Xiaomi lança Mi5 na MWC

Assine nossa newsletter

A Xiaomi, empresa de internet e hardware líder de mercado na Ásia, revelou hoje, durante o Mobile World Congress (MWC), seu novo Smartphone “flagship” – o aguardado Mi 5, com Qualcomm® Snapdragon™ 820 com até 4GB RAM e 128GB memória flash.
Ao preço de US$ 305, o Mi 5 será um dos primeiros aparelhos a ser comercializado com o Snapdragon 820. As vendas terão início no dia 1º de março no site mi.com e nos pontos de venda Mi Home na China. O produto também estará disponível em outros países em breve.
“O Mi 5 é tudo o que um Mi fã poderia imaginar e muito mais. Trabalhamos neste produto por 19 meses e ele é, sem dúvida, o aparelho mais bonito que já lançamos até agora. As várias barreiras que rompemos com o Mi 5 fazem dele um smartphone incrível. Eu estou muito animado por começar 2016 com um lançamento desta importância e com todos os produtos incríveis que iremos lançar ao longo deste ano”- Lei Jun, fundador e CEO da Xiaomi.
O design do Mi 5 é uma evolução sobre o Mi Note. Nessa nova linguagem, as bordas em curva permitem a transição do vidro para o metal sem que diferenças sejam percebidas. O vidro 3D no Mi 5 torna o aparelho realmente muito bonito . A versão Mi 5 Pro tem o corpo em cerâmica 3D, um material forte e durável.
O Mi 5 pesa apenas 129g, com uma espessura de apenas 7,25 milímetros tornando-o um dos celulares mais leves da atualidade. Mesmo com uma bateria de 3000mAh e leitor de impressão digital frontal, o seu corpo é extremamente fino e o aproveitamento de tela em relação ao corpo se tornaram possíveis devido ao inovador design estrutural, que foi desenvolvido durante quase 2 anos.
A performance do Mi 5 é incrível: pontuação Antutu 140,000+, graças ao processador Qualcomm Snapdragon 820. Ao usar a arquitetura Kryo, a CPU do Snapdragon 820 tem o dobro da performance do Snapdragon 810, com metade do consumo de bateria. O Mi 5 tem uma GPU Adreno 530, 40% mais rápida e 40% mais eficiente que a GPU Adreno 510. O Mi 5 também é o primeiro Smartphone da Xiaomi a usar memória flash de alta velocidade UFS 2.0, que foi desenvolvida para superar a eMMC 5.0 em até 87%.
Para uma maior conectividade, o Mi 5 também suporta a próxima geração 4G + (Cat 12) e VoLTE.
Sua câmera de 16MP com Optical Image Stabilization (OIS) de 4 eixos, é mais eficiente em compensar os tremores das mãos ao tirar fotos. O Mi 5 é um dos primeiros aparelhos com sensor Sony IMX 298 e com uma tecnologia de isolamento pixel- a-pixel, conhecida como Deep Trench Isolation (DTI) – que traz grande nitidez de
cores.
Mi 5 possui um display maravilhoso, de 600 nit, decorrente de um acréscimo de 16 luzes LED atrás de seu display LCD. A tela também é 17% mais eficiente em consumo de energia, economizando a bateria.
O Mi 5 também suporta completamente a funcionalidade NFC, assim como a tecnologia Quick Charge 3.0, que permite carregar a bateria em até 90% em apenas uma hora, bem como aguentar 2h30 de conversa depois de carregar por apenas 5 minutos.
Mi 5 estará disponível em 3 modelos e 3 cores: preto, branco e dourado. Mi 5 32GB (Snapdragon 820 1.8GHz, 3GB + 32GB vitrocerâmica) por US$ 305,91, Mi 5 64GB (Snapdragon 820 2.15GHz, 3GB + 64GB, 3D vitrocerâmica) por US$ 351,81 e Mi 5 Pro (Snapdragon 820 2.15GHz, 4GB + 128GB, 3D corpo de cerâmica) por US$
413,03.
Sobre a Xiaomi
A Xiaomi é uma das maiores empresas de Internet do mundo, considerada a segunda startup mais valiosa do mundo segundo a Fortune e recentemente eleita entre empresas mais inteligentes do mundo pelo MIT. Foi fundada em 2010 por Lei Jun, empresário
conhecido por seu sucesso em criar empresas inovadoras. A Xiaomi iniciou suas operações com o sistema operacional MIUI, adotado por mais de 150 milhões de usuários em todo o mundo e constantemente aprimorado por meio do feedback de seus Mi Fãs, que também contribuem para o aperfeiçoamento de todos os produtos da empresa, tais como os smartphones Mi 4i, Redmi 2 e Redmi Note, o tablet Mi Pad, o Mi Box, a Mi TV, a Mi Power Bank e a pulseira inteligente Mi Band. A Xiaomi está presente em Singapura, Malásia, Filipinas, Índia, Indonésia, Hong Kong e Taiwan. O Brasil é o primeiro mercado ocidental em que a empresa opera.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.