TV PAGA CRESCE 20% NA QUARENTENA. NOTÍCIAS, FILMES E INFANTIS SÃO DESTAQUE

Assine nossa newsletter

Os canais de notícias são o grande destaque. Na média do dia, mais que dobram de audiência, e, na faixa vespertina, quase triplicam o percentual de assinantes ligados minuto a minuto. Estes canais estão ganhando alcance e tempo de permanência – ou seja, atraindo novos públicos e aumentando engajamento por mais tempo.

Imagem de tookapic por Pixabay

A cobertura em tempo real dos acontecimentos em torno da pandemia e as entrevistas coletivas de autoridades trazem um fluxo novo de audiência para a TV por assinatura, principalmente no período vespertino.

Além disso, canais de nicho, como de documentários e de lifestyle, acabam se beneficiando desse movimento.

Assine nossa newsletter

Os canais de filmes apresentam o segundo maior crescimento (cerca de 60%), principalmente como reflexo das aberturas de sinal de alguns canais premium. O público maior de 35 anos é o grupo que mostra os maiores índices de crescimento no consumo de filmes nesse período.

O crescimento do consumo de canais infantis no horário vespertino, não só entre crianças, mas principalmente entre adultos de 25 a 49 anos, também mostra como a TV está ajudando no entretenimento em família durante o isolamento social.

Adolescentes (de 12 a 17 anos) e os jovens (de 18 a 24) também estão dedicando mais tempo à programação de TV por assinatura. Nestes dois públicos, a faixa da madrugada (da meia-noite às 6h da manhã) tem o maior crescimento relativo, principalmente para os canais de variedades/entretenimento e filmes. A agenda diária mais livre, já que os estudantes não estão tendo aulas regulares, ajuda a explicar esse comportamento.

Merece destaque, ainda, o grande crescimento desses jovens nos canais de notícias. Uma novidade, já que as maiores parcelas de público destes canais concentram-se acima dos 25 anos. Porém, o contexto da pandemia é tão impactante que está sendo capaz de prender a atenção dos jovens, por mais de 1 hora diariamente, nos canais noticiosos, o dobro do que era observado em 2019.

“A TV por assinatura está sendo fundamental para manter os brasileiros bem informados sobre a pandemia, em tempo real e integral, além de se confirmar como um importante meio de entretenimento para toda a família neste momento de isolamento social”, afirma Oscar Simões, presidente da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA).

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.