Com algoritmo justo, Kwai ajuda usuários a se tornarem influenciadores digitais

Assine nossa newsletter

Lançado no Brasil no final de 2017, o Kwai, plataforma global de criação e compartilhamento de vídeos curtos, já surgiu com um propósito diferente: permitir que criadores de conteúdo menos populares tenham a mesma oportunidade de destaque que aqueles com milhares de seguidores. Para isso, desenvolveu um algoritmo justo, que prioriza o quão interessante é o conteúdo, independentemente da popularidade do usuário que o postou.

“O Kwai distribui o tráfego não apenas para celebridades, mas também para pessoas comuns, permitindo que sejam vistos de maneira justa, para que os usuários possam se comunicar na comunidade igualmente e o conteúdo esteja mais próximo das pessoas.” , explica Wu Yan, diretora global de operações do Kwai.

A ideia vem de encontro com o que é usualmente visto nos demais aplicativos de criação de conteúdo. Dificuldades em lidar com algoritmos é, na verdade, um tópico recorrente em posts e vídeos que ensinam usuários a tentar burlar esse tão complexo sistema, na busca por mais visualizações e seguidores.

Lara Romeiro é um dos exemplos de como o algoritmo justo da Kwai pode beneficiar seus usuários. Decidiu publicar vídeos de dança no aplicativo em 2017 e, em apenas uma semana, conseguiu mais de 10 mil seguidores. Hoje, Lara já superou a marca de 900 mil seguidores e sua popularidade na Kwai também a ajudou em perfis de outras redes sociais – de dois mil seguidores no Instagram, passou a ter mais de 20 mil. “Hoje tenho pessoas que me mandam mensagens dizendo que alegro o dia delas com meus vídeos, além de receber presentes. É muito gratificante.” – diz Lara, que é conhecida como Lara da Kwai por seus seguidores.

Assine nossa newsletter

Além do algoritmo, Lara também atribui a possibilidade de interação entre usuários um dos grandes fatores de seu sucesso: “Além de entreter outros usuários com meus vídeos, também sou entretida. No Kwai, interajo melhor com outras pessoas, em comparação com outras plataformas.”

O exemplo de Lara é cada vez mais comum no Kwai, como o cearense Danilo Rosa. “Conheci o Kwai por meio de um amigo e me animei com o reconhecimento e interação com o público. Trabalhava das 7h às 18h, e mesmo chegando em casa cansado do trabalho, gravava vídeos até de madrugada, acreditando que um dia poderia ter resultado.” – afirma Danilo, que hoje soma mais de 110 mil fãs no Kwai.

Sobre a Kwai:

O aplicativo de vídeos curtos Kwai é um dos mais populares no Brasil, com mais de 7 milhões de usuários diários. Nele, o público cria seu próprio conteúdo e compartilha online em um universo interativo de vídeos que permite que amigos e demais usuários conectem-se por meio de postagens, curtidas e comentários.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.