Preço da banda larga fixa no Brasil cai 83% de 2010 a 2018

Assine nossa newsletter

O preço da banda larga fixa no Brasil caiu 83% de 2010 a 2018, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). De acordo com o Relatório de Acompanhamento do Setor de Telecomunicações sobre a banda larga fixa, o preço médio mensal de 1 Mbps, que era de R$ 21,20 em 2010, está custando agora R$ 3,50. 

Assine nossa newsletter

O estudo mostra que o Brasil é o sexto maior mercado de banda larga fixa do mundo, com 31 milhões de acessos, o que representa 2,8% do mercado global, atrás da China, EUA, Japão, Alemanha e Rússia.

A expansão da banda larga fixa também se deu pela tecnologia utilizada. Segundo o relatório, 64,4% dos municípios brasileiros já têm presença de fibra óptica. São 3.589 municípios, onde moram 89,4% da população.

Os investimentos do setor de telecomunicações, de cerca de R$ 28 bilhões ao ano, além da expansão dos serviços, também tiveram reflexos no aumento da velocidade e na melhoria da qualidade. O indicador de cumprimento de metas de qualidade da banda larga subiu de 56,9% em 2015 para 76,5% em 2018.

Foi verificado ainda aumento do número de acessos nos segmentos de planos com conexões mais velozes: mais da metade dos acessos estão em velocidades entre 12 Mbps e 34 Mbps (26%) e acima de 34 Mbps (26,1%). O maior crescimento se deu nos planos acima de 34 Mbps, que representavam 3,4% em janeiro de 2015 e agora são 26,1%.

Uma maior expansão dos serviços e a ampliação do acesso dependem de políticas públicas que coloquem a banda larga como prioridade do País. É necessário ainda que o marco legal de telecomunicações seja atualizado, com a aprovação pelo Congresso do PLC 79/2016, que permitirá aplicar na banda larga investimentos que hoje são feitos obrigatoriamente na telefonia fixa. 

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.