Seu amigo Geek

 Visa revela as grandes oportunidades que definirão o futuro do Metaverso

O mundo está passando por uma das transformações tecnológicas mais expressivas de sua história com o desenvolvimento do metaverso, um espaço virtual coletivo que já começa a mudar as interações humanas, desbloqueando muitas possibilidades de troca de valor, colaboração e sucesso na era digital. Como esse novo futuro imersivo segue evoluindo, a Visa lançou o novo relatório de pesquisa “Desbloqueando o potencial do metaverso”, que mostra as grandes oportunidades existentes hoje e áreas de foco importantes que podem levar o metaverso ao próximo patamar para desbloquear todo seu potencial e promover sua adoção por todos, em todos os lugares.

Aproveitando as pesquisas e as lições aprendidas com os trabalhos da Visa na área da Web3 no último ano e os insights oriundos de pesquisas exclusivas com consumidores e entrevistas com especialistas do setor, o Centro de Inovação da Visa na América Latina e Caribe, em parceria com a Payments and Commerce Market Intelligence (PCMI), liderou a elaboração deste relatório minucioso que traz um panorama claro do Metaverso, suas perspectivas futuras e o impacto da convergência entre Web3, computação espacial, realidade virtual e realidade aumentada (RV-RA), e IA generativa nas aplicações da vida real.

“À medida que visualizamos o potencial do metaverso, o novo relatório oferece uma base para os stakeholders definirem coletivamente o futuro desse espaço e criarem experiências verdadeiramente imersivas, interconectadas e inclusivas com a tecnologia, contribuindo para que todos prosperem neste mundo digital competitivo”, disse Roberta Isfer, Diretora executiva de Inovação da Visa para América Latina e Caribe. “Com os recentes avanços, especialmente no espaço da computação espacial, o metaverso vem se transformando rapidamente em uma realidade tangível e, na Visa, nosso olhar está atento ao futuro para ajudarmos a desbloquear as infinitas possibilidades dessa tecnologia transformadora.”

Há três grandes oportunidades:
Com as marcas e as empresas abraçando cada vez mais essa tecnologia, o novo relatório da Visa mostra que as três grandes oportunidades no metaverso são os jogos eletrônicos, o comércio e o setor de varejo e a educação.

Jogos eletrônicos e entretenimento
• Jogos eletrônicos e entretenimento são o principal motivo pelo qual as pessoas acessam o metaverso. As experiências interativas e imersivas, incluindo shows ou museus virtuais, jogos populares (como Roblox ou Fortnite), apresentações ao vivo e eventos esportivos estão redefinindo o entretenimento tradicional.

• Os usuários também têm reconhecido o imenso potencial dos jogos virtuais para ganhar dinheiro com suas habilidades. Axie Infinity, o jogo que permite ganhar dinheiro. Graças à tecnologia de blockchain e às criptomoedas, os “jogos para ganhar dinheiro” têm permitido que os jogadores se tornem proprietários de ativos digitais e participem de economias virtuais.
Comércio e o setor de varejo
• O metaverso tem potencial para evoluir para uma “metaeconomia” próspera em que ativos digitais e moedas virtuais têm valor tangível, transformando o comércio e o varejo. Por exemplo, os marketplaces/lojas virtuais podem criar experiências de compra imersivas, mimetizando ambientes reais do varejo. Já há empresas usando realidade virtual em provadores de roupas ou acessórios, permitindo que os clientes explorem e experimentem produtos virtuais e façam compras no espaço virtual.

• O conceito de propriedade digital e NFTs da Web3 também tem potencial para revolucionar o varejo, viabilizando a criação de ativos digitais exclusivos, a oferta de produtos de edição limitada ou exclusivos e a negociação desses ativos no metaverso.
Educação
• A educação tem um potencial transformador, revolucionando os métodos tradicionais de aprendizagem. A natureza imersiva e interativa dos ambientes virtuais possibilita que a educação transcenda fronteiras físicas e ofereça experiências de aprendizagem mais ricas, permitindo que os estudantes explorem figuras históricas e civilizações antigas e aprendam em salas de aula virtuais e projetos colaborativos com estudantes de outros países. A educação no metaverso já é tendência em países como Coreia do Sul e Japão, onde os educadores têm testado aplicativos de RV e incorporado o metaverso em suas aulas.¹
“A pesquisa destaca a importância de uma abordagem gradual para educar os consumidores, desenvolver casos de uso viáveis e garantir a segurança. Há cada vez mais soluções financeiras baseadas em blockchain sendo disponibilizadas aos consumidores, incluindo pagamentos transfronteiriços, tokenização de ativos do mundo real e a transferência de titularidade de um carro ou casa”, disse Lindsay Lehr, diretora geral da Payments and Commerce Market Intelligence. “Com a Web3 e o metaverso, esses casos de uso do mundo real poderão ocorrer em mundos virtuais, para fontes de valor físicas e digitais, desbloqueando novas fontes de liquidez, riqueza, comércio e negócios. O aumento do uso de blockchain e de moedas digitais no comércio físico do mundo real e na Web2 desbloqueará naturalmente cada vez mais possibilidades para o metaverso.”

Como levar o metaverso ao próximo patamar
O futuro do metaverso resulta de novas tecnologias disruptivas que se unem para criar experiências imersivas e interconectadas. O relatório minucioso da Visa destaca que a integração de Web3, computação espacial, RV/RA e IA generativa possui grande potencial para moldar o metaverso e impulsionar sua evolução. Com essas tecnologias, consumidores e empresas podem entrar em um ambiente totalmente simulado que engaja vários sentidos, criar e gerar conteúdos de forma autônoma, e ter a propriedade e o controle total de seus ativos e identidades digitais em redes de blockchain, usando plataformas Web 3.0.

No entanto, para levar o metaverso a novos patamares e desbloquear todo seu potencial, o relatório de pesquisa da Visa enfatiza que é essencial priorizar os esforços coletivos no setor, melhorando a experiência do usuário, a acessibilidade (o que inclui a acessibilidade econômica dos equipamentos de RV/RA e desenhar o metaverso buscando a inclusão), interoperabilidade, escalabilidade, integração de blockchain e desenvolvimento de marcos regulatórios robustos e seguros para identidade digital.

Elementos básicos para desbloquear o potencial do metaverso:
O novo relatório de pesquisa da Visa é divulgado em um momento em que o mercado total endereçável do metaverso pode chegar a US$ 8 trilhões a US$ 13 trilhões até 2030, e o total de usuários do metaverso estaria na casa dos cinco bilhões, segundo o Citi.² Um relatório da McKinsey³ mostra também que os investimentos relacionados ao metaverso ultrapassarão os US$ 120 bilhões em 2022 e que 95% dos líderes empresariais esperam que o metaverso afete positivamente seu setor em cinco a dez anos.

Como líderes de confiança em pagamentos digitais, na Visa, trabalhamos ativamente para oferecer conhecimento prático, identificar iniciativas estratégicas e fornecer elementos básicos para preparar nossos parceiros e clientes para o metaverso e ajudá-los a se conectar a novos produtos de moeda digital e redes de blockchain. A Visa está fazendo uma série de parcerias e colaborando com bancos centrais, fintechs, parceiros do setor financeiro e do varejo para facilitar a troca de valor nesses novos ecossistemas digitais.


ou envie para a chave: 0ff200e2-6ad9-4f41-bf33-1e2a1a48ab1e

ou envie para a chave: 0ff200e2-6ad9-4f41-bf33-1e2a1a48ab1e

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência AceitarLeia mais

Nossa Política de Privacidade.
%d blogueiros gostam disto: