Tecnologia em realidade aumentada potencializa o conteúdo dos livros impressos

Assine nossa newsletter

Muito se fala das inovações tecnológicas. Robôs, máquinas, auto serviço entre outras facilidades que a tecnologia proporciona para o ser humano. Algumas soluções vão demorar para chegar no dia a dia do brasileiro, e outras, muito mais próximo do que se imagina.

Um desses avanços que já está no mercado, são os livros em Realidade Aumentada. Quantas vezes ao ler uma história, a pessoa não se imaginou na cena? Ou ao receber um manual para montagem de uma peça, as descrições e desenhos não são de fácil entendimento, mas se olhasse tridimensionalmente ficaria mais fácil? Para o motion designer Mauro Castro a Realidade Aumentada chegou e está se fidelizando. “Tudo começou com o lançamento do jogo Pokemon Go, e a ideia de aplicar a tecnologia do jogo em outros materiais, ou seja trazer para o ambiente real situações antes não imagináveis”, explica.
Exemplo prático da aplicação da realidade aumentada é o livro médico recém lançado intitulado “Otoplastia”, do otorrinolaringologista Caio Soares, que é uma publicação na área médica que recebeu intervenções digitais. Segundo Mauro, com a edição recém lançada é possível movimentar, rotacionar e interagir com o modelo tridimensional assim como obter informações de texto e áudio que explicam cada parte da orelha humana. “No meio do livro é possível acessar gráficos e animações referentes ao procedimento cirúrgico e na conclusão do mesmo, e também se pode assistir um vídeo da cirurgia, passo a passo, e quantas vezes for necessário”, salienta.

O livro Otoplastia permite uma atualização de forma tecnológica, dando vida e destaque, sem a necessidade de impressões de edições para sua atualização. “É uma maneira de dinamizar conteúdos e torná-los mais atraentes. Isso facilita o aprendizado e seduz um maior número de profissionais e estudantes da área”, explica o médico Caio Soares.
Essa mesma tecnologia aplicada neste livro é possível utilizar em manuais de carro, cardápios de restaurantes, em livros didáticos ou em publicações culturais. “A aplicação é ampla e irrestrita. É a forma de aproximar o público a divulgação ou ao material redigido”, avalia.
“Hoje, a realidade aumentada vem agregar, principalmente no que ser refere a portabilidade, onde o leitor pode acessar os vídeos e conteúdo de seu smartphone ou tablet em qualquer lugar, diferente do QR Code que te envia para um outro sitio, a realidade aumentada permite que o conteúdo seja visualizado dentro do contexto do livro físico”, enfatiza Mauro. Segundo ele, é possível atualizar digitalmente uma publicação já impressa, que agrega valor ao livro através de conteúdo dinâmico e consequentemente mais eficaz no aprendizado. Tudo isso a um custo mais baixo do que o de uma reedição.
Para o designer, as tecnologias estão todas à disposição e prontas para que sejam utilizadas com criatividade, e para melhorar a relação das pessoas com os conteúdos disponíveis. “Atualizar digitalmente publicações impressas, é a algo que veio para ficar! Em um futuro bem próximo, livros impressos deverão contar com o complemento digital”, finaliza.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.