Usina fotovoltaica da Intelbras promove redução de até 25% na conta de energia

Tenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Investir em projetos sustentáveis de energia solar gerando energia limpa é a chave para a preservação do meio ambiente, na medida em que os recursos naturais são poupados e uma menor quantidade de gases de efeito estufa é produzida. Tudo isso sem contar que é uma opção mais econômica e eficiente para produzir energia a longo prazo. Tendo em vista esses benefícios, a Intelbras, empresa brasileira desenvolvedora de tecnologias com 46 anos de história, implementou em junho de 2020 sua usina fotovoltaica na filial de São José (SC). A instalação dos painéis solares foi feita em um espaço de 8.238 m², tornando-se a maior usina fotovoltaica implementada em telhado do sul do país*.

Passados vinte meses da implementação, já é possível mensurar os resultados positivos da obra:

  • Capacidade de geração energética: os módulos fotovoltaicos têm hoje capacidade para produzir cerca de 1.700 MWh de energia elétrica ao ano, suficientes para abastecer cerca de 750 casas populares durante o mesmo período.
  • Economia na conta de luz: o projeto de energia solar trouxe uma redução aproximada de até 25% ao mês para as contas de luz da companhia, provando ser um sistema de geração de energia eficiente. E o valor economizado ainda poderá ser revertido em melhorias para diversos setores da empresa.
     
  • Construção da própria fonte de energia renovável: com a implementação do sistema de geração de energia sustentável, a Intelbras mostra ser possível deixar um planeta menos poluído para as próximas gerações. “Isso afirma nosso compromisso de expandir de forma sustentável, nesse caso, através da usina fotovoltaica, que possibilita gerar energia renovável através do sol”, afirma Marcio Osli, diretor da unidade de energia solar da Intelbras.

Todas as soluções fotovoltaicas utilizadas na construção da usina são da Intelbras. O telhado tem potência de 1,35 MWp, 4.119 módulos EMS 330P de 330 Wp, 20 inversores EGT 60000 MAX e 3 inversores EGT 15000 MAX.

“É importante destacar que o projeto da filial São José (SC) não está relacionado apenas à redução de custos com conta de luz, mas também a um modelo de investimento alinhado às exigências de mercado e bens socioambientais. Trata-se de um sistema de geração de energia limpa, que respeita o meio ambiente”, ressalta Osli. “A usina fotovoltaica comprova que a Intelbras é uma empresa inovadora que investe constantemente em tecnologias de última geração e se preocupa em melhorar a qualidade de vida da população sem gerar impactos na natureza”, finaliza o executivo.

Novos projetos

Além de São José (SC), a Intelbras está desenvolvendo um novo projeto de energia solar para a filial ainda em construção em Tubarão (SC), com obra prevista para ser finalizada no segundo semestre deste ano. Também há estudos para utilização do sistema de geração de energia solar na filial de Manaus (AM).

Os projetos da Intelbras estão em sintonia com as recomendações da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), que prevê para 2022 investimentos privados em fontes solares de até R$ 50,8 bilhões, o que pode gerar mais de 357 mil novos empregos em todas as regiões do país.

“O Brasil atende a muitos requisitos para se tornar referência mundial na geração de energia solar, e a Intelbras está sempre atenta às exigências de mercado. Desenvolvemos tecnologias que protegem, conectam, aproximam e, acima de tudo, contribuem para a preservação do meio ambiente”, afirma Marcio Osli.

*Segundo órgãos como Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) e ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Tenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência AceitarLeia mais