Empresas brasileiras já tem tabela em dólar

Assine nossa newsletter

No Código de Defesa do Consumidor não tem conversa: o preço precisa ser praticado em moeda corrente nacional, ou seja, em Reais. A polêmica já foi levantada uma vez sobre a venda de app em dólar no Brasil e amplamente discutida pelo site Tecnoblog. Num dos trechos o advogado ouvido pela reportagem destaca os artigos 3 e 31 do Código de Defesa do Consumidor, mas é no artigo 52 que isso está realmente explícito:

Assine nossa newsletter

NO FORNECIMENTO DE PRODUTOS OU SERVIÇOS QUE ENVOLVA OUTORGA DE CRÉDITO OU CONCESSÃO DE FINANCIAMENTO AO CONSUMIDOR, O FORNECEDOR DEVERÁ, ENTRE OUTROS REQUISITOS, INFORMÁ-LO PRÉVIA E ADEQUADAMENTE SOBRE:
I – PREÇO DO PRODUTO OU SERVIÇO EM MOEDA CORRENTE NACIONAL;

Seguida ao pé da letra como deve ser então não há dúvidas o preço deve ser em Reais e ponto.
Mas na prática muitas empresas e profissionais liberais já estão adotando tabelas informais na moeda da terra do Tio Sam. Hoje (22/09) a moeda passou a casa dos R$ 4,00 – um recorde para o mercado brasileiro.
Assim em cada orçamento é feito uma conversão e a forma de pagamento é combinada caso-a-cas0: pode haver um congelamento no preço da proposta (normalmente com prazo de validade curto) ou o valor é atualizado conforme a variação cambial vigente. Ou ainda é feito de forma que o cliente não perceba que houve uma conversão.
Claro que a prática com grandes empresas fica mais difícil já que muitas adotam políticas rígidas de contratação que em muitos casos inviabilizariam este tipo de negociação, mas entre empresas de menor porte a prática esta cada vez mais corriqueira.
Um empresário me confidenciou que tem usado o expediente há 3 meses e que os clientes tem aceitado bem a prática. Ele lembrou ainda que o preço percebido (ou psicológico) é bom já que 300 soam aos ouvidos bem melhor que 1.200, mesmo que os valores sejam os mesmos.
Dependendo do acordo firmado a lógica pode se inverter e o valor recebido pela empresa diminuir uma vez que pode ser que o valor do dólar diminua e portanto os valores recebidos sejam menores.
E você tem pensado ou já adotou uma tabela paralela em dólar para o seu negócio?

Assine nossa newsletter

Comentários estão fechados.

Esse site usa cookie para melhor sua experiência Aceitar Leia mais

Nossa Política de Privacidade.