Xiaomi inaugura loja física no Shopping Center Norte e mostra a força dos seus mifans.

Assine nossa newsletter

Eu sei que o leitor consegue imaginar uma pessoa dormindo a noite na espera do show de um cantor famoso ou ainda acordar de madrugada para conseguir participar de uma liquidação única. Mas e para prestigiar a inauguração de uma loja?

É isso o que costuma acontecer em inaugurações de lojas físicas da chinesa Xiaomi ao redor do mundo e aqui no Brasil não poderia ser diferente. No último sábado eu estive na inauguração do novo espaço físico da marca no Shopping Center Norte na cidade de São Paulo e pude conferir de perto toda essa dinâmica.

O primeiro mifan (como são chamados os clientes fanáticos pela marca) a entrar foi essa da foto. Ele chegou na quinta-feira e ficou por ali até a inauguração no sábado de manhã.

Assine nossa newsletter

A empresa retribui com presentes para os primeiros da fila, cupons de descontos e promoções inesperadas. O primeiro comprador teve ainda protagonismo numa mensagem nas redes sociais globais da marca. Carinho, reconhecimento, brindes e descontos reais parecem ser os ingredientes dessa catarse que resulta em consumidores se debatendo ao ver as diversas opções que a marca vende nas lojas e que vão de bicicletas a guarda-chuva passando até por escovas de dente.

E enquanto os primeiros tiveram contato com as promoções de inauguração outra fila se formava dentro e fora do shopping. De acordo com a assessoria da marca mais de 8 mil pessoas passaram pela nova unidade neste último final de semana.

A inauguração faz parte do plano de expansão da marca, que já contava com uma unidade localizada no Shopping Ibirapuera, inaugurada em junho. Para 2020, a previsão é que mais lojas sejam abertas e não somente em São Paulo, mas também em outras cidades e Estados. “Os nossos fãs sempre nos questionam onde abriremos lojas. Temos registros do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, dentre outras importantes capitais nacionais. O nosso objetivo é que possamos ampliar nosso mix de produtos gradativamente, acompanhando essa expansão que desejamos colocar em prática”, aponta Luciano Barbosa, Head do projeto Xiaomi Brasil.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.