Programaê! estimula jovens brasileiros a inovarem com a criação de softwares, aplicações móveis e sites

Assine nossa newsletter

Lançado em 2014, o Programaê!, fruto da parceria entre a Fundação Lemann e Fundação Telefônica Vivo, é um movimento que reúne alunos, professores e pais no sentido de aproximar a programação de jovens de todo o Brasil. Os idealizadores acreditam que a tecnologia tem um poder transformador incrível. Usá-la para a educação pode fazer a diferença para muita gente.
O Programaê! foi concebido a partir do estímulo do pensamento computacional, integrado ao cotidiano dos jovens brasileiros através da introdução de conceitos como a resolução de problemas, lógica, procedimentos, rotinas etc.
“Disponibilizar recursos para melhorar a vida dos jovens e impactar positivamente na sociedade é uma tendência mundial. No Programaê!, fazemos isso de forma muito consistente, com o uso das melhores práticas a serem aplicadas e por isso nos tornarmos a principal referência no mercado”, explica Lucas Machado, coordenador do programa na Fundação Lemann.
“Entendemos que o movimento está num novo momento. Somos agentes de empoderamento de jovens. Queremos que, tanto aqueles que já conheçam um pouco de tecnologia quanto quem nunca pensou no assunto, reflita sobre as possibilidades de melhorar o mundo, por meio da programação. Neste sentido, houve grande preocupação em alinharmos um trabalho consistente com diversas frentes. Agora, por exemplo, estaremos com ações na Campus Party Recife, promovendo jogos interativos, debates e oficinas”, explica Luanda de Lima, gerente de comunicação da Fundação Telefônica Vivo, responsável pela divulgação do projeto.
A meta para 2015 é impactar 10 milhões de pessoas com a campanha #EuCrioMeuMundo, elaborada pela agência Pólvora. Serão várias ações integradas, online e offline, estimulando a interação entre os usuários e direcionando para a nova plataforma do site. Na grade de eventos do projeto estão previstas atividades com personalidades influentes nas redes sociais. Espera-se capacitar mais de 60 mil jovens pela plataforma até dezembro deste ano.
O Programaê! já foi implementado em escolas públicas de São José dos Campos (SP), Itaquaquecetuba (SP), Bombinhas (SC), Duque de Caxias (RJ) e Elisiário (SP). Para 2015, a meta é escalar e aprender com o piloto nas escolas e lançar uma nova plataforma/experiência para o usuário. De março de 2014 a junho de 2015 cerca de 162 mil usuários já utilizaram a plataforma de ensino, dos quais 22,5% em São Paulo; 10,6% no Rio de Janeiro; 6,4% em Belo Horizonte; e em outras localidades como: Distrito Federal, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Salvador e Recife.
Os conteúdos da iniciativa são acessados online por qualquer pessoa, inclusive com disponibilidade de programas inteiros de aulas para uso de educadores. “Também auxiliamos voluntários a criarem clubes de código com escolas locais por meio da Code Club Brasil, um de nossos parceiros. Além disso, temos laboratórios do Programaê! em escolas públicas que se inscrevem através de um edital da Fundação Lemann”, complementa Lucas Machado.
Atualmente, o Programaê conta com oito parceiros de conteúdo: Codecademy, Code.org, Khan Academy (currículo de Ciência da Computação), Scratch, Fábrica de Aplicativos, Proggy, Ano do Código e #NaReal. O Codecademy é nosso carro chefe quando pensamos em número de acessos. Os cursos mais procurados são de Web – HTML/CSS e JavaScript.
Manifesto Programaê:
Imagine criar o que você sonha.
Transformar o que você não concorda.
Reinventar o mundo e a você mesmo.
Se comunicar em código.
Em palavras.
Em ideias.
Imagine usar suas ideias como combustível para crescer.
Eu invento meu mundo por códigos.
A minha arte vive entre parênteses e colchetes.
Eu acredito na programação porque eu crio minhas próprias portas,
desenho o caminho que vou seguir.
Foi programando que eu aprendi que o meu mundo, crio eu.
E você também pode criar o seu.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.