Plataforma Sesc Digital celebra um ano da série Cinema #EmCasaComSesc

Lançada em 4 de junho de 2020, a série Cinema #EmCasaComSesc completa um ano no ar, com mais de 500 filmes exibidos, 21 mostras e festivais realizados e correalizados, como o Festival Sesc Melhores Filmes, Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival Internacional de Curtas-Metragens e Festival Mix Brasil, e um público que já alcança 2 milhões de visitas. Com curadoria do CineSesc, os títulos nacionais e internacionais são exibidos na plataforma Sesc Digital, sem necessidade de cadastro ou login. A iniciativa de oferecer gratuitamente filmes de qualidade em streaming reforça a ação institucional do Sesc São Paulo de democratizar e garantir o acesso a conteúdos culturais aos diversos públicos.

Entre as estreias desta semana do Cinema #EmCasaComSesc, a partir desta quinta-feira, dia 3, entra para o catálogo o documentário Cartola – Música Para Os Olhos, de Lírio Ferreira e Hilton Lacerda. Lançado em 2006, a produção apresenta a trajetória de um dos mais emblemáticos sambistas brasileiros e como sua história faz parte da construção da memória do país. Premiado pela Academia Polonesa de Melhor Filme e Melhor Atriz em 2017, o longa-metragem Agnus Dei, de Anne Fontaine, também está entre os lançamentos da plataforma. O filme traz a relação de uma jovem médica da Cruz Vermelha e freiras polonesas, e também recebeu indicações para diversas categorias do Prêmio César de 2017. Ainda na programação, o francês Maya, de Mia Hansen-Løve, conta a história de um correspondente e guerra que retorna à Paris depois de ficar quatro meses refém de terroristas na Síria, e parte para a Índia em busca de respostas sobre sua família e sentido para sua vida.

Para comemorar a boa repercussão de público e crítica ao longo desse primeiro ano de existência, entre os dias 4 e 6 de junho, a série Cinema #EmCasaComSesc apresenta ainda uma programação especial de aniversário composta por quatro filmes inéditos nas salas de cinema e serviços de streaming, disponíveis por apenas 24 horas, entre outros títulos.

Na sexta-feira, dia 4, às 20h, é exibido King Kong en Asunción, do brasileiro Camilo Cavalcanti, que traz a história de um velho matador de aluguel que passou a vida fugindo e se escondendo, e agora tenta retomar sua vida fora do crime. Vencedor dos prêmios de Melhor Filme Brasileiro, segundo público, e dos Kikitos de Ouro de Melhor Filme, Melhor Ator e Melhor Trilha Sonora, no Festival de Gramado, Melhor Filme no FestCine Aruanda, e Melhor Filme, Melhor Direção e Melhor Ator (In Memorian), no Festival de Cinema Brasileiro de Los Angeles. Também neste dia, o documentário 24 Frames, de Abbas Kiarostami, é exibido pela primeira vez fora de festivais. Vencedor do Prêmio de Reconhecimento Artístico pela  visão notável e carreira do diretor, no Asia Pacific Screen Awards, o filme é a última obra assinada por Kiarostami, um projeto experimental realizado nos três anos finais de sua vida, que reúne 24 curtas-metragens de quatro minutos, inspirados em imagens estáticas, incluindo pinturas e fotografias.

No sábado, dia 5, às 20h, é a vez do mexicano Los Lobos, de Samuel Kishi – vencedor dos prêmios de Melhor Filme Mexicano, Melhor Filme, Melhor Atriz e Prêmio Especial do Juri, no Festival Internacional de Cinema de Guadalajara, do prêmio de Melhor Filme, no Festival de Cinema de Havana, do Grande Prêmio de Melhor Filme na mostra Generation Plus, e Melhor Filme de Paz, no Festival de Berlim de 2020, entre outros. O longa retrata a vida de imigrantes nos EUA através da rotina de duas crianças que, enquanto aguardam a mãe retornar do trabalho, criam um universo imaginário, a fim de realizarem seu sonho de conhecerem a Disney. Outro filme com exibição 24 horas neste sábado é o peruano Contactado, de Marité Ugas, indicado aos prêmios de Melhor Filme Estrangeiro no Festival de Cinema de Tribeca, nos Estados Unidos, e Festival Internacional de Cinema de Santiago, no Chile. A ficção traz a história de um velho profeta que busca sua verdadeira identidade.

