Orkut Buyukkokten dá dicas para o match perfeito nas redes sociais

Assine nossa newsletter

Fotos, posts, textão, coração como reação a um story, curtidas em fotos antigas, desliza para a direita quando não agradar e dois cliques na foto quando se interessar. A vida nas redes sociais é movimentada principalmente para quem está em busca de encontrar um novo amor, amizade ou um encontro casual. 

Com a pandemia, nossas interações sociais migraram quase que completamente para o ambiente virtual. Dados da Hootsuite comprovam que o Brasil é o segundo país que passa mais tempo conectado na internet, com uma média de 09 horas por dia.

Como todos sabem, eu aprecio os apps de relacionamentos para fazer novas amizades e até mesmo para me aventurar em um romance, mas como usuários dessas ferramentas virtuais de encontro precisamos dosar o uso para que elas não sejam fonte de frustração e, por fim, tornem-se nocivas para a saúde mental. 

Assine nossa newsletter

Uma pesquisa Israelense sobre o uso de aplicativos de namoro realizada com 500 estudantes aponta que o consumo constante dos apps de namoro indica FOMO, em inglês, Fear of Missing Out, ou seja, o medo de perder algo. O estudo também indica que essa ansiedade pelo uso dos apps causam insatisfação com a vida, mau humor, ansiedade social, baixa auto estima e problemas para dormir

Como um entusiasta do uso saudável das redes sociais e apaixonado por conhecer pessoas novas, eu, Orkut Buyukkokten, fundador da extinta rede social orkut.com e da atual rede social hello separei algumas dicas de como dar um match perfeito: 

  • Saia dos cardápios: nós somos muito mais interessantes e complexos que 4 ou 5 fotos bem tiradas e produzidas e uma biografia de 250 caracteres. Quando nosso filtro para o início de um novo relacionamento é o que o outro parece ser, essa relação está fadada ao fracasso. Lembre-se: Expectativa é a porta de entrada para a frustração! 
  • Encontre pessoas reais: certifique-se de que há um bom motivo para interagir com quem está do outro lado da tela. Busque algo além de ser apenas mais um número no total de amigos em suas redes sociais. Comece identificando interesses comuns!
  • Seja autêntico: Compartilhe suas paixões nos ambientes virtuais que frequenta e entre em comunidades com as quais você se identifica. As pessoas tendem a ficar receosas na hora de compartilhar sobre suas atividades na Internet, mas a melhor maneira de construir uma rede social baseada em paixões e interesses é dando o máximo de dicas sobre si.
  • Seja interessante: compartilhar lindas fotos é ótimo, mas as pessoas querem ver quem você realmente é – as ideias que tem, suas criações, coisas que realizou, as experiências que ama e as pessoas que o cercam. Com boas fotos ou não, esta é a melhor maneira de aparecer, sendo verdadeiro e genuíno.
  • Fale sobre o que conhece e procure conhecer sobre o que falam: compartilhe seu entusiasmo, seus pensamentos e suas conexões com a comunidade e, com o tempo, a comunidade vai valorizar sua amizade e seu interesse. Aproveite também os novos contatos para experimentar conhecer novas ideias, hobbies e hábitos que podem lhe servir.
  • Seja respeitoso, gentil  e considere os outros: leia o que escreveu e reflita se algo em seu comentário pode deixar os amigos incomodados ou chateados, se sentindo diretamente atingidos. Se for este o caso, reescreva ou apague. Seja positivo, evite comentários negativos ou ataques diretos a uma pessoa ou grupo.
  • O momento certo para o encontro: Depois do match vem o encontro que é responsável por dezenas de histórias frustrantes. O termômetro para saber o melhor momento para avançar uma casa é entender como tem fluído o papo. Vocês têm pontos em comum? Respeitam as discordâncias? Existe uma troca de qualidade? Há reciprocidade? Se sua resposta foi sim para todas as perguntas… chegou a hora!  

Mais importante que a quantidade de contatinhos é a qualidade das trocas que acontecem nas redes sociais. 

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.