Um ano do plano Microsoft Mais Brasil: Ampliação de infraestrutura em nuvem da Microsoft resulta em latência 90% menor

Como parte do seu compromisso com o País, a Microsoft anunciou em outubro de 2020 o Microsoft Mais Brasil, um plano abrangente que visa ao crescimento local a partir de diversas iniciativas, dentre elas, a expansão dos serviços em nuvem para os clientes brasileiros de todos os segmentos e portes. Desde a implantação, a Microsoft proporciona a seus clientes latência 90% menor e um aumento de mais de três vezes em capacidade do Azure no Brasil.

Os anúncios referentes à nuvem fazem parte do pilar de Habilitação da economia digital por meio da tecnologia, que engloba a implementação de uma região exclusiva para cenários de Recuperação de Desastres – a “Brazil Southeast”. Com ela, os clientes têm acesso a opção de recuperação de desastres – que pode ser feita localmente – para cenários de aplicações de missão crítica, oferecendo proteção contra desastres naturais. Além disso, nossos clientes passaram a contar com Zonas de Disponibilidade na região já existente, “Brazil South”. Cada Zona de Disponibilidade é composta por pelo menos um Data Center isolado, que conta com energia, resfriamento e rede independentes, o que oferece proteção em casos de falhas em nivel local.

 “Este é o resultado de um trabalho extenso visando a entrega de mais rapidez e eficiência para as necessidades de nossos clientes, fomentando a inovação nacional”, comenta Mariana Hatsumura, diretora de Azure na Microsoft Brasil.

A companhia também disponibilizou a residência local de dados do Microsoft 365, plataforma de colaboração e produtividade, bem como o Microsoft 365 Multi-Geo, que permite o armazenamento de dados da plataforma em outras regiões de datacenter ao redor do mundo.

Ainda, a nova região do Microsoft Azure no País passou a contar com pontos de conexão para Express Route, que oferece conexão dedicada entre os datacenters particulares e a nuvem Microsoft, aumentando a confiabilidade e velocidade. Além disso, a companhia anunciou as máquinas virtuais NV3 que garantem computação de alta performance; Instâncias Mv2 com alta capacidade para banco de dados em memória como SAP Hana; Azure Netapp Files que proporciona armazenamento de nível empresarial na nuvem pública; o Azure VMWare Solution (AVS) na região Brasil, uma solução que apoia a jornada de transformação para uma infraestrutura de nuvem híbrida; e o Azure Data Box, um dispositivo robusto que permite que organizações movam grandes volumes de dados entre ambientes on-premises e o Azure de forma otimizada e econômica, com segurança.

“Estamos empenhados em oferecer possibilidades vastas de migração e modernização de ambientes aos nossos clientes em um esforço conjunto com o nosso ecossistema de parceiros. Para o futuro, vamos continuar a entregar serviços e soluções que permitam que o Brasil atinja o seu potencial máximo em inovação e crescimento sustentável”, diz Hatsumura.

Dentre as iniciativas previstas para os próximos meses estão a residência de dados do Dynamics 365 e Power Platform, plataformas de aplicativos de negócios inteligente, e do Power Platform, plataforma de desenvolvimento de aplicativos; o fornecimento de energia renovável nos datacenters até 2025 como parte da meta global de ter 100% deles rodando de forma sustentável; e a disponibilização do Azure Spring Cloud, solução que fornece a padronização de desenvolvimento e uma visualização completa da performance do ambiente.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.