Já no domingo, dia 6, às 20h, a série Cinema #EmCasaComSesc estreia o clássico A Batalha de Argel, de Gillo Pontecorvo, que fez carreira de sucesso nos cinemas e sempre foi muito aplaudido em todas as exibições realizadas na sala do CineSesc. O filme, disponível por 30 dias, foi vencedor do Leão de Ouro de Melhor Filme, no Festival de Veneza, e indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, Melhor Roteiro e Melhor Direção. A programação especial de aniversário se encerra com o premiado documentário chileno O Pacto de Adriana, de Lissette Orozco, que retorna ao catálogo do streaming, a pedido do público,   por mais 60 dias. O longa foi vencedor do Prêmio da Paz, no Festival de Cinema de Berlim, e eleito Melhor Filme da Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em 2017.

Programação Cinema #EmCasaComSesc
ESTREIA 03 DE JUNHO

CARTOLA – MÚSICA PARA OS OLHOS
Dir.: Lírio Ferreira, Hilton Lacerda | Brasil | 2006 | 88 min | Documentário | 10 anos

A trajetória de Carlota, um dos mais importantes músicos do samba brasileiro. O filme reflete sobre a construção da memória do país.

Imagens  

AGNUS DEI
Dir.: Anne Fontaine | França, Polônia | 2016 | 115 min | Ficção | 14 anos

Polônia, dezembro de 1945. Mathilde Beaulieu, uma jovem médica da Cruz Vermelha encarregada de tratar sobreviventes franceses antes de serem repatriados, é chamada para socorrer uma freira polonesa. Relutante no início, concorda em ir ao convento, onde trinta freiras Beneditinas vivem afastadas do mundo exterior. Mathilde descobre que várias freiras, que engravidaram em circunstâncias dramáticas, estão a ponto de dar à luz. Aos poucos, surge entre a atéia e racionalista Mathilde e as freiras, ligadas às regras de sua vocação religiosa, relações complexas que aguçadas pelo perigo as tornarão cúmplices para um novo encontro com suas próprias vidas.

Imagens

MAYA
Dir.: Mia Hansen-Løve | França | 2018 | 105 min | Ficção | 12 anos

Gabriel é repórter, correspondente de guerra, e acaba de retornar a Paris depois de ficar quatro meses refém de terroristas na Síria. A cidade, seu pai, a ex-mulher, nada mais parece prendê-lo ali. Parte para Goa, o lugar que remete a sua infância, em busca de um pertencimento, algum novo sentido. Entre viagens pela Índia, Gabriel reencontra a mãe, que vive no país há algum tempo e de quem ele se mantém distante, e na casa de seu padrinho encontra com a jovem Maya.

Imagens  

ESPECIAL 1 ANO CINEMA #EMCASACOMSESC

4/6, SEXTA – 20H
DISPONÍVEL POR 24H

KING KONG EN ASUNCIÓN
Dir.: Camilo Cavalcante | Brasil, Bolívia, Paraguai | 2020 | 90 min | Ficção | 16 anos

Um velho matador de aluguel está escondido no interior da Bolívia, na região desértica do Salar de Uyuni. Acabou de cometer o seu último assassinato. Após três meses isolado, ele viaja para o interior do Paraguai onde recebe uma boa recompensa e logo segue para Assunção, com o objetivo de realizar a sua despedida antes de parar de matar e se aposentar definitivamente. Mas, no fundo, o verdadeiro motivo da sua ida para a capital paraguaia é conhecer a sua única filha, a qual nunca viu. Nesta jornada em busca do paradeiro dela, que já é uma mulher de 38 anos, ele reflete sobre a sua vida e o que restou dela após passar tantos anos se escondendo e matando gente num fluxo contínuo. Esta viagem por dentro de si mesmo, acaba despertando instintos primários no velho matador, que explode em fúria e desespero pelas ruas da cidade buscando afeto, como o King Kong aturdido em New York.

