Estariam os blogs ou blogueiros em São José dos Campos e Vale do Paraíba deixando de existir?

Assine nossa newsletter

Quase todo ano este blog faz uma relação de produtores de conteúdo regionais para que se tenha então uma curadoria ou uma referência de onde buscar este tipo de conteúdo. Foi assim que fiz a relação de blogs e blogueiros do Vale do Paraíba para ler em 2015. E talvez um dos poucos – senão o único – a ter uma relação de blogs do moda do Vale do Paraíba. Mas esse ano ficou bem difícil fazer essa lista trazendo algo realmente relevante, bom e principalmente novo. Senão era só republicar a lista do ano passado e beleza…

Também já organizei cerca de 10 encontros com blogueiros aqui no Vale (de moda ou não) e até criei um grupo que tentou de certa forma reunir os produtores de conteúdo digital do Vale. Este grupo chamado #radarvale praticamente não tem mais interações. Recentemente criei um grupo de Youtubers no Vale mas ele ainda está fase do pessoal ficar só pedindo assinantes, likes e views, mas espero que de alguma forma os participantes comecem a criar discussões relevantes e propor parcerias entre si bem como se ajudarem mutuamente. Outro dia um membro se ofereceu para editar vídeos dos outros membros e eu vi quem sabe uma luz no final do túnel.

Há ainda outros grupos de blogueiros do Vale do Paraíba que se resumem a alguns blogueiros que ficam postando o link deles do blog como se aquilo fosse dar leitores para eles. Então vejamos as publicações tem no máximo 25 visualizações no grupo. Digamos que estourando 10% dessas pessoas cliquem mesmo no post (estou sendo otimista um número mais realista seria 2 no máximo 3%). Então você teria no máximo 3 novos pageviews que bom né??? Me parece que se os grupos fossem usados para discutir novas formas de engajamentos, encontros, sinergia entre blogueiros o número poderia ser bem maior. Mas como já disse em outro post, se não pensarmos bem no nosso objetivo do blog, viraremos zumbis caçadores de likes e consequentemente vamos afastar as pessoas que deveríamos aproximar. Me explica  a lógica disso please???

Mas antes de falar de outros canais quero me aprofundar no assunto blogs. Estariam esses veículos com os dias contados?

O Apocalipse dos blogs. Será?

Estamos vivendo uma onda muito interessante de pulverização de plataformas, se engana quem pensa que o hype é só o Youtube. É sem dúvida um dos mais importantes, mas pensar assim é não entender que existe um fenômeno muito maior que é o surgimento de novas e boas plataformas de publicação de conteúdo e entre elas destaco o Medium e o Pulse que tem levado vários produtores de conteúdo para lá. Há também a febre do Instagram e pessoas que tem milhões de leitores diários de suas fotos. E o leitor claro foi se espalhando por elas.

Então é normal que os blogs, nativos pioneiros nesse desbravar do mundo digital tenham sofrido algum impacto. Está mais difícil conseguir tráfego e remuneração com os blogs. Este último item ainda tem um molho extra os anúncios em banners que já pagaram muito bem os blogueiros agora entregam centavos e particularmente no Brasil plataformas como o Patreon ainda não decolaram. Não é da cultura do brasileiro apoiar com uma “mesada” mensal produtores para que possam ser remunerados pelo conteúdo que produzem. Assim com o preferimos apps gratuitos na PlayStore ao invés dos pagos.

Pouco dinheiro, pulverização da mídia e barreiras para novas formas de remuneração? Sim isso afasta quem quer produzir conteúdo bom e profissional nos blogs. O blogueiro tem contas para pagar e trabalho para produzir conteúdo.

Mas isso não é necessariamente ruim e seria uma bobeira falar que os blogs vão morrer ou estão acabando até porque a internet é baseada em texto e muita gente ainda vai buscar texto para ler. Veja na sua rede social no dia de hoje, quantos links você recebeu para textos?

seria uma bobeira falar que os blogs vão morrer ou estão acabando até porque a internet é baseada em texto e muita gente ainda vai buscar texto para ler. Veja na sua rede social no dia de hoje, quantos links você recebeu para textos?

E não podemos esquecer que há coisas que são cíclicas. É o caso do podcast que – se nunca saiu de moda – agora está voltando com tudo.

Mas por que então ao invés de termos um aumento de blogueiros em regiões fora da capital temos o contrário?

Essa é daquelas perguntas que dependendo de onde se olha pode-se ter uma resposta. A primeira delas é o que é ser um blogueiro? Um blog com 10 visualizações por mês é um blog, mas não necessariamente faz parte do cenário ou faz? E os blogs que são clones de blogueiros de moda e que se enfileirados no fundo parecem todos exatamente iguais: mesmos templates, assuntos, jeitos de escrever.

Assine nossa newsletter

Então o fato de eu não conseguir listar nesse ano novos blogs para você seguir em 2016 pode vir de não de termos uma diminuição mas de um redimensionamento do produtor de conteúdo e sua consequente pulverização nas plataformas. Pode ser que no Vale tenha uma super blogueira de moda conhecida no Brasil inteiro mas para alguém da área de games seja uma ilustre desconhecida e vice-versa. Isso não desmerece o trabalho do outro, são apenas quadrados diferentes e como você sabe na internet é cada um no seu quadrado.

E aí não é que o cenário ficou ruim ele só está bem mais difícil de mapear em suas múltiplas plataformas. Mas isso não quer dizer que o blogueiro ~tradicional~ não precisa se modernizar e ir para outras plataformas se adaptando ao novo cenário. Fazer vídeos, por exemplo, é algo que precisa estar pelo menos na mente de quem pretende viver da produção de conteúdo.

E aí vem a evolução dos blogueiros, youtubers, instagrammers e essascoisatoda. Com vocês

Os Creators

O termo está sendo disseminado pelo Youpix:

Em 2015, essa nova indústria de criadores de conteúdo digital ganhou corpo, cresceu sem parar e passou a gerar um impacto cultural, comportamental e mercadológico grande e palpável.

E se você produz qualquer conteúdo em qualquer plataforma deveria ganhar alguns minutos da sua vida assistindo o Creators Shift:

Os blogueiros não estão deixando de existir. Eles estão evoluindo…

E então o grande desafio não é só mais fazer uma lista de blogs para ler no Vale do Paraíba mas entender e mapear quem são os Creators e destes quem são os Creators realmente relevantes para cada segmento. É um desafio e tanto!

E você como vê todo esse cenários dos Creators no cenário regional? Deixe seu comentário aqui ou na nossa fanpage.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.