TeamViewer comemora 15 anos

A TeamViewer, líder global em tecnologias de conectividade remota e uma das mais sólidas histórias de sucesso na indústria de software europeia, comemora seu 15º aniversário esta semana.

Com sede na cidade de Göppingen, na Alemanha, e instalações em todo o mundo, a TeamViewer é provedora de softwares que permitem conectar dispositivos de todos os tipos entre si e, assim, acessá-los para trabalhar remotamente. À primeira vista pode parecer simples, mas isso é ledo engano. Na verdade, as soluções TeamViewer são inovadoras, baseadas em uma plataforma de conectividade global e infraestrutura tão poderosas quanto flexíveis.

“A essência do nosso sucesso está na redução da distância física aliada à capacidade de fornecer ajuda imediata e descomplicada para a resolução de problemas de TI entre amigos ou para o mau funcionamento de máquinas e sistemas complexos em um contexto de negócios”, diz Oliver Steil, CEO da TeamViewer. “O TeamViewer é executado em quase todos os dispositivos, de smartphones a robôs industriais – e em todos os sistemas operacionais relevantes. Essa aplicabilidade universal é única e a base para a digitalização dos processos de trabalho em diferentes indústrias e empresas dos mais variados portes e segmentos.”

Até o momento, o TeamViewer já foi instalado mais de 2,5 bilhões de vezes em dispositivos em todo o mundo e a tecnologia conta com mais de 560 mil assinantes pagantes. Para uso privado, o software é gratuito. 

Como tudo começou

Fundada em 2005, a TeamViewer rapidamente ganhou ampla popularidade com seu software homônimo. Para reduzir o número de viagens aos clientes e tornar possível a apresentação remota de seu programa de gestão de qualidade, o fundador da fabricante de eletrônicos Rossmanith GmbH desenvolveu o software de compartilhamento remoto TeamViewer. Rapidamente ficou claro o incrível potencial do produto, já que os clientes frequentemente demonstravam um grande interesse no TeamViewer logo após as apresentações. Com base nesse interesse, a divisão de desenvolvimento tornou-se outra empresa separada. A partir de então, o crescimento foi vertiginoso, com expansão mundial e desenvolvimento contínuo do software e de novos produtos de Realidade Aumentada e Internet das Coisas, soluções explícitas para grandes clientes, conversão para o modelo de subscrição e aumento de vendas com rentabilidade simultânea – uma rara combinação no mundo dos negócios.

A empresa TeamViewer foi adquirida duas vezes: primeiro pela GFI Software SA em 2009, e depois, em 2014, pela empresa de private equity Permira, que abriu o capital da TeamViewer em 2019 por uma avaliação de bilhões de dólares e tornou sua entrada no mercado de ações  como o maior IPO europeu do ano. A companhia rapidamente ascendeu ao MDAX e em 2020 fez a primeira aquisição de sua história: a startup Ubimax, com sede em Bremen, também na Alemanha, que – através de especialistas na área de computação wearable e software de Realidade Aumentada – fortaleceram ainda mais as tecnologias TeamViewer para profissionais da indústria.

Em 2020, a TeamViewer também intensificou sua cooperação com vários players importantes de tecnologia, a exemplo da Microsoft, da Salesforce e ServiceNow, em cujas aplicações o TeamViewer está integrado.

E o futuro?

Hoje, a TeamViewer contabiliza 1,3 mil funcionários em todo o mundo e trabalha ativamente na construção do próximo capítulo de sua história de sucesso. “A Realidade Aumentada chegará ao mercado de massa e nossa meta é tornar essa tecnologia acessível para todos. Outro objetivo é vincular a Realidade Aumentada principalmente à Internet das Coisas (IoT) para fornecer soluções específicas para digitalização em todas as indústrias – como, por exemplo, para manufatura e produção, logística ou atendimento ao cliente “, afirma Oliver Steil sobre os planos para os próximos anos. “Para estes e quaisquer outros caminhos do futuro, seremos sempre guiados por nossos pilares de longa data: valor agregado real para os clientes, facilidade de uso de nossas soluções e, claro, foco na proteção de dados e segurança de TI”.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.