Imagens  

24 FRAMES
Dir.: Abbas Kiarostami | Irã, França | 2016 | 120 min | Documentário | Livre

“Um dia, quando eu não tinha nada para fazer, comprei uma Yashica barata e saí pela natureza. Eu queria estar em contato com ela. Ao mesmo tempo, desejava compartilhar com os outros momentos agradáveis que testemunhei. É por isso que comecei a tirar fotografias. Para, de alguma maneira, eternizar esses momentos de paixão e dor…”. Último filme realizado pelo premiado poeta, cineasta, roteirista, produtor e fotógrafo iraniano Abbas Kiarostami, falecido em 2016. O documentário é um projeto experimental realizado nos últimos três anos de sua vida, uma coleção de 24 curtas-metragens de quatro minutos, inspirados em imagens estáticas, incluindo pinturas e fotografias.

Imagens

5/6, SÁBADO – 20H
DISPONÍVEL POR 24H

LOS LOBOS
Dir.: Samuel Kishi | México | 2019 | 95 min | Ficção| 12 anos

Duas crianças migram para os Estados Unidos com sua mãe, em busca de uma vida melhor. Os garotos passam seus dias sozinhos em um pequeno apartamento, enquanto a mãe trabalha, e criam um universo imaginário à sua espera, na expectativa de um dia realizar seu sonho de visitar a Disney.

Imagens 

CONTACTADO
Dir.: Marité Ugas | Peru, EUA | 2020 | 93 min | Ficção | 14 anos

Um velho profeta autoproclamado chamado Aldo (Baldomero Cáceres), se encontrava perdido até Gabriel (Miguel Dávalos), um jovem seguidor que o vê como ídolo, começar a segui-lo e encorajar sua volta à pregação. Numa jornada de autodescoberta sobre sua verdadeira identidade, Aldo tenta refletir sobre sua imagem como uma fraude e sua missão espiritual, enquanto Gabriel se torna seu jovem aprendiz e o ensina sobre a nova era.

Imagens   

6/6, DOMINGO – 20H

A BATALHA DE ARGEL
Dir.: Gillo Pontecorvo | Argélia, Itália | 1966 | 121 min | Ficção | 14 anos

Entre os anos de 1954 e 1957, o povo da Argélia decidiu que não seria mais explorado: assim teve início o conflito que levou o país à sua independência. No entanto, a França, através de seu numeroso exército, não estava disposta a deixar que a Argélia se tornasse independente. Começa aí uma verdadeira batalha em Argel, capital do país, travada principalmente entre os métodos convencionais da tropa francesa e as técnicas não-convencionais da FLN, a Frente de Libertação Nacional. [Disponível por 30 dias]

Imagens 

O PACTO DE ADRIANA
Dir.: Lissette Orozco | Chile | 2017 | 96 min | Documentário | 12 anos

A diretora Lissette Orozco resgata um trauma da família e de todo o país. Em sua infância, sua tia Adriana sempre teve uma presença animada na família. No entanto, vem à tona a participação dela na polícia secreta do ditador chileno Augusto Pinochet e sua possível participação em torturas, o que faz Lissette mergulhar no passado e confrontar a tia. [Disponível por 60 dias]

Imagens 

Série Cinema #EmCasaComSesc

Desde o início de junho, o CineSesc realiza a série Cinema #EmCasaComSesc, na plataforma Sesc Digital (sescsp.org.br/cinemaemcasa). A iniciativa de oferecer gratuitamente filmes em streaming reforça os aspectos que ancoram a ação institucional do Sesc São Paulo, garantindo o acesso a conteúdos da cultura a variados públicos. Com maior presença no ambiente online, o Sesc amplia sua ação de difusão cultural, de maneira acessível e permanente. O público ganha assim mais um espaço para contemplar, descobrir e redescobrir o cinema, a partir de grandes obras selecionadas, disponibilizadas online e gratuitamente.

Os filmes ficam disponíveis por um período determinado, com alterações e novas estreias semanais a cada quinta-feira. Há ainda possibilidade de prorrogação da exibição, conforme a demanda do público, além de sessões especiais por períodos menores (como 24h, por exemplo). A curadoria do Cinema #EmCasaComSesc conta com a experiência do CineSesc, que segue fechado desde o mês de março, por conta da crise causada pelo novo coronavírus.

+ SESC DIGITAL

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado. Por essa razão, o Sesc apresenta o Sesc Digital, sua plataforma de conteúdo!

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.