De Corona vírus a outras ameaças: limpe o seu celular para evitar doenças

Assine nossa newsletter

O assunto não é novo entre o meio acadêmico. Em 2019 pesquisadores da USP de Ribeirão Preto identificaram presença de bactérias resistentes em celulares que entravam em áreas de risco em hospitais (tais como UTIs). Existem até empresas especializadas em higienizar telefones e tablets utilizados nesses locais.

E de tanto ouvir falar na importância de se lavar as mãos para evitar doenças graves, tais como o Corona Vírus – mas não só, eu fiquei pensando de que adianta lavar as mãos se o celular estiver sujo?

Como eu não entendendo nada do assunto quem me ajudou nisso foi o Dr. Rafael Baptista Pardo, que é infectologista e consultor da Divino Doutor. Ele disse algo alarmante. “Um aparelho celular pode abrigar por até 48 horas um vírus. A transmissão se dá ao sair da boca ou das narinas do paciente e se alojar na superfície do celular”, explicou o especialista.

E nessa época de carnaval, será que é uma boa pegar um celular emprestado para fazer uma ligação ou até mesmo chamar um serviço de carro compartilhado? O Dr. Rafael conta que o celular sim pode ser um vetor de transmissão de doenças de pessoa para pessoa. “A transmissão de doenças virais por emprestar celular são várias. Ocorrem pelo fato do vírus sair da boca ou das narinas do portador da doença e se alojar no celular. Os vírus mais comuns de transmissão são influenza, sarampo, coronavirus (que esta no momento), e viroses intestinais”, alertou o consultor da Divino Doutor.

Mas e como limpar corretamente o aparelho?

Assine nossa newsletter

De uma maneira geral o ideal seria usar um pano eletrostático e álcool isopropílico. Mas eu acho pouco provável que alguém vá achar isso facilmente e usar diariamente como sugerido.

Então eu pedi mais informações para o André Castro, gerente de operações do Grupo PLL, assistência técnica especializada em reparos de celulares. Ele me explicou que todo celular que chega na empresa para a manutenção passa por um processo de limpeza e será que os celulares chegam lá muito detonados? “Sim, os aparelhos chegam à empresa em estado de bastante sujeira. Falta um cuidado do cliente em relação a comida, líquidos e alimentos gordurosos” me conto o André.

E se eu não tenho tantos recursos quanto numa empresa especializada, o que fazer? “A limpeza vai muito da usabilidade de cada pessoa, mas em geral quem utiliza o celular todos os dias, é importante limpar todos os dias, com pano macio e pouquíssimo álcool para não danificar. É importante não utilizar o aparelho no momento de realizar atividades físicas.”, explicou o André.

A maioria dos fabricantes não recomenda o uso desse álcool em gel ou líquido que achamos no supermercado, por isso o André deixou claro que o ideal é usar pouquíssimo álcool e um pano macio para não arranhar o aparelho. E não se esqueça de não borrifar o álcool diretamente no aparelho, mas sim na toalhinha. Nos supermercados você consegue panos de limpeza que não soltam fiapo ou ainda pode pedir numa ótica uma toalhinha de limpeza de óculos. São ótimas opções.

E claro tudo depende do que o aparelho do seu celular é feito: base de plástico ou metal e a qualidade da tela. Faça um teste numa pequena área e não deixando manchas adote a limpeza diária. Sua saúde agradece.

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.