thyssenkrupp Springs & Stabilizers reduz 5% no consumo total de energia

Assine nossa newsletter

A unidade de molas e barras estabilizadoras automotivas da thyssenkrupp reforça o seu compromisso com a sustentabilidade e anuncia a redução de 5% no consumo total de energia em suas fábricas, em São Paulo (SP) e Ibirité (MG). A economia representa um consumo equivalente ao de um ano de quase 400 residências e foi alcançada um ano antes da meta traçada.

O resultado é reflexo de uma série de medidas importantes implantadas na operação, como o investimento em motores de alto rendimento, troca de lâmpadas florescente por LED, manutenções que avaliam a vibração, termografia e plano adequado de lubrificação dos equipamentos, monitoramento online dos principais consumidores de energia e a substituição de máquinas e equipamentos por modelos que consumam menos gás natural e energia elétrica.

Assine nossa newsletter

“As medidas implantadas no Brasil vão ao encontro de nossas metas globais para a sustentabilidade. Até 2030 queremos diminuir as emissões em cerca de 30% em nossa operação e na compra de energia, além de nos tornarmos uma empresa climaticamente neutra até 2050”, explica Sergio Savazzi, CEO da unidade Springs & Stabilizers no Brasil.

A fábrica de São Paulo foi uma das primeiras do segmento automotivo e a segunda do Grupo thyssenkrupp a se certificar na norma de eficiência energética ISO 50.001:2011. A certificação oferece às organizações sistemas e processos de gestão necessários para aumentar a eficiência energética, incluindo o seu uso e consumo e, consequentemente, reduzir as emissões de gases de efeito estufa e outros impactos ambientais relacionados à energia. Neste ano, a empresa cumpriu todos os requisitos para a recertificação na nova versão da norma, prevista para o segundo semestre de 2020, incluindo uma gestão mais ampla dos custos de energia.

“Seguimos o nosso trabalho de forma racional sobre o consumo de energia, com medidas concretas que trazem resultados positivos à sociedade e à sustentabilidade do negócio. O gasto energético representa em torno de 3 MWh por tonelagem produzida ao ano. Por isso, entendemos que se trata de um elemento-chave para os negócios, ecologicamente e economicamente”, complementa Savazzi.

A divisão de molas e barras estabilizadoras produz aproximadamente 7 milhões de peças ao ano. Possui certificação na IATF 16.949, ISO 9.001, ISO 14.001 e ISO 50.001, compatibilizadas no SGI (Sistema de Gestão Integrada), compondo resultados consistentes com a Qualidade, Meio Ambiente, Segurança e Energia.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.