Tecnologia | Games | Filmes & Séries | Geek

Zebra Technologies discute sobre digitalização na saúde durante a 38ª GS1 Healthcare Global Conference

A Zebra Technologies (NASDAQ: ZBRA), empresa líder mundial em soluções digitais, hardware e software inovadores, esteve presente na 38ª edição da GS1 Healthcare Global Conference para discutir sobre a Digitalização na Saúde e os seus impactos na segurança do paciente e nas operações contínuas dentro dos hospitais. O evento ocorreu em São Paulo-SP entre os dias 3 e 5 de outubro e teve como tema principal “Connecting the future of healthcare with a simple scan”.

A conferência reuniu profissionais de mais de 50 países para debater sobre as novidades do setor e melhores práticas em rastreabilidade dentro do setor farmacêutico, inovações na área hospitalar e regulamentação sobre Identificação Única de Dispositivos Médicos (UDI).

Anúncios

Pela Zebra, o gerente sênior de Soluções de Marketing para América Latina, Andrés Ávila, e o gerente de Engenharia de Vendas e Soluções no Brasil, Levi Lima, apresentaram aos participantes a importância de manter o ciclo do paciente conectado, garantindo segurança e operações contínuas dentro dos hospitais, além de trazer as soluções da empresa no setor. A apresentação focou em três pontos:

  • Acesso às informações: a importância de tudo o que acontece na coleta de dados e de que forma ela ajuda na redução e gestão dos erros, além do controle dos medicamentos;
  • Comunicação: como fazer com que ela seja eficiente entre os times dentro dos hospitais e entre o próprio time;
  • Fazer mais com os mesmos recursos: como fazer com que o controle da identificação tenha mais eficiência com a mesma quantidade de recursos investidos.

Durante a apresentação da Zebra Technologies, também foram mostrados para os presentes o computador móvel TC26 e a impressora ZD510-HC, voltada para a reprodução de pulseiras hospitalares.

“Com o avanço da tecnologia, podemos entregar soluções que ajudam os hospitais em todo o ciclo do paciente, desde a gestão dos dados até a comunicação entre os times, aumentando os acertos e diminuindo os riscos”, diz Andrés. “Muitas vezes a tecnologia pode passar despercebida pelo público em geral, mas é com ela que podemos garantir coisas básicas como ter a dosagem certa do medicamento certo ou ter a certeza de que o sangue doado chegue ao paciente no tempo correto e em perfeito estado.”

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar