Trianons traz ao Brasil o primeiro techno sport do mundo, HADO

Assine nossa newsletter

A Trianons, empresa focada em startups e inovação tecnológica, realizou ontem (5) em São Paulo, o evento de lançamento do HADO, o primeiro techno esporte do mundo, onde jogadores participam praticando atividade física ao mesmo tempo que jogam em um mundo digital por meio de realidade aumentada (RA). A experiência, nascida no Japão, ainda é totalmente nova e conquista entusiastas dos games e dos esportes ao mesmo tempo. 

Para trazer a tecnologia ao Brasil, a Trianons investiu meio milhão de reais. “Estamos muito orgulhosos do projeto. A receptividade que a experiência de mais de 100 partidas realizadas ontem trouxe só confirma para nós o que já acreditamos, que o Techno Sport veio para ficar. Recebemos mais de 100 convidados VIP e percebemos que o HADO agrada tanto entusiastas dos jogos, quanto esportistas e, ainda, pessoas de diferentes backgrounds”, afirma Juliano Kimura, fundador da Trianons e representante do HADO no Brasil. 

Criado pela japonesa Meleap, a tecnologia do HADO  já está ativa em mais de 60 arenas em 10 países. A expectativa da Trianons é que, no Brasil,  até o fim de 2020 existam 13 arenas em atividade. Ativado por um dispositivo de RA e um sensor de movimento no pulso, o HADO possui um equipamento leve e de imersão precisa, que permite um jogo divertido sem controles nas mãos ou cabos ou pesos de equipamentos. Os jogadores se movem sem restrições no ambiente real enquanto interagem com a realidade aumentada. 

Assine nossa newsletter

A chegada da RA ao esporte promete mudanças irreversíveis. O HADO é como um jogo de queimada futurista, onde os times ocupam cada um uma metade da quadra e têm o objetivo de atingir os jogadores do time adversário. O que muda é que a bola é substituída por esferas de energia e tiros a laser, e a “bolada” pode ser defendida, por exemplo, com escudos e barreiras virtuais. Mesmo com todas as “pirotecnias” que tornam os jogos altamente imersivos, os jogadores ainda precisam correr, pular, agachar e colaborar com a equipe, mantendo assim benefícios-chave para a saúde.

Como funciona o novo techno sport do HADO 

O HADO é seguido no mundo por quase quatro milhões de usuários e já possui campeonatos mundiais. No HADO Monster Battle, em que os times ocupam cada um uma metade da quadra e têm o objetivo de atingir os jogadores do time adversário. É parecido com o jogo de queimada, só que na realidade aumentada, a bola é substituída por esferas de energia e também é possível usar tiros a laser. A “bolada” pode ser defendida com escudos e barreiras virtuais. 

Apesar de todas as “pirotecnias” que tornam os jogos altamente imersivos, os jogadores ainda precisam correr, pular, agachar e colaborar com a equipe, mantendo assim benefícios-chave para a saúde. 

Mais informações sobre o HADO no Brasil visite http://hado.trianons.com.br/

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.