garantir um desempenho consistente, especialmente em contextos de elevada pressão.

Esportistas que destacam a importância da saúde mental

Atletas de alta performance ao redor do mundo, como Simone Biles, Richarlison e Michael Phelps já se pronunciaram publicamente sobre a importância de priorizar a parte psicológica no treinamento diário. Durante os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021, a renomada ginasta norte-americana Simone Biles interrompeu temporariamente sua carreira para cuidar de sua saúde mental. A atleta decidiu retornar à competição dois anos depois, em 2023.

Anúncios

Fazer um esforço maior para se importar com a questão mental não é uma vergonha, mas sim uma demonstração rara de coragem. Em um mundo onde os atletas são vistos como super-heróis, é importante lembrar as pessoas que o aspecto mental precisa ser preservado da melhor forma.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar