Positivo aposta pesado no segmento de casas inteligentes. Parece ser uma boa.

Assine nossa newsletter

A Positivo sempre fez um trabalho muito interessante de popularizar a tecnologia no Brasil e por conta disso foi sempre muito associada aos computadores pessoais acessíveis. Mas a empresa cresceu demais e hoje é proprietária da marca Vaio aqui na região e ano passado lançou uma linha para o mercado gamer, a 2 A.M, além disso possui um portfólio interessante de celulares inteligentes ou básicos (conhecidos como feature fones). É uma marca brasileira que tem se reinventado com o passar do tempo.

E eu estive a convite da marca na última semana para conhecer um pouco mais sobre as novidades da empresa para o segmento de casas inteligentes.

Mas antes um contexto

Existe no mercado o conceito de casas automatizadas. Ou seja são casas que executam determinadas tarefas a partir de um comando. Por exemplo você pode entrar na sua sala, tocar num comando num tablet instalado na sala e então a luz vai acender, A TV vai ligar no seu canal favorito e o ar-condicionado vai na sua temperatura favorita. Mas são projetos normalmente caros e presentes em casas mais imponentes.

Agora estamos indo para uma nova fase disso onde a casa passa a ter uma certa inteligência na gestão da casa. Ainda não é tão inteligente, mas é um próximo passo.

Hoje você pode acordar a falar bom dia para um dispositivo com Google Assistant e ele vai executar uma série de tarefas. No futuro bastará você abrir seus olhos ou seus batimentos cardíacos mudarem, para que a casa passe a tomar decisões. É bem nesse meio do caminho que estamos.

Outro fator que preciso trazer para essa discussão é uma certa estagnação do mercado de celulares que era a grande mola propulsora da industria de tecnologia dos bens de consumo, assim como a TV já foi no passado, e os PC’s também. E tirando o segmento gamer a indústria dos computadores pessoais já não vende mais como antes. Assim esse mercado precisa buscar a próxima “grande coisa”.

Agora adicione o 5G que deverá trazer novos superpoderes para a conectividade e a popularização das redes mesh (uma evolução do wifi) que constrói malha de dados nas casas das pessoas.

Assine nossa newsletter

Agora sim podemos prosseguir para entender o lançamento da Positivo

Estratégia para entrar na casa das pessoas

Num pais com tanto desemprego é normal que os índices de criminalidade aumentem e consequentemente aumenta o interesse em produtos de segurança e é com esse foco que a Positivo lançou a linha de produtos “Positivo Casa Inteligente” (https://www.positivocasainteligente.com.br).

A estratégia é boa, porque uma vez sedimentado uma base de produtos, para entrar com os demais que se integram ao portfólio a ideia é mais fácil.

Outro acerto é o fato de não ser preciso ter um dispositivo central controlador dos dispositivos. A lampada mesmo precisa apenas de um soquete comum. E os preços bem acessíveis como você pode ver na foto.

A lista toda de produtos lançados você confere nesse link e o desafio da marca agora parece fazer com que o cliente perceba valor em tantas inovações.

Parece que a inovação saiu dos celulares e foi para as lampadas e tomadas. E o início que foi demonstrado ligando uma cafeteira por comando de voz pode resultar em voos ainda maiores. A Positivo entrou para ser um importante player nesse segmento. Com o perdão do trocadilho, parece ser uma escolha inteligente.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.