Opinião: o conflito entre os creators regionais e as marcas está prestes a explodir

Assine nossa newsletter

Não é fácil participar da organização do evento e ainda prestar atenção em todo conteúdo oferecido e confesso que eu bem que queria fazer isso. Mas era um corre aqui, Armindo vem ver isso aqui e ainda receber os palestrantes que chegavam ufa.
Mas teve momentos que eu parei para ouvir o palco, ouvir a plateia e principalmente ouvir as pessoas que me procuravam com vários feedbacks. Tentado fazer uma grande conclusão na minha cabeça do que foi o evento Creators do Vale e suas repercussões coloquei o seguinte no meu Instagram horas depois do término do evento:

Assine nossa newsletter

View this post on Instagram

Tava aqui pensando no que escrever depois do evento de hoje. E como eu tinha imaginado foi um dia pra celebrar. Revi amigos e memórias, conheci gente nova, me emocionei mais que devia ate :V. Mas temos problemas e feridas. As marcas regionais desconectadas com os creators e os creators cada vez mais sem paciência com marcas que querem só explorar seu talento sem a adequada remuneração. Não sei como resolve ou se tem soluçao, mas sei que colocar pra fora faz bem. Há problemas dos dois lados, há muito o que ser feito! Acho que saímos melhores, mais fortes e preparados. Depois de algumas noites sem dormir e almoçando as 17h tenho no coração o sentimento de dever cumprido e a gratidão a todos que estiveram conosco la: marcas, palestrantes e inscritos! E que bom celebrar com vocês que então criando um novo universo da comunicação. Vocês são o futuro e é pra la que eu vou. Muito obrigado =) #creatorsdovale #blogdoarmindo

A post shared by Armindo – tecnologia * geek (@armindoferreira) on


Vou aqui destacar algo importante no que eu falei ainda no calor da emoção e do cansaço que bateu no final do dia:

Mas temos problemas e feridas. As marcas regionais desconectadas com os creators e os creators cada vez mais sem paciência com marcas que querem só explorar seu talento sem a adequada remuneração.

Além disso teve uma frase da Juliana Matheus que ainda martela na minha cabeça: “desde 2011 vejo essas discussões aqui no Vale”. É sim Juliana você tá coberta de razão desde 2011 é isso e a impressão que tenho é que de fato evoluímos pouco, ou muito pouco.

via GIPHY

A novidade agora são os creators revidando

A novidade talvez seja que os creators finalmente estão de saco cheio e cada vez mais deixam claro sua raiva com algumas marcas que simplesmente ignoram seu trabalho e seu talento e ainda só dão bola para determinados veículos de mídia mais tradicionais e ignoram os novos produtores de conteúdo local.
Houve relatos de criadores de conteúdo que já estão boicotando marcas e vou confessar que eu também tenho feito isso. Mas para minha surpresa não é um ato isolado, uma vez que outros estão tomando a mesma atitude.

Ser convidado para festas, tirar fotos para a marca e exibir sua imagem sem remuneração parece ser algo que irrita cada vez mais o creator profissional.

Já há ódio em algumas relações

O Oswaldinho em algum momento da sua fala pediu para que os creators não tivessem raiva e ódio de quem faz errado porque estariam agindo da mesma forma que as marcas que os ignoram, mas a sensação de uma maneira geral era que não há uma luz no fim do túnel nessa relação.

Até a organização de um “sindicato” ou associação de creators regionais foi sugerida, mas como unir pessoas diferentes e com bandeiras diferentes? Há sim no vale iniciativas com associações, mas que me perdoem parecer generalista, há até uma certa tensão entre quem é do grupo A x grupo B, ou seja, o que era pra unir acaba segregando.

São feridas importantes que precisam ser tocadas uma vez que o problema não está só na marcas mas nos produtores de conteúdo que não se profissionalizam e acabam de uma forma ou outra impactando quem faz seu trabalho de forma profissional.

Coloque tudo isso num liquidificar e você verá que a arena está formada para um embate em que ninguém ganha, mas na minha humilde opinião, as marcas estão perdendo bem mais do que elas imaginam. Estão perdendo a oportunidade de conviver com jovens talentos que tem voz e representatividade para privilegiar o tradicionalismo, a mesmice e o status quo.

Realidade do Blog do Armindo

Como creator local vivo essa realidade quase todo o dia de marcas que querem só tirar proveito sem entender a importância no investimento em bom conteúdo ou que querem fazer parcerias onde somente a marca ganha e este blogueiro que vos fala não ganha absolutamente nada. Porém graças à minha bagagem profissional e currículo tenho já a atenção maior de algumas marcas, mas além de ser pouco não pode ser só com meia dúzia de creators. Tem que ser para vários.


Dava pra contar no dedo agências e empresas que estiveram no evento. Ninguém precisa se atualizar? Tá todo mundo manjando tudo?
Coleciono ainda dezenas de portadas na cara, de recusas e de propostas tão indecentes que deixaram qualquer um ruborizado. Ah Armindo ficar aí reclamando do mercado não adianta nada. Não mesmo e tá aí a iniciativa do Creators do Vale que mostra que eu não fico só reclamando, mas tenho iniciativas para mudar o mercado mas só isso não basta:

  • É preciso dizer não para as assessorias de imprensa que ignoram creators
  • É preciso dizer não para as marcas que ignoram creators em suas verbas publicitárias
  • É preciso dizer não para marcas e empresas que humilham creators regionais
  • É preciso dizer não para marcas que querem apenas usar a imagem do creator local
  • É preciso dizer não para marcas que não se atualizaram e ainda dizer que blogs e vídeos no youtube não servem para nada
  • É preciso dizer não para agências de propaganda que ignoram creators regionais
  • É preciso dizer não para profissionais de marketing que não se atualizaram.

Como eu disse no palco esse clima não é bom pros dois lados. É tipo de clima que ninguém ganha, mas por outro lado como negar esse cenário? Como negar que desde 2011 nada mudou?
E se no Creators do Vale foi declarada a guerra eu já escolhi que lado estou. Estou, é claro, do lado dos creators.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.