“Roswell, New Mexico” é série de drama da Warner com pegada de ficção científica

Assine nossa newsletter

Sim o leitor não leu errado. Apesar da série se apresentar como de ficção científica o grande diferencial mesmo é se tratar de uma série que tem a cidade de Rosweel como pano de fundo, um local conhecido por suas histórias ligadas a alienígenas, mas sem cair no clichê que se esperaria desse tipo de obra.

De fato a série tem alienígenas e isso você já descobre logo de cada no primeiro episódio, então não estou estragando nenhuma surpresa, mas a presença deles não é tão marcante quanto o enredo da série.

Assim a história circula muito mais sobre as relações pessoais dos moradores daquela cidade e suas conexões que acabam resultando no encontro dos extraterrestres que vivem aqui na Terra como humanos numa vida comum. Até onde eu assisti os seres verdes e cabeçudos só aparecem em grafites na parede.

Assine nossa newsletter

Há também uma forte discussão e crítica sobre a presença de estrangeiros do país do “America First” e a eventual intolerância dos rednecks que não lidam bem com quem é “de fora”. Tem ainda um romance e um mistério que aos poucos deve ser revelado durante os 13 episódios da série que é baseada nos livros da série Roswell High.

Veredito

Estão surgindo boas séries de ficção científica, mas que transitam pelo humor e agora pelo drama e isso acaba trazendo uma nova camada para a temática e abrindo um leque para um público maior.

Ao sair do clichê de séries de sci-fi “Roswell, New Mexico” é uma boa alternativa para ter contato com o tema sem ter que lidar com lagartos humanóides, sem deixar de lado a raiz desse tipo de série com um pouco de conspiração governamental e superpoderes.

Eu assisti os três primeiro episódios de “Roswell, New Mexico” a convite da Warner.